harvey weinstein, condenado, estupro, acusação, acusado, júri, júri popular, tribunal, nova york, califórnia, hollywood, produtor, cinema, indústria, entretenimento, oscar, filmes, predator, sexual, assédio, me too, metoo,

Harvey Weinstein: produtor de cinema é condenado por estupro a 25 anos de prisão

O produtor de cinema Harvey Weinstein foi condenado a 25 anos de prisão por estupro. O júri popular contra um dos homens mais poderosos de Hollywood durou cinco dias. A série de denúncias contra ele motivou a criação do movimento MeToo, que revelou uma série de casos de assédio sexual na indústria do entretenimento dos Estados Unidos.

Apesar disso, ele foi inocentado da acusação mais grave. Conforme a Promotoria, o produtor de cinema tinha um comportamento sexual predatório. Por isso, poderia enfrentar a prisão perpétua.

O júri popular condenou Harvey Weinstein por dois fatos relacionados a estupros. O produtor de cinema foi considerado culpado por atacar sexualmente a ex-assistente Mimi Haleyi, em 2006. Além disso, o homem foi condenado por estuprar a atriz Jessica Mann, em 2013.

Ao passo que as acusações contra ele vieram à tona, mais de 80 mulheres relataram casos de assédio e estupro. Conforme os relatos, a má conduta sexual era um comportamento antigo de Harvey Weinstein. O produtor sempre negou as acusações e afirmou que todos os encontros sexuais aconteceram de forma consensual.

HARVEY WEINSTEIN: FILMES ALÇARAM PRODUTOR AO ESTRELATO

harvey weinstein, oscar, condenado, estupro
Reprodução/Getty Images

Considerado um dos homens mais poderosos de Hollywood, o produtor se tornou conhecido por filmes de grande sucesso.

Na filmografia de Harvey Weinstein estão obras como O Paciente Inglês (1996), vencedor do Oscar de melhor filme. Além disso, foi o produtor de outro vencedor do maior prêmio do cinema: Shakeaspeare Apaixonado (1999).

CONDENADO EM NOVA YORK, ACUSADO NA CALIFÓRNIA

O tribunal do júri de Nova York foi quem condenou Harvey Weinstein a 25 anos de prisão por estupro.

No entanto, essas não eram as únicas denúncias contra o produtor. Ele também enfrenta acusações criminais na Califórnia, estado norte-americano onde está a cidade de Hollywood. Além disso, ele também enfrenta dezenas de ações civis movidas por mulheres de todo os Estados Unidos.

Democracia em Vertigem - American Factory - documentário - Oscar 2020

Democracia em Vertigem perde para “Casal Obama” e Brasil segue sem Oscar

A produção “Democracia em Vertigem” foi derrotada na categoria “Melhor Documentário” no Oscar 2020. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas decidiu em favor de “American Factory”, documentário que tem como produtora a Higher Ground, empresa do ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e de sua esposa Michelle Obama.

American Factory é um documentário que critica a produção chinesa e como ela impacta na indústria em todo mundo, colocando grandes dúvidas sobre o futuro da globalização e do mercado globalizado em todo mundo.

A derrota de Democracia em Vertigem marca a continuidade do jejum do cinema nacional na maior premiação do cinema mundial. A primeira indicação nacional no Oscar foi em 1945, quando o compositor Ary Barroso concorreu com a música “Rio de Janeiro” para o filme “Brazil”.

Democracia em Vertigem conta os bastidores do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, apontando que a instabilidade política gerou uma onda de intolerância no país, culminando inclusive na eleição de Jair Bolsonaro como presidente da República.

Com forte apelo ideológico e partidário,  Democracia em Vertigem ganhou muita repercussão no Brasil e no mundo. Inclusive, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) mencionando que a produção era “anti-Brasil” e que espalhava notícias falsas sobre o país.

Em sua entrada no tapete vermelho do Teatro Dolby, em Los Angeles, a cineasta Petra Costa valorizou sua produção e afirmou que as mudanças no país dependem da conscientização da população.

“A cura do Brasil depende do voto de cada um. Não aguento mais gente falando que política é tudo igual. A gente tem que barrar esse avanço. O filme é carta de amor ao Brasil e ao país que eu sonhava ter. E foi muito triste ver o fascismo que estava brotando nas ruas enquanto fazia o filme. Esse ódio não faz parte da alma brasileira e eu espero que a gente consiga se curar disso”, pontuou a diretora.

Um fato importante dentro dos finalistas da categoria foi que dos cinco documentários indicados, quatro tiveram direção feminina.

Parasita - Oscar 2020 - premiação - cerimônia

Oscar 2020: Parasita faz história e domina premiação; Confira os vencedores

A 92ª edição do Oscar entrou para a história, coroando o primeiro filme em língua estrangeira como vencedor principal da noite. O filme sul-coreano “Parasita” levou quatro estatuetas e foi o grande vencedor do evento.

Parasita venceu as estatuetas de “Melhor Filme”, “Melhor Diretor”, “Melhor Filme Internacional” e “Melhor Roteiro Adaptado.

Já “Coringa”, que era o maior indicado em 11 finais, conquistou duas estatuetas com as vitórias em “Melhor Trilha Sonora Original” e “Melhor Ator”, com a atuação de Joaquin Phoenix, que rendeu a primeira estatueta ao ator.

BRASIL NO TAPETE VERMELHO

O Brasil terá uma representante no Oscar 2020. A cineasta Petra Costa concorre na categoria “melhor documentário” pela produção “Democracia em Vertigem”.

Antes de entrar no Teatro Dolby, Costa valorizou sua produção e afirmou que as mudanças no país dependem da conscientização da população.

“A cura do Brasil depende do voto de cada um. Não aguento mais gente falando que política é tudo igual. A gente tem que barrar esse avanço. O filme é carta de amor ao Brasil e ao país que eu sonhava ter. E foi muito triste ver o fascismo que estava brotando nas ruas enquanto fazia o filme. Esse ódio não faz parte da alma brasileira e eu espero que a gente consiga se curar disso”, pontuou a diretora.

APRESENTAÇÃO DESCENTRALIZADA

Repetindo uma tendência dos últimos anos, o Oscar 2020 não terá um apresentador fixo, contando com diversas personalidades para apresentar as categorias e demais atrações da premiação.

Nomes como os vencedores de estatuetas como Mahershala Ali, Spike Lee, Tom Hanks e Natalie Portman serão algumas das celebridades presentes na apresentação.

VENCEDORES OSCAR 2020

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Tom Hanks – Um Lindo Dia na Vizinhança

Anthony Hopkins – Dois Papas

Al Pacino – O Irlandês

Joe Pesci – O Irlandês

Brad Pitt – Era Uma Vez Em… Hollywood (segunda estatueta, primeira como ator)

MELHOR ANIMAÇÃO

Como Treinar Seu Dragão 3

Perdi Meu Corpo

Klaus

Link Perdido

Toy Story 4 (segundo filme da franquia a vencer a estatueta)

MELHOR CURTA ANIMADO

DCERA (Daughter)

Hair Love

Kitbull

Memorable

Sister

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Rian Johnson – Entre Facas e Segredos

Noah Baumbach – História de um Casamento

Sam Mendes e Krysty Wilson-Cairns – 1917

Quentin Tarantino – Era Uma Vez Em… Hollywood

Bong Joon Ho e Han Jin Won – Parasita (primeira estatueta para a Coreia do Sul)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Steven Zaillian – O Irlandês

Taika Waititi – JoJo Rabbit (primeira estatueta do diretor e roteirista)

Todd Phillips e Scott Silver – Coringa

Greta Gerwig – Adoráveis Mulheres

Anthony McCarten – Dois Papas

MELHOR CURTA-METRAGEM

Brotherhood

Nefta Football Club

The Neighbors’ Window

Saria

A Sister

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

O Irlandês

JoJo Rabbit

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

Parasita

MELHOR FIGURINO

O Irlandês

JoJo Rabbit

Coringa

Adoráveis Mulheres

Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Indústria Americana

The Cave

Democracia em Vertigem

For Sama

Honeyland

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

In The Absence

Learning to Skateboard In a Warzone (If You’re A Girl)

Life Overtakes Me

St. Louis Superman

Walk Run Cha-Cha

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Kathy Bathes – O Caso Richard Jewell

Laura Dern – História de um Casamento (primeira estatueta da atriz de 52 anos)

Scarlett Johansson – JoJo Rabbit

Florence Pugh – Adoráveis Mulheres

Margot Robbie – O Escândalo

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Ford vs Ferrari

Coringa

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR MIXAGEM DE SOM

Ad Astra – Rumo às Estrelas

Ford vs Ferrari

Coringa

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR FOTOGRAFIA

O Irlandês

Coringa

O Farol

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR MONTAGEM

Ford vs Ferrari

O Irlandês

JoJo Rabbit

Coringa

Parasita

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vingadores: Ultimato

O Irlandês

O Rei Leão

1917

Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

O Escândalo

Coringa

Judy – Muito Além do Arco-Íris

Malévola – Dona do Mal

1917

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

Corpus Christi

Honeyland

Os Miseráveis

Dor e Glória

Parasita

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL

Coringa

Adoráveis Mulheres

História de um Casamento

1917

Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Toy Story 4 – “I Can’t Let You Throw Yourself Away”

Rocketman – “(I’m Gonna) Love Me Again”

Superação: O Milagre da Fé – “I’m Standing With You”

Frozen II – “Into The Unknown”

Harriet – “Stand Up”

MELHOR DIREÇÃO

Martin Scorsese – O Irlandês

Todd Phillips – Coringa

Sam Mendes – 1917

Quentin Tarantino – Era Uma Vez Em… Hollywood

Bong Joon Ho – Parasita

MELHOR ATOR

Antonio Banderas – Dor e Glória

Leonardo DiCaprio – Era Uma Vez Em… Hollywood

Adam Driver – História de um Casamento

Joaquin Phoenix – Coringa (primeira estatueta do ator)

Jonathan Price – Dois Papas

MELHOR ATRIZ

Cythia Erivo – Harriet

Scarlett Johansson – História de um Casamento

Saoirse Ronan – Adoráveis Mulheres

Charlize Theron – O Escândalo

Renée Zellweger – Judy: Muito Além do Arco-Íris

MELHOR FILME

Ford vs Ferrari

O Irlandês

JoJo Rabbit

Coringa

Adoráveis Mulheres

História de um Casamento

1917

Era Uma Vez Em… Hollywood

Parasita

sai a lista dos indicados ao Oscar 2020

Oscar 2020: Confira a lista completa dos indicados à maior premiação do cinema

Cinéfilos de plantão levantaram cedo, na manhã desta segunda-feira (13), para acompanhar a divulgação da lista completa do Oscar 2020.

A lista foi divulgada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, em Los Angeles, nos EUACoringa” teve 11 indicações é favorito do ano em 2020.”1917“, “Era uma Vez em Hollywood” e “O Irlandês” ocupam o segundo lugar no favoritismo, com 10 indicações cada um.

O brasileiro “Democracia em Vertigem“, da jovem diretora Petra Costa, é um dos indicados na categoria “Melhor Documentário”. O documentário aborda o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A exemplo do Oscar de 2019, a cerimônia deste ano também não terá apresentador.

A premiação do Oscar 2020 acontece em 9 de fevereiro, no Dolby Theatre, em Los Angeles, na Califórnia.

CONFIRA A LISTA DOS INDICADOS

MELHOR FILME

Ford vs Ferrari
O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
História de um Casamento
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Parasite

Oscar 2020 lista do sindicados era uma vez em hollywood
Divulgação/Era uma Vez em Hollywood

MELHOR DIREÇÃO

Martin Scorsese
Tood Philips
Sam Mendes
Quentin  Tarantino
Bong Jon Hoo

MELHOR ATRIZ

Cynthia Erivo
Scarlett Johansson
Saoirse Ronan
Renee Zelwegger
Charlize Theron

lista oscar 2020 Scarlett Johansson
Divulgação/Scarlett Johansson é uma das favoritas pela atuação em “História de um Casamento”. A atriz também foi indicada como atriz coadjuvante em Jojo Rabbit.

MELHOR ATOR

Antonio Bandera
Leonardo Dicaprio
Adam Driver
Joaquin Phoenix
Jonathan Pryce

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Kathy Bates – O Caso Richard Jewell
Laura Dern – História de um Casamento
Scarlett Johansson – Jojo Rabbit
Florence Pugh – Adoráveis Mulheres
Margot Robbie – O Escândalo

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Tom Hanks – Um Lindo Dia na Vizinhança
Anthony Hopkins – Dois Papas
Al Pacino – O Irlandês
Joe Pesci – O Irlandês
Brad Pitt – Era Uma Vez Em… Hollywood

lista completa osca 2020
Divulgação/Al Pacino e Robert De Niro em cena de O Irlandês

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Entre Facas e Segredos
História de um casamento
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Parasita

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
Dois Papas

MELHOR FILME INTERNACIONAL

Corpus Christi
Honeyland
Os Miseráveis
Dor e Glória
Parasite

MELHOR ANIMAÇÃO

Como Treinar Seu Dragão 3
I Lost My Body
Klaus
O Link Perdido
Toy Story 4

MELHOR FOTOGRAFIA

O Irlandês
Coringa
O Farol
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR MONTAGEM

Ford vs Ferrari
O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Parasita

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

O Irlandês
Jojo Rabbit
1917
Parasita
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR FIGURINO

O Irlandês
Jojo Rabbit
Coringa
Adoráveis Mulheres
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR MAQUIAGEM

O Escândalo
Coringa
Judy
Malévola
1917

MELHORES EFEITOS VISUAIS

Vingadores: Ultimato
O Irlandês
O Rei Leão
1917
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

Ford vs Ferrari
Coringa
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR MIXAGEM DE SOM

Ad Astra
Ford vs Ferrari
Coringa
1917
Era Uma Vez Em… Hollywood

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Toy Story 4
Rocketman
Breakthrough
Into The Unknown
Harriet

MELHOR TRILHA SONORA

Coringa
Adoráveis Mulheres
História de Um Casamento
1917
Star Wars: A Ascensão Skywalker

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Indústria Americana
Democracia em Vertigem
The Cave
Honeyland
For Sama

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA METRAGEM

In the Absence
Learning to Skateborad in a War Zone (If You’re a Girl)
Life Overtakes Me

MELHOR CURTA METRAGEM

Brotherhood
Nefta Footbal Club
A Sister
The Neighbor’s Window
Saria

MELHOR ANIMAÇÃO EM CURTA METRAGEM

Dcera (Daughter)
Hair Love
Kitbull
Memorable
Sister

O Irlandês - Cine Passeio - estreia

Cine Passeio exibe estreia nacional de “O Irlandês” nesta quinta-feira

Um dos favoritos ao Oscar de melhor filme fará sua estreia nacional no Cine Passeio, nesta quinta-feira (13). “O Irlandês” é dirigido pelo premiado diretor Martin Scorcese e tem a produção da Netflix.

O filme narra a história do mafioso Frank Sheeran, principal suspeito do assassinato do líder sindicalista Jimmy Hoffa. Os papéis ficam a cargo de dois vencedores do Oscar de melhor ator – Robert de Niro será Sheeran, enquanto Al Pacino irá interpretar Hoffa.

Apenas mais 18 salas de cinema irão receber a estreia do filme no Brasil. A sessão no Cine Passeio irá iniciar às 19h, com os ingressos disponíveis pelo site https://www.eventbrite.com.br/.

O Cine Passeio irá exibir o filme até o dia 4 de dezembro, com sessões ás 16h e 19h. Quem não quiser ir para o cinema, terá que esperar até o dia 27 de novembro para assistir a película, data em que a Netflix irá disponibilizar a seus assinantes a exibição da produção.

SERVIÇO: O IRLANDÊS

Data: 14/11 (quinta-feira)
Horário: 19h
Local: Cine Passeio (Rua Riachuelo, 410 – Centro)
Classificação: 18 anos
Ingressos: R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia-entrada) – ingressos somente pela plataforma Eventbrite

roteirista, curitibano, oscar, oscar 2020, melhor filme estrangeiro, brasil, a vida invisível, murilo hauser, karim aïnouz, inês bortagaray

Roteirista curitibano concorre à indicação ao Oscar 2020

Um curitibano assina o longa-metragem brasileiro que concorre a uma indicação ao Oscar 2020 na categoria Melhor Filme Estrangeiro. O drama A Vida Invisível, que tem direção do cearense Karim Aïnouz, foi escrito pelo roteirista curitibano Murilo Hauser, em parceria com Inês Bortagaray.

Hauser, que atualmente mora em São Paulo, fez o primeiro curso sobre cinema na Cinemateca de Curitiba e voltou à capital paranaense na última semana para a pré-estreia especial do longa, no Cine Passeio. O filme já ganhou o prêmio principal da mostra Um Certo Olhar, no Festival de Cannes de 2019.

A produção é uma adaptação do romance “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão”, da escritora pernambucana Martha Batalha. A história é estrelada por Julia Stockler e Carol Duarte e tem participações de Fernanda Montenegro, Gregório Duvivier e António Fonseca. A estreia está prevista para a próxima quinta-feira, dia 31 de outubro.

OSCAR 2020: INDICAÇÕES A MELHOR FILME ESTRANGEIRO

Para o roteirista curitibano Murilo Hauser concorrer à indicação, o filme brasileiro precisa atender a alguns requisitos. Um deles, é ser exibido durante sete dias, com pelo menos três sessões por dia, em Los Angeles. O lançamento nas salas de cinema dos Estados Unidos está previsto para o dia 20 de dezembro. A Amazon comprou os direitos de exibição e é a responsável pela distribuição do longa no mercado norte-americano.

‘Nasce uma Estrela’ é mais buscado do Oscar no Brasil, segundo Google

“Nasce uma Estrela”, com Lady Gaga e Bradley Cooper, é o filme entre os indicados ao Oscar que mais gera interesse nas buscas no Google no Brasil. Os dados foram divulgados pelo Google Trends e pelo YouTube, que fizeram um levantamento dos filmes e personalidades que estão em alta nesta semana de Oscar -a cerimônia acontece no domingo (24).

Entre as oito indicações a melhor filme, o remake da trama que gira em torno de um músico alcoólatra que se afeiçoa a uma novata e vê a própria carreira declinar enquanto a dela decola é o filme que tem o maior interesse de busca no Brasil.

O longa dirigido por Cooper tem 26% de participação no interesse de busca no Brasil nos últimos 30 dias. Ele é seguido por “Bohemian Rhapsody” (21%) e “Pantera Negra” (16%).

Na categoria de melhor ator, Bradley Cooper ostenta a maioria absoluta com 54,2% -o segundo colocado é Christian Bale (“Vice”), com menos da metade: 21,1%.

Mas o maior domínio de “Nasce uma Estrela” nas buscas do Google acontece entre as indicadas a melhor atriz. Com a sua primeira protagonista no cinema, Lady Gaga acumula 91% de participação. O restante é dividido entre Glenn Close (“A Esposa”, 4%), Melissa McCarthy (“Poderia Me Perdoar?”, 2%), Olivia Colman (“A Favorita”, 2%) e Yalitza Aparicio (“Roma”, 1%).

Alfonso Cuarón, de “Roma”, lidera entre os indicados a melhor diretor, com 41,25%. Spike Lee soma 38,03% por “Infiltrado na Klan” e Yorgos Lanthimos, de “A Favorita”, tem 12,67%. Bradley Cooper não foi indicado por “Nasce uma Estrela”.

Em nível global, Cooper e Lady Gaga também são os mais populares suas categorias -não foram divulgados os percentuais alcançados. O alto interesse por “Nasce uma Estrela” se mantém entre os indicados a ator coadjuvante, categoria liderada por Sam Elliot.

Entre as atrizes coadjuvantes, o nome mais buscado é o de Emma Stone, por “A Favorita”.

O levantamento também citou os mais buscados em melhor animação (“Os Incríveis 2”) e melhor filme estrangeiro (“Roma”).

Sem apresentador, festa do Oscar confirma 13 atores para anunciar prêmios

Ainda sem um apresentador oficial confirmado, a festa do Oscar terá ao menos 13 atores anunciando os prêmios. Entre eles, o Capitão América Chris Evans, a já oscarizada Brie Larson e Whoopi Goldberg, que já ganhou um prêmio e apresentou a cerimônia quatro vezes.

Os produtores do evento Donna Gigliotti e Glenn Weiss ainda devem confirmar mais nomes. Por enquanto devem participar: Awkwafina e  Constance Wu, de “Podres de Ricos”, as comediantes Tina Fey,  Amy Poehler e Maya Rudolph, além de Daniel Craig, Jennifer Lopez, Amandla Stenberg, Charlize Theron e Tessa Thompson.

A Filarmônica de Los Angeles tocará durante o segmento “in memorian”, no qual são homenageados os mortos do ano, sob regência do venezuelano Gustavo Dudamel.

Sai lista dos filmes indicados ao Oscar; Brasil está fora da disputa

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, associação que reúne a indústria do cinema dos Estados Unidos, divulgou hoje (22) a lista dos indicados ao Oscar 2019. O prêmio é o mais conhecido da indústria cinematográfica mundial. As estatuetas serão entregues aos premiados no dia 24 de fevereiro.

O principal destaque foi o grande número de indicações do filme mexicano Roma, de Alfonso Cuarón. A película concorre em 10 categorias, incluindo as de melhor filme, melhor diretor e melhor atriz. Em geral,as principais indicações são direcionadas a obras produzidas no país de origem do prêmio. Outra novidade de Roma é o fato do longa ter sido produzido para a Netflix, e não para o circuito tradicional das grandes telas.

Roma conta a história de uma família na Cidade do México, capital mexicana, nos anos 1970, dando ênfase às desigualdades de gênero vividas pela protagonista, a empregada doméstica Cleo. Outro destaque foi a indicação da longa Pantera Negra para a categoria de melhor filme. Foi a primeira vez que uma obra com a temática de super-heróis chegou à disputa. A obra mostra a história do herói do mesmo nome, do universo de quadrinhos da editora Marvel, na busca pela recuperação de riquezas roubadas do reino de Wakanda.

Na briga pela categoria de melhor filme, foram indicados também Bohemian Rhapsody, história da banda inglesa Queen; Infiltrado na Klan, que conta o caso de uma operação para tentar desbaratar o grupo racista norte-americano Ku Klux Klan; A Favorita, que aborda disputas por influência no reino da Rainha Ana, no século 18, na Inlgaterra. Integram também a lista Vice, uma leitura da participação do vice-presidente Dick Cheney na gestão de George W. Bush na Presidência dos Estados Unidos (2001-2009); Nasce uma Estrela, sobre a ascensão de uma cantora; e O Guia, acerca da turnê de um músico negro pelo Sul dos Estados Unidos e sua relação com o motorista contratado.

As principais categorias contemplaram em geral essas obras. Para melhor diretor, foram indicados Spike Lee (Infiltrado na Klan), Yorgos Lathimos (A Favorita), Alfonso Cuarón (Roma), Adam McKey (Vice) e Pawel Palikowski (Guerra Fria). Dois indicados foram responsáveis por obras não faladas em língua inglesa, Cuarón e Palikowski. A lista dos que concorrer nesta categoria não inclui nenhuma mulher.

Na disputa pela estatueta de melhor ator, foram indicados Cristian Bale (Vice), Bradley Cooper (Nasce uma Estrela), Viggo Mortensen (O Guia) e Rami Malek (Bohemian Rhapsody). Concorrer ao Oscar de melhor atriz Yalitza Aparicio (Roma), Melissa McCarthy (Poderia Me Perdoar?), Lady Gaga (Nasce uma Estrela), Olivia Colman (A Favorita) e Glenn Close (A Esposa).

Brasil está fora da corrida do Oscar pela 20ª vez seguida; ‘Roma’ é favorito

Por Guilherme Genestreti

O filme “O Grande Circo Místico”, escolhido para representar o Brasil no Oscar, não está entre os nove títulos finalistas que concorrerão às cinco vagas de melhor longa estrangeiro.

A lista foi divulgada pela Academia nesta segunda (17). Os indicados serão conhecidos no dia 22 de janeiro e a cerimônia acontecerá em 24 de fevereiro, em Los Angeles.
Com isso, a próxima edição da premiação marcará a 20ª vez consecutiva que o país fica de fora dessa categoria -a última vez foi em 1999, com “Central do Brasil”.

Dirigido por Cacá Diegues, o representante nacional toma como ponto de partida poema de Jorge de Lima, que nos 1980 foi transformado em musical por Chico Buarque e Edu Lobo.

A trama acompanha várias gerações à frente da lona, e tem no elenco os atores Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer, Vincent Cassel, Antonio Fagundes, Mariana Ximenes e Juliano Cazarré.

Considerando apenas produções 100% nacionais, o país já concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro quatro vezes. Também disputou, em animação, com “O Menino e o Mundo”, em 2016. Em 2004, com “Cidade de Deus”, concorreu em direção, montagem, roteiro adaptado e fotografia.

Entre os escolhidos estão o japonês “Assunto de Família”, de Hirokazu Kore-Eda, e o polonês “Guerra Fria”, de Pawel Pawlikowski.

“Roma”, de Alfonso Cuarón, larga como favorito à estatueta. O representante mexicano, disponível na grade da Netflix, é inspirado nas lembranças da infância do diretor. Conta a história de Cleo, empregada doméstica de origem indígena, que trabalha e vive no casarão de seus patrões, brancos e membros de uma família de classe alta na capital do país.

Veja a lista de finalistas:

“Em Chamas”, de Lee Chang-dong (Coreia do Sul)
“Culpa”, de Gustav Möller (Dinamarca)
“Assunto de Família”, de Hirokazu Kore-Eda (Japão)
“Ayka”, de Sergei Dvortsevoy (Cazaquistão)
“Cafarnaum”, de Nadine Labaki (Líbano)
“Roma”, de Alfonso Cuarón (México)
“Guerra Fria”, de Pawel Pawlikowski (Polônia)
“Pássaros de Verão”, de Cristina Gallego e Ciro Guerra (Colômbia)
“Werk  Ohne Autor”, de Florian Henckel von Donnersmarck (Alemanha)