governo fecha fronteiras argentina paraguai

Brasil fecha fronteiras com Argentina, Paraguai e outros seis países da América do Sul

O governo federal de Jair Bolsonaro decidiu nesta quinta-feira (19) o fechamento das fronteiras do Brasil com Argentina, Paraguai e outros seis países da América do Sul. A decisão, para combater a transmissão do coronavírus, determina o bloqueio com Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, República Cooperativa da Guiana, Peru e Suriname.

A portaria foi publicada em seção extra do Diário Oficial e vale para que estrangeiros não entrem no país por, inicialmente, 15 dias. Entretanto, o prazo ainda pode ser prorrogado.

Chile e Equador não fazem fronteira com o Brasil, enquanto a Venezuela já tinha tido um fechamento parcial. Por fim, o governo ainda negocia com o Uruguai para também adotar o fechamento.

Vale ressaltar que o transporte de cargas é mantido com a decisão. A medida serve apenas para pessoas estrangeiras, ou seja, brasileiros ainda podem voltar ao Brasil normalmente.

“Mais ações a caminho pensando no inevitável impacto financeiro das famílias envolvidas”, disse Bolsonaro ao informar da medida em seu Twitter.

FECHAMENTO DE FRONTEIRAS FOI PEDIDO DO PARANÁ

A decisão do governo federal atende o pedido do governo do Paraná. Ontem (18), o governador Ratinho Junior divulgou que solicitou o fechamento das fronteiras com Argentina e Paraguai.

Além disso, o Paraná também vetou ônibus interestaduais vindos de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Distrito Federal, onde a situação de coronavírus é mais grave. Por fim, Ratinho também solicitou a Infraero para que os voos vindos desses estados sejam suspensos.

Atualmente o Paraná tem seis casos confirmados do COVID-19 e 240 sob suspeita, enquanto 82 já foram descartados. Já o Brasil soma 291 casos confirmados, um óbito e 8.819 casos em investigação. Os números são de acordo com o balanço do Ministério da Saúde.

Paraguai fecha acesso à Ponte da Amizade por pelo menos 15 dias

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez,  anunciou nesta quarta-feira (18), o fechamento da Ponte da Amizade, que liga o país ao Brasil.

A Ponte da Amizade é o principal acesso de brasileiros ao país vizinho, através da cidade de Foz do Iguaçu.

Segundo informações do governo paraguaio, o bloqueio teve início nesta quarta-feira e a medida vale para os próximos 15 dias.

A medida ainda proíbe que paraguaios e estrangeiros que moram no Paraguai saiam do país. Já para entrar no país, moradores terão de ficar por 14 dias em quarentena.

O presidente Mario Abdo Benítz divulgou em sua página no twitter um vídeo com a decisão do fechamento da ponte.

duas mulheres são presas na fronteira argentina dólares

Mulheres são presas ao tentar entrar no Brasil com meio milhão de dólares

Duas mulheres paraguaias, de 19 e 40 anos, foram presas na tarde desta quarta-feira (19), tentando entrar no país com mais de meio milhão de dólares, em espécie.

O grupo de investigadores  GDE – Grupo de Diligências Especiais, da Polícia Civil de Foz do Iguaçu, chegou até as duas através de uma denúncia anônima.

As mulheres chegaram ao país pela da fronteira com a Argentina, quando foram abordadas em um bairro de Foz do Iguaçu, na região sudoeste do Paraná.

A dupla foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil e posteriormente à Delegacia da Polícia Federal.

Elas acabaram sendo autuadas pelo crime de evasão de divisas, que tem a pena prevista de 2 a 6 anos de prisão.

A polícia também estipulou uma fiança no valor de R$ 50 mil para cada presa, valor que não foi pago, portanto ambas permanecem na carceragem da Polícia Federal, em Foz do Iguaçu.

Segundo a Polícia Civil, o destino do dinheiro seria o Paraguai, país vizinho, que faz fronteira com o Paraná.

Questionadas sobre a origem e o destino do dinheiro, as mulheres confirmaram que transportavam cerca de U$ 500 mil dólares americanos em espécie, mas não deram mais nenhuma informações.

O valor apreendido com a dupla, na moeda brasileira, ultrapassa os R$ 2 milhões.

Corinthians - Guaraní - Libertadores

Guaraní marca no segundo tempo e elimina Corinthians da Copa Libertadores

Com um gol de Fernando Fernández no segundo tempo, o Guaraní perdeu do Corinthians por 2 a 1 na noite desta quarta-feira (12), mas conseguiu a vaga na terceira fase preliminar da Copa Libertadores devido ao gol qualificado.

O duelo foi realizado na Arena Corinthians, em São Paulo, que recebeu 40.327 torcedores.

Luan e Boselli abriram o placar para o Corinthians, enquanto Fernández descontou para o Guaraní.

Essa foi a segunda eliminação do Corinthians na fase preliminar da Libertadores, com a anterior sendo em 2011 contra o Deportes Tolima. Além disso, o Guaraní segue invicto em confrontos mata-mata contra o Corinthians, eliminando o rival brasileiro nas oitavas de final do torneio em 2015.

FOCO NO PAULISTÃO

Sem a vaga na Copa Libertadores, o Corinthians se vira para os compromissos do Campeonato Paulista.

Neste sábado (15), o Corinthians tem clássico contra o São Paulo, no Morumbi, às 19h. Atualmente a ocupa ocupa a vice-liderança do Grupo D do Paulista, um ponto atrás do Guarani.

Já no sábado de Carnaval (22), o Corinthians irá atuar em Diadema contra o Água Santa pela sétima rodada do Paulista.

FALTOU O GOL

Corinthians - Guaraní - Libertadores
Fernández comemora o gol da classificação do Guaraní. (Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores)

O Corinthians abriu o placar logo aos oito minutos. Luan recebeu passe na direita, cortou para o meio e finalizou cruzado. Servio caiu atrasado e aceitou a finalização.

O Guaraní quase empatou aos 20 minutos. Fernando Fernández recebeu cruzamento e escorou firme para boa defesa de Cássio. No rebote, Redes chegou batendo de primeira e mandou a bola por cima do gol.

Aos 28 minutos, o Corinthians ficou com um jogador a menos em campo. Após tentativa de bicicleta na entrada da área, Pedrinho acertou o rosto de Ángel Benítez, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Mesmo com um a menos, o Corinthians marcou seu segundo gol aos 31 minutos. Luan lançou Vagner Love na ponta esquerda e o atacante cruzou rasteiro para Boselli bater firme de primeira.

Cássio apareceu bem novamente aos 38 minutos. Benítez ganhou da zaga pelo alto e escorou para o goleiro espalmar.

Fagner quase ampliou o placar aos 40 minutos. Em falta quase na linha de fundo, o lateral arriscou a cobrança direita e carimbou mo travessão.

Quando não foi a trave, Servio conseguiu evitar o terceiro gol do Corinthians. Fagner cruzou para Vagner Love e o atacante escorou firme, mas no meio do gol, facilitando a defesa do goleiro.

Com um a mais em campo, o Guaraní diminuiu o placar aos sete minutos do segundo tempo. Fernández bateu falta da entrada da área com força no canto esquerdo, Cássio demorou para cair e a bola entrou.

Luan quase respondeu também na bola parada. Aos 19 minutos, o meia tentou a cobrança com efeito da entrada da área, acertando a rede pelo lado de fora.

O Guaraní chegou a ter um jogador expulso aos 40 minutos. Romaña derrubou Janderson no campo de ataque e recebeu o segundo cartão amarelo.

Servio salvou o Guaraní aos 42 minutos. Fagner arriscou de fora da área e o goleiro espalmou para salvar os paraguaios.

No minuto seguinte, Boselli quase marcou o gol da classificação. O atacante recebeu pelo alto e escorou perto do travessão.

Corinthians - Guaraní - Copa Libertadores da América

Corinthians perde do Guaraní e se complica na Copa Libertadores

Mesmo tendo maior posse de bola e volume de jogo, o Corinthians não conseguiu criar grandes chances de gol e foi derrotado pelo Guaraní por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (5), tendo que vencer no jogo de volta para não ser eliminado na Copa Libertadores.

O duelo foi realizado no Estádio Nueva Olla, em Assunção, no Paraguai.

Para o jogo de volta, o Corinthians leva a vaga se vencer por dois gols ou mais de diferença. Vitória corintiana por 1 a 0 leva o jogo para as penalidades, enquanto triunfo corintiano por 2 a 1, 3 a 2 e afins dá a vaga para os paraguaios, assim como empate ou vitória do Guaraní por qualquer placar.

Quem avançar terá pela frente o vencedor do confronto entre Cerro Largo do Uruguai e Palestino do Chile. O primeiro confronto entre as equipes terminou em 1 a 1.

Caso passe pelas duas fases preliminares, o Corinthians irá encontrar o Palmeiras no Grupo B da Copa Libertadores, junto de Bolivar da Bolívia e Tigre da Argentina.

SEQUÊNCIA EM CASA

Antes do jogo de volta contra o Guaraní, na próxima quarta-feira (12), na Arena Corinthians, às 21h30, a equipe paulista entra em campo pelo Paulistão.

Neste domingo (9), também na Arena Corinthians, a equipe recebe a Inter de Limeira pela quinta rodada do Campeonato Paulista, às 16h.

FALTOU O GOL

Boselli - Corinthians - Guaraní - Copa Libertadores da América
Boselli mandou na trave a melhor chance do Corinthians na partida. (Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores)

O Guaraní iniciou melhor a partida e criou boa chance logo aos dois minutos. Guillermo Benítez recebeu na entrada da área e pegou firme, mas no meio do gol e Cássio fez defesa sem ceder rebote.

O Corinthians respondeu aos três minutos. Fagner fez o cruzamento, Báez errou o corte e Janderson escorou perto do travessão.

Mas o Guaraní levou perigo aos cinco minutos. Redes recebeu na direita e chutou com efeito, a bola passou por toda a área e acertou o poste direito.

No minuto seguinte, Boselli foi derrubado por Benítez e o árbitro mandou o jogo seguir. Na sequência, Camacho atropelou Iván Ramírez e dessa vez a infração foi marcada. Na cobrança da falta, Ramírez cobrou na marca do pênalti e Morel apareceu sozinho -aproveitando erro na linha de impedimento da defesa, e cabeceou firme para o gol.

Na bola parada, o Corinthians conseguiu levar perigo aos 32 minutos. Após cruzamento no meio da área, Gil ganhou pelo alto e cabeceou perto do poste esquerdo.

Mas a melhor chance do Corinthians no jogo foi com Boselli, aos 37 minutos. Após bola rebatida, o atacante emendou de primeira e acertou o poste direito.

Ainda deu tempo de Servio salvar o Guaraní, aos 44 minutos. Cantillo lançou Everaldo na área e o atacante pegou firme para o goleiro espalmar.

A primeira chance do Corinthians na segunda etapa foi aos nove minutos. Cantillo aproveitou sobra na entrada da área e finalizou firme, mas no meio do gol e Servio fez boa defesa.

Lucas Piton quase empatou o jogo aos 32 minutos. Mateus Vital finalizou travado na entrada da área e a bola sobrou para o lateral, que chutou cruzado e a bola passou raspando o poste direito.

contrabandista, preso, flagrante, terra roxa, paraná, contrabando, cigarro, cigarros, paraguai, prf, polícia rodoviária federal

Contrabandista é preso com R$ 100 mil em cigarros contrabandeados no PR

Um homem de 25 anos foi preso em flagrante pela PRF com 20 mil cigarros contrabandeados do Paraguai. Conforme os agentes, ele desobedeceu a uma ordem de parada na BR-163, em Terra Roxa, na região oeste do Paraná. O contrabandista foi perseguido por aproximadamente 10 quilômetros até ser parado.

Detido, o homem afirmou que fazia o serviço de batedor para outra carga de cigarros contrabandeados do Paraguai. De acordo com a PRF, no carro que ele dirigia foram encontrados 20 mil maços. Além disso, foram apreendidos R$ 2,4 mil e um aparelho ilegal de radiocomunicação.

Durante a perseguição, ele também cometeu crimes de trânsito. Conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o homem de 25 anos dirigiu pelo acostamento e forçou ultrapassagens perigosas, colocando outros motoristas em risco.

O contrabandista preso em flagrante em Terra Roxa, no oeste do Paraná, foi encaminhado para a delegacia da Polícia Federal em Guaíra. Ele deve ser indiciado por contrabando e atividade clandestina de telecomunicação.

PRF apreende armas carro de luxo paraguai curitiba

PRF apreende armas de fogo escondidas em carro de luxo

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) apreendeu cinco armas de fogo em carro de luxo, na tarde de domingo (2), em Virmond, próximo à região de Laranjeiras do Sul.

Segundo os policiais federais, no carro estavam pai e filho que seguiam em direção a Curitiba, vindo do Paraguai.

Na região de Laranjeiras do Sul o veículo foi abordado e os policiais localizaram, atrás do banco traseiro, um fundo oculto com as armas, todas municiadas e carregadas, prontas para o uso.

Também foram localizadas quatro cartelas de munição e um carregador extra no assoalho do veículo.

A PRF informou que um dos presos adquiriu as armas em uma chácara no interior do Paraguai.

Os detidos e o veículo foram encaminhados à Delegacia da Policia Federal de Guarapuava.

O crime de trafico internacional de armas de fogo é punido com pena de oito a 16 anos de reclusão.

pf, polícia federal, prf, contrabando, cigarro, cigarros, paraguai, brasil, paraná, contrabandista, extradição , brasileiro

Paraguai extradita um dos maiores contrabandistas de cigarro ao Brasil

Um brasileiro, suspeito de ser o líder de uma das maiores quadrilhas de contrabando de cigarro do Brasil, preso no Paraguai, foi entregue à Polícia Federal na noite desta sexta-feira (24).

Conforme as investigações, ele é o chefe de uma das principais organizações criminosas que atuam na região da fronteira.

De acordo com a Polícia Federal, o brasileiro foi expulso pelo Paraguai. A extradição foi concluída na última noite. Assim, a entrega foi efetuada no Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

O suspeito foi o principal alvo da Operação Contorno Norte. A ação da Polícia Federal foi deflagrada em Maringá, no norte do Paraná, em junho do ano passado.

O contrabandista brasileiro encontrava em Assunção desde quando foi preso pela Interpol (Polícia Internacional) no aeroporto da capital do Paraguai.

OPERAÇÃO CONTORNO NORTE MIRA CONTRABANDO NA FRONTEIRA COM O PARAGUAI

De acordo com as investigações da Polícia Federal, grande parte das carretas utilizadas para contrabando são oriundas de furtos ou roubos, com posterior clonagem das placas.

A quadrilha suspeito chegou a utilizar 6.700 linhas telefônicas cadastradas em nome de terceiros para a prática do crime.

Os alvo da Operação Contorno Norte respondem por organização criminosa, contrabando, receptação qualificada, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, falsidade ideológica e corrupção ativa.

Além disso, também podem ser responsabilizados por homicídio culposo e lesão corporal culposa.

paraná, guarapuava, carteiras de cigarro, cigarro contrabandeado, paraguai, paraguaio, prf, polícia rodoviária federal, apreensão, polícia federal, receita federal, contrabandista, homem

Contrabandista é preso com carga de cigarro avaliada em R$ 3,5 milhões no Paraná

Um homem de 28 anos foi preso em flagrante no centro-sul do Paraná com 700 mil carteiras de cigarro contrabandeado do Paraguai. Conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a carga transportada em uma carreta bitrem foi avaliada em R$ 3,5 milhões.

O flagrante aconteceu no final da tarde desta quarta-feira (22), na BR-277, na região de Guarapuava. De acordo com a PRF, foi a segunda grande apreensão de carteiras de cigarro contrabandeado do Paraguai em menos de uma semana. Na última sexta-feira (17), 400 mil maços foram encontrados.

O caminhoneiro, ouvido pela PRF, não revelou qual seria o destino final da carga. Preso em flagrante, ele foi encaminhado para a delegacia da Polícia Federal em Guarapuava, na região centro-sul do Paraná. Por fim, as 700 mil carteiras de cigarro contrabandeado do Paraguai foram recolhidas ao pátio da Receita Federal.

Conforme a PRF, o homem de 28 anos deve ser indiciado por contrabando. O crime tem punição prevista de dois a cinco anos de prisão.

presos - PCC - Paraguai - Pedro Juan Caballero - Mato Grosso do Sul

Dois foragidos de prisão no Paraguai são recapturados pela polícia

Policiais de Mato Grosso do Sul e do Paraguai recapturaram nesta segunda-feira (20) 2 dos 75 presos, muitos deles integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital), que escaparam da penitenciária de Pedro Juan Caballero, na fronteira do Paraguai com o Brasil, na madrugada de domingo (19).

A Polícia Civil de Ponta Porã, cidade na divisa com Pedro Juan Caballero, investiga se o brasileiro capturado Eduardo Alves da Cunha, 30, portava documentos ilegais e foi condenado com nome falso no Paraguai.

Um dia depois do caso na fronteira com Mato Grosso do Sul, 26 presos fugiram de outra região de fronteira e rota para o tráfico de drogas. Eles quebraram a parede da cela e usaram lençóis amarrados para escalar o muro na penitenciária Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco, no Acre. Um preso foi recapturado na tarde desta segunda.

O secretário-adjunto de segurança pública do Acre, coronel PM Ricardo Brandão, disse não descartar ligação entre a fuga local e a ocorrida no Paraguai.

Sozinho e descalço, Cunha foi preso por policiais militares de Mato Grosso do Sul do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), às margens de uma rodovia entre Ponta Porã e a cidade de Dourados, segundo informou o secretário de segurança pública, Antonio Carlos Videira.

O recapturado é de Imperatriz, no Maranhão. Segundo a PM, ele confessou ter fugido da penitenciária junto com os outros presos que estavam na ala do PCC. A Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública em Mato Grosso do Sul), porém, ainda mantém dúvidas sobre o real nome do foragido.

O nome de Eduardo Alves da Cunha consta na lista divulgada pela Polícia Nacional do Paraguai com os rostos dos 75 foragidos, mas o nome está destacado em vermelho depois que a polícia brasileira levantou suspeitas sobre a identidade.

O secretário de segurança do Mato Grosso do Sul declarou que, até agora, não foi possível encontrar dados sobre ele em nenhum estado brasileiro. Ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, que investiga o caso.

“Até o momento nós não localizamos nenhum estado brasileiro com esses dados. Essa pessoa pode ter sido inclusive processada, condenada, com outro nome. Os comissários estão na delegacia em Ponta Porã, os peritos, os copistas, também, porque pode ser que essa pessoa caiu, foi preso, no Paraguai, com nome falso, então a importância de se averiguar se este nome é verdadeiro”, disse Videira.

O outro preso recapturado foi localizado no Paraguai, pela Polícia Nacional do país vizinho. Segundo nota oficial no site do governo, ele se chama Sabio Darío González Figueredo, tem nacionalidade paraguaia e foi flagrado quando tentava se esconder em uma casa na periferia de Pedro Juan Caballero, a apenas 200 m da penitenciária de onde escapou.

Conforme noticiou a imprensa do Paraguai, a fuga, na verdade, pode ser sido uma liberação. É o que declarou o ministro do interior no Paraguai, Euclides Acevedo. “Foi encontrado um túnel e acreditamos que esse túnel foi um recurso enganoso para legitimar ou maquiar a liberação dos presos. Há cumplicidade com as pessoas de dentro da prisão e esse é um fenômeno que acontece em todas as penitenciárias”, afirmou o ministro do Interior do país, Euclides Acevedo, em nota publicada em site do governo.

O secretário de Justiça de Mato Grosso do Sul declarou que não é possível confirmar o número total de foragidos.

“Hoje nós temos 75, eles estão fazendo uma busca e confirmando, então esse número pode ser aumentado e também diminuir porque algumas dessas pessoas podem ter fugido no decorrer da semana. Não necessariamente todos saíram por esse túnel.”