Assalto Pien CEF CAIXA

Assalto violento na agência da CEF no Paraná deixa três pessoas feridas

Pelo menos cinco assaltantes fortemente armados, fizeram vários clientes e funcionários reféns, nesta sexta-feira (8), durante o roubo a Agência da Caixa Econômica, em Piên, na Região Metropolitana de Curitiba.

Segundo informações da Polícia Militar, três pessoas ficaram feridas.

Os ladrões entraram armados com fuzis, por volta das 11h, e efetuaram diversos tiros, dentro e fora do banco.

Segundo a PM, os clientes que estavam no local foram obrigados a formar um cordão humano do lado de fora.

VEJA O VÍDEO

Colaboração

O gerente do banco foi obrigado a deitar no chão e foi espancado. Ele foi levado pelos assaltantes em um carro. O homem foi liberado pouco depois.

Além dele um outro homem, ainda sem informações se é funcionário do banco ou cliente, foi baleado no rosto.

A terceira vítima seria o segurança da agência, que também foi levado pelos assaltantes. Ele teria ficado ferido ao pular do veículo em movimento.

Uma testemunha relata como foram os momentos de terror. Ouça:

 

Uma aeronave do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas ajudou inicialmente nas buscas.

Foram realizados patrulhamento e cerco das áreas rurais próximas. Depois disso, o helicóptero retornou para Piên para dar suporte ao resgate de uma das vítimas que levou um tiro no rosto.

O homem foi transportado até o Hospital Cajuru, em Curitiba.

Conforme a Polícia Civil, o carro utilizado pelos assaltantes foi encontrado no início da tarde incendiado em São Bento do Sul, em Santa Catarina.

ASSALTOS SÃO RECORRENTES

Desde o início do ano, pelo menos 15 agências bancárias foram alvo de assaltos no Paraná, de acordo com dados do Sindicato dos Vigilantes de Curitiba e Região.

A cidade de Piên já esteve na rota dos bandidos no ano passado. Em outubro de 2018, três das quatro agências bancárias da cidade foram alvo de criminosos. Pelo menos 15 homens, fortemente armados, explodiram caixas eletrônicos durante a madrugada. Os assaltantes também jogaram miguelitos, ferramenta utilizada para furar pneus, em frente a corporação da Polícia Militar para impedir a saída de viaturas.

Na ocasião, ninguém ficou ferido.

assalto

Vigilantes passam por momentos de terror em assalto na RMC

Dois vigilantes passaram por momentos de terror durante um assalto a uma obra, em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, na madrugada desta sexta-feira (25). Munidos com vasto armamento, os bandidos renderam os profissionais para efetuar o roubo.

De acordo com a PM (Polícia Militar), a ocorrência foi registrada por volta das 4h, no bairro Cachoeira. Os assaltantes estavam com revólveres e uma arma de cano longo, como uma espécie de fuzil.

Após amarrar os vigilantes dentro de um contêiner, os ladrões levaram câmeras de segurança e diversos objetos.

A PM não soube informar quantos assaltantes participaram da ação.  Os policiais fizeram buscas na região, mas até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.

concurso da pm

Governo autoriza concurso da PM com 2.400 vagas

O governador Ratinho Junior autorizou, nesta terça-feira (22), a abertura de concurso da PM (Polícia Militar do Paraná). Ao todo, serão 2.400 vagas de soldados.

Segundo o Governo, a medida faz parte de um planejamento que prevê a contratação de cerca de 3.000 novos agentes de segurança, incluindo policiais e bombeiros militares, investigadores, delegados e papiloscopistas para a Polícia Civil, além de agentes de cadeia.

A partir da autorização governamental o processo do concurso passa a ser organizado pelas equipes técnicas do Estado.

 

vila corbélia pm

Acusado de matar PM na Vila Corbélia é condenado a 12 anos de prisão

O homem acusado de matar o policial militar Erick Norio, em dezembro de 2018, na Vila Corbélia, foi condenado a 12 anos de prisão por homicídio qualificado (por dificultar a defesa da vítima e matar agente de segurança pública no exercício das funções). O júri popular aconteceu, na tarde desta terça-feira (23), no Tribunal do Júri, em Curitiba.

Foram ouvidas sete testemunhas, entre elas a esposa do réu e o pai do policial assassinado.

 O Ministério Público do Paraná declarou que vai recorrer, porque considerou a pena muito baixa.

A reportagem tenta contato com a defesa do condenado.

O CASO

O policial militar Erick Nório, do 23º Batalhão, foi atingido por dois tiros ao chegar na comunidade 29 de Março para atender uma ocorrência de perturbação de sossego. Além do PM, dois moradores da vila foram mortos e um motorista de aplicativo ficou ferido a tiro.

Na mesma noite, a Vila Corbélia foi incendiada. Moradores acusaram a PM de represália. Já a PM atribuiu o incêndio a uma ação do “crime organizado” e rebateu a acusação.

Em um vídeo entregue ao Ministério Público do Paraná dois homens, que vestem coletes balísticos da Polícia Militar, descem de um carro branco e atiram contra casas e ordenam que moradores de uma área de invasão em Curitiba se recolham.

Dias depois, após a divulgação do vídeo, a PM confirmou que os homens que aparecem atirando horas antes do início do incêndio no local pertencem à corporação.

Na ocasião, moradores relataram terem sido torturados e testemunharam policiais consumindo cocaína e espalhando gasolina sobre casas momentos antes do início do fogo.

A Polícia Militar, o Ministério Público do Paraná e a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa abriram diligências para apurar as circunstâncias dos ocorridos.

POLICIAIS PRESOS

No último mês de setembro, três policiais foram presos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) por suspeita de participação no incêndio. Na ocasião, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão em três cidades do Paraná e um município do Rio Grande do Norte.

operação, pm, pm paraná, pessoas detidas, veículos apreendidos, curitiba, paraná, praça do gaúcho, parolin, tráfico de drogas, desacato

14 pessoas são detidas após abordagens ostensivas da PM em Curitiba

Uma operação ostensiva da PMPR (Polícia Militar do Paraná) resultou em 14 pessoas detidas em Curitiba. Além disso, as abordagens resultaram 20 veículos apreendidos. A ação aconteceu na noite desta sexta-feira (18), entre 17h e 23h.

De acordo com a Polícia Militar, nove pessoas assinaram termos circunstanciados e foram liberadas. Foram oito casos envolvendo uso de drogas e um por desacatado de autoridade.

Ao todo, de acordo com a PM do Paraná, 240 agentes e 50 viaturas participaram da operação ostensiva. Foram 925 abordagens e 152 veículos revistados.

operação, pm, pm paraná, pessoas detidas, veículos apreendidos, curitiba, paraná, praça do gaúcho, parolin, tráfico de drogas, desacato
No Parolin, PM encontrou 42 ‘buchas’ de cocaína. (Divulgação/PMPR)

Apenas na Praça do Gaúcho, no bairro São Francisco, na região central de Curitiba, foram 300 abordagens durante a operação. Foram quatro pessoas detidas na ocasião.

No Parolin, 42 pacotes individuais de cocaína prontos para venda foram apreendidos pela Polícia Militar. O suspeito que estava com a droga foi preso em flagrante e encaminhado à delegacia da Polícia Civil.

Além disso, houve 47 infrações de trânsito registradas, o que resultou em 20 veículos apreendidos e levados aos pátios por irregularidades. A operação também apreendeu quatro carteiras de habilitação, bem como quatro certificados de registro e financiamento de veículos (CRLVs).

Policial Militar armada entra em surto e se entrega após duas horas de negociação

Uma soldado da PMPR (Polícia Militar do Paraná) entrou em surto na manhã desta segunda-feira (14), em Curitiba.

A policial estava armada dentro de um carro e ameaçava se matar. Segundo a PMPR, a soldado estava afastada das funções por conta de um tratamento psicológico.

A PM isolou a Rua Adalberto Gil da Silva, no bairro Santa Quitéria,  enquanto negociava a entrega da arma por parte da policial.

A ocorrência aconteceu por volta das 6h e só terminou às 8h, quando a soldado se entregou. A arma usada por ela é do marido, que também é policial militar.

De acordo com os bombeiros ela foi encaminhada para o Hospital do Trabalhador, na Capital.

Para o Tenente Coronel Anderson, comandante do 12º Batalhão da PM, que supervisionou a negociação, esta foi uma ocorrência isolada. “A policial já estava afastada, em tratamento, tomando medicações. Fomos informados cedo do seu desaparecimento com a arma do marido. Nossas equipes conseguiram localizá-la dentro do seu próprio carro e felizmente conseguimos convencê-la a entregar a arma”, afirmou.

A soldado da PM é jovem, tem aproximadamente 30 anos e somente 4 anos de serviços na corporação. O casal de policiais tem 3 filhos.

SEGUNDO CASO DE SURTO EM UMA SEMANA

Na semana passada um ex-militar, também em surto, deu mais de 60 tiros dentro de casa. O homem, que seria militar da reserva e professor aposentado, manteve, por horas, a mãe e a cuidadora dentro de casa, enquanto atirava.

idoso, de 74 anos, que fez mais de 60 disparos de dentro de casa, no bairro Mercês, em Curitiba, na última segunda-feira (7), foi transferido do Hospital Evangélico Mackenzie para um hospital psiquiátrico na região de Curitiba.

O homem teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e aguardará o andamento do processo no hospital e não em um presídio, já que o caso é tratado como insanidade mental. A prisão não tem prazo determinado. Segundo o MPPR (Ministério Público do Paraná), como o processo ainda está em tramitação, não se sabe qual vara deve ficar com o caso.

policia=militar-araucaria

No PR, homem é preso após matar esposa e sogra

Um homem de 39 anos foi preso na noite de sexta-feira (11), suspeito de esfaquear a esposa, a sogra e o sogro, com golpes de faca, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba.

De acordo com a PMPR (Polícia Militar do Paraná), as duas mulheres não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Já o homem, de 74 anos, foi levado ao hospital, em estado grave.

Ainda segundo a PM, o suspeito chegou em casa embriagado e com a faca na mão. Quando os policiais militares chegaram na residência, prenderam o homem em flagrante.

A PMPR também confirmou que a esposa do suspeito já havia registrado três boletins de ocorrência contra o marido, um deles por ameaça. O homem foi levado à Delegacia de Araucária, onde permanece detido

acidente, leopoldo jacomel, piraquara, pinhais, acidente de carro, regiao metropolitana, policia militar, samu

Cinco pessoas ficam feridas após colisão entre carros no Paraná

Uma colisão entre dois automóveis em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, deixou cinco pessoas feridas, duas delas em estado grave, segundo a PMPR (Polícia Militar do Paraná). O acidente aconteceu por volta das 11h30, nesta terça-feira (8), na rodovia João Leopoldo Jacomel, na esquina com a rua Betonex.

A colisão, que ocorreu na pista sentido Piraquara, foi tão forte que o motor de um dos carros foi lançado próximo ao canteiro central da avenida.

As duas vítimas em estado grave, uma menina de 10 anos e uma mulher de 29 anos, foram removidas pela aeronave da PMPR e encaminhadas para o Hospital Cajuru, segundo a corporação.

Um adulto, que não teve o estado divulgado, também foi encaminhado para o Hospital Cajuru, por meio do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Outras duas crianças, que também não tiveram o estado divulgado, foram encaminhadas para o Hospital do Trabalhador.

Como os nomes da vítimas não foram divulgadas pela PMPR, a Secretaria de Estado da Saúde, responsável pelo Hospital do Trabalhador, não passou mais detalhes sobre o estado atual de saúde delas.

Bope apreende armas utilizadas em assalto a banco em Curitiba

O assalto a uma agência da Caixa Econômica Federal no bairro Tatuquara, em Curitiba, nesta segunda-feira (30), ganhou desdobramentos ao final da tarde. Equipes do Bope/Rone (Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Paraná) apreenderam armas utilizadas na ação criminal e trocaram tiros com os assaltantes.

Na ação, um dos indivíduos foi morto em confronto com os policiais. Os demais assaltantes conseguiram fugir e ainda não foram localizados. Durante o roubo a agência bancária, outro criminoso também faleceu em decorrência do tiroteio com a Polícia Militar.

Ao todo foram apreendidas duas espingardas calibre .12., munições, dois galões cheios de miguelitos (ferros usados para furar pneus), dois coletes á prova de bala, além de dois veículos utilizados no assalto.

PÂNICO NO TATUQUARA

A agência da Caixa fica localizada na Rua Engenheiro João Kloss com a Rua Odir Gomes da Rocha. Segundo testemunhas, 20 pessoas foram feitas reféns dentro do banco e carros e pessoas que passavam em torno do local também eram paradas pelos cinco criminosos envolvidos na ação.

Todos os assaltantes estavam armados com armas de calibre pesado, como fuzis e espingardas, e levaram todo o dinheiro da agência. A ação dos criminosos durou em torno de 15 minutos.

agrotóxico denfesivo agrícola paranavaí paraná agrotóxicos contrabandeados do paraguai foto pmpr

Polícia apreende 10 toneladas de agrotóxicos contrabandeados no PR

Um homem foi detido em flagrante nesta segunda-feira (03), em Paranavaí, na região noroeste do Paraná, no momento em que manuseava agrotóxicos contrabandeados do Paraguai. Foram apreendidos cerca de 10 toneladas do material, além de armas e munições. A carga foi avaliada em R$ 2 milhões.

agrotóxico denfesivo agrícola paranavaí paraná agrotóxicos contrabandeados do paraguai foto pmpr
Divulgação/PMPR

A PM-PR (Polícia Militar do Paraná) chegou até o flagrante após uma denúncia anônima. A abordagem aconteceu em uma casa na zona rural do município. Segundo a polícia, o homem detido é um funcionário do verdadeiro dono dos defensivos agrícolas. O suspeito ainda não foi localizado.

No imóvel, os policiais militares da 3ª Companhia do BPAmb-FV (Batalhão de Polícia Ambiental Força-Verde) encontraram dezenas de galões, com capacidades entre cinco e 20 litros, dos mais diversos produtos químicos. Foram apreendidos agrotóxicos paraguaios utilizados para vários fins, como herbicidas, acaricidas, Roundup, Aplicbem e Diurom.

Além disso, também foi encontrada uma espingarda de calibre .36, um revólver, uma pistola de calibre .380 e várias munições.

O homem detido e a carga apreendida foram encaminhados à Polícia Civil.