Retorno do feriado aumenta fluxo nas rodovias do PR; Acompanhe

O retorno do feriado de Páscoa deve aumentar o fluxo de veículos em vários trechos de estradas paranaenses neste domingo (21). O pico deve ser registrado já no início da tarde, por volta das 14 horas, segundo as concessionárias.

Na BR-376, que liga Curitiba com Santa Catarina, mais de 52 mil veículos devem passar pela praça de pedágio em São José dos Pinhais. Já na BR-277, que liga a capital ao interior do Paraná, mais de 45 mil veículos devem seguir para Curitiba, com horário de pico a partir das 15 horas.

Acompanhe o movimento das estradas em tempo real:

PRE reforça fiscalização nas rodovias estaduais no fim do feriado de Páscoa

O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) vai intensificar o policiamento em toda a malha rodoviária estadual durante o retorno do feriado prolongado de Páscoa até a meia-noite deste domingo (21). Blitzes, abordagens e fiscalizações nos principais pontos de fluxo de veículos estão sendo feitos para combater, principalmente, o excesso de velocidade e a embriaguez ao volante.

As equipes atuam nos 58 postos do batalhão com o objetivo primordial de reduzir o número de acidentes e de mortes. Segundo o BPRv, a operação garante a tranquilidade e a segurança da população paranaense e dos turistas que transitam pelas rodovias estaduais do Paraná.

Os policiais fazem abordagens, bloqueios, atividades rotineiras de verificação de documentação, orientações e autuações referentes às infrações de trânsito rodoviário em diversos trechos.

As atividades contam com as equipes das seis companhias da unidade com seus respectivos efetivos, além das equipes do serviço administrativo. Os policiais também fiscalizam pontos estratégicos e locais e horários de maior incidência de acidentes graves.

No ano passado foram registrados 81 acidentes, seis mortes, 74 feridos, um atropelamento, 12 infrações de trânsito pelo Art. 165 (autuação por embriaguez) e sete infrações pelo Art. 306 (prisão por embriaguez) no Paraná. Foram realizado 1.566 testes etilométricos, 1.598 autuações gerais, 4.379 imagens de radar e 31 veículos foram retidos.

Policiais rodoviários que cobravam propina viram réus por corrupção

A Justiça aceitou, nesta quinta-feira (15), denúncia do Ministério Público (MP) contra 15 policiais rodoviários estaduais de Francisco Beltrão, acusados de corrupção e associação criminosa.

Segundo a denúncia, que relata 37 crimes, os policiais organizaram um esquema de arrecadação de propina dos motoristas que eram abordados nas rodovias estaduais da região. O esquema era coordenado por um subtenente, que fazia as escalas e coordenava as equipes no posto de Francisco Beltrão.

A denúncia foi aceita pelo juiz Davi Pinto de Almeida, da Vara de Justiça Militar Estadual. A primeira audiência do processo está marcada para o dia 23 de março. No despacho, o juiz afirma que, além de exigir os pagamentos indevidos, os policiais permitiam que “os condutores prosseguissem na prática de infrações de trânsito ou crimes de contrabando ou descaminho”.

Segundo o MP, entre as provas estão gravações feitas com câmeras escondidas – até mesmo dentro de uma viatura da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), além de trocas de mensagens e grampos telefônicos.

Nas imagens, divulgadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), é possível ver os policiais contando dinheiro várias vezes, e também comemorando.

Os motoristas ouvidos durante o processo confirmaram que pagaram os policiais, durante abordagens, para evitar autuações e fiscalizações.

Policiais rodoviários estaduais são presos suspeitos de corrupção

Doze policiais rodoviários estaduais foram presos, na manhã desta terça-feira (6), pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Geaco), do Ministério Público de Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná.

Os agentes também cumpriram 20 mandados de busca e apreensão em quatro postos da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Francisco Beltrão, Palmas, Mariópolis e Realeza, todas no sudoeste do Paraná e em 16 residências em diferentes regiões do estado.

Os agentes apreenderam documentos e equipamentos eletrônicos.

Batizada de “Manus Capio”, a operação ocorre após investigações do Gaeco, que apura os crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica, peculato e quebra de sigilo funcional cometidos pelos agentes públicos.

Entre as práticas investigadas, estão a liberação de transportes de mercadorias ilegais, bem como a liberação de veículos em situação irregular, mediante o pagamento de propina.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da Auditoria Militar de Curitiba e estão sendo cumpridos em conjunto com a Corregedoria da Polícia Militar.

Cinco pessoas morreram nas estradas estaduais no feriado

Em cinco dias de feriado, foram registrados 96 acidentes, cinco mortes e 84 feridos nas estradas estaduais. Os números são da operação do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv).

Foram registradas sete infrações de trânsito pelo Art. 165 e seis infrações pelo Art. 306 (crime de embriaguez), além de 871 testes etilométricos, 2.028 autuações, 5584 imagens de radar e 58 veículos foram retidos.

Em comparação com o ano anterior, o número de acidentes caiu 6,8% e o de mortes caiu pela metade. Já as autuações subiram em 29,6% e imagens de radar em 426%. Os dias 2, 4 e 5 de novembro registraram o maior número de acidentes (22 em cada).

No sábado (4) houve o maior número de mortes (2), quarta-feira (1º) de testes etilométricos (338), quinta-feira (2) de autuações (522) e no domingo (5) de feridos (25) e imagens de radar (1.646).

Segundo o tenente Tiago Brigagao Croce de Moura, do BPRv, as estatísticas demonstram que a maior parte dos acidentes é causada pela imprudência dos motoristas que não respeitam a sinalização, ultrapassam na faixa contínua, excedem a velocidade máxima permitida na via e consomem bebida alcoólica antes de dirigir.

O tenente Croce explica, ainda, que os policiais acompanharam o fluxo de veículos e reforçaram a fiscalização ao longo dos mais de 12,8 mil km de rodovias estaduais. “As equipes atuaram em pontos estratégicos nos locais e horários de maior incidência de acidentes graves, bem como desenvolveram atividades rotineiras de verificação de documentação e de infrações de trânsito rodoviário”, destaca.

Estradas federais

Já nas estradas federais, dez pessoas morreram em acidentes durante o feriado prolongado de Finados no Paraná. Outras 115 pessoas ficaram feridas. O balanço é da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Entre quarta-feira (1º) e domingo (5), a PRF atendeu 125 acidentes no estado. 75 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas, foram registradas 524 manobras de ultrapassagens proibidas e 6.285 veículos acima dos limites máximos de velocidade.

 Além do excesso de velocidade, falta de atenção foi outra causa dos acidentes que resultaram em mortes durante o feriado prolongado no Paraná.

Das dez mortes registradas, cinco aconteceram em um único acidente, no início da manhã de domingo (5), em Curitiba. Um veículo Citroën Xsara Picasso que transitava pela Linha Verde no sentido Fazenda Rio Grande invadiu a pista contrária e atingiu um Ford Corcel II que transitava no sentido Colombo.

Todos os três ocupantes do Corcel ficaram presos nas ferragens e morreram no local. Dois dos quatro ocupantes do Picasso também morreram. Os carros pegaram fogo. O Corcel ficou esmagado, sob o outro veículo.WhatsApp Image 2017-11-05 at 20.31.17

Um passageiro do Picasso foi socorrido e encaminhado ao Hospital Evangélico, em Curitiba. O motorista, que fugiu do local do acidente, responderá a princípio pelos crimes de homicídio e omissão de socorro. Ele já foi identificado.

Em outro caso de destaque, um dos radares portáteis da PRF flagrou um automóvel a 219 km/h na tarde de domingo em Cascavel, na BR-467. A velocidade é praticamente o dobro limite máximo, de de 110 km/h.

O proprietário do veículo receberá uma multa no valor de R$ 880 e o condutor terá seu direito de dirigir suspenso por um período de dois a oito meses.

Três pessoas morrem e 34 ficam feridas em acidente no norte do Paraná

Três pessoas morreram e 34 ficaram feridas em um acidente com ônibus na PR-445, próximo a cidade Tamarana, no norte do Paraná, segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual.

O ônibus da empresa Brasil Sul Linhas Rodoviárias teria tombado na pista e deslizado no acostamento, em um trecho de curva, onde há um radar para fiscalização de velocidade. O ônibus saiu de Florianópolis, em Santa Catarina e ia para Londrina, no norte do estado.

Havia cerca 45 passageiros no veículo. Ambulâncias do Samu e equipes do Corpo de Bombeiros de Londrina e de cidades vizinhas prestam atendimento às vítimas.

Os feridos foram encaminhados para hospitais da região, cinco deles em estado grave. O trabalho de remoção dos corpos começou por volta das 11 horas.

A empresa responsável pelo veículo afirmou que o veículo era novo e que o motorista vinha de um período de descanso. A Polícia Científica vai investigar as causas do acidente.