cocaína, apreensão, eceita federal, porto de paranaguá, litoral, paraná, espanha, drogas

Receita Federal apreende 325 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá

Na segunda apreensão em um intervalo de apenas três dias, a Receita Federal apreendeu mais 325 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná.

A ação de fiscalização aconteceu na tarde desta quinta-feira (26). Conforme a alfândega, ninguém foi preso.

De acordo com a Receita, a cocaína estava escondida em uma carga de madeira. O contêiner tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha.

Essa foi a 8ª apreensão de cocaína realizada em 2020 no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. Conforme os balanços, o total apreendido desde janeiro chega a 2.627 quilos da droga.

Por se tratar de um serviço essencial, as atividades de fiscalização aduaneira da Receita Federal não são afetadas pela pandemia no novo coronavírus (Covid-19).

cocaína, porto, paranaguá, receita federal, litoral, paraná

Receita Federal apreende 240 kg de cocaína no Porto de Paranaguá

A Receita Federal apreendeu nesta segunda-feira (23) 240 kg de cocaína no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná.

Essa foi a sétima apreensão feita em 2020 no principal terminal marítimo do estado.

Conforme os auditores fiscais, a cocaína estava escondida em meio a uma carga de papel. Além disso, os pacotes estavam cheios de molho de mostarda, em uma estratégia para despistar cães farejadores.

De acordo com a apuração da Receita Federal, a droga tinha como destino o Porto de Algeciras, na Espanha.

Com os 240 kg apreendidos hoje (23), chega a 2.302 kg o total de cocaína apreendida no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, em 2020.

imposto de renda, pessoa física, irpf, paraná, paranaenses, declaração, declarações, receita federal

Imposto de Renda: 122 mil paranaenses já fizeram a declaração à Receita Federal

De acordo com a Receita Federal, 122 mil paranaenses fizeram a declaração de renda do Imposto de Renda até as 11h desta segunda-feira (09). Conforme as estimativas, o número corresponde a 5,9% do total de documentos esperados no Paraná.

Em todo o Brasil, conforme a Receita Federal, 2,46 milhões de declarações foram entregues. Aberto na segunda-feira da semana passada (2), o prazo termina no dia 30 de abril.

Ainda de acordo com o levantamento da Receita Federal, o Paraná é o quinto estado que mais entregou declarações do Imposto de Renda Pessoa Física. O maior número é registrado em São Paulo (724 mil). Depois, aparecem Rio de Janeiro (225 mil), Minas Gerais (206 mil) e Rio Grande do Sul (139 mil).

De acordo com o levantamento, a Receita Federal tem recebido, em média, 34 mil declarações por hora. O pico foi registrado na primeira hora do prazo, quando foram entregues 89 mil declarações nos primeiros 60 minutos.

De acordo com a Receita, a declaração do Imposto de Renda é obrigatória para todos que tiveram rendimentos tributáveis maiores do que R$ 28.559,70 em 2019.

Neste ano, a liberação das restituições será antecipada. Assim, o primeiro lote será depositado no dia 29 de maio. No entanto, em 2020, serão cinco lotes ao todo, e não mais sete como em anos anteriores.

Quanto antes a declaração do Imposto de Renda for entregue à Receita Federal, maior é a chance de ser contemplado nos primeiros lotes.

20 mil comprimidos de ecstasy foram apreendidos pela Receita Federal no Aeroporto Afonso Pena

Receita detém homem que tentava embarcar com 20 mil comprimidos de ecstasy no Aeroporto Afonso Pena

Um homem que tentava embarcar com 20 mil comprimidos de ecstasy em um voo no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, foi detido por agentes da Receita Federal antes de entrar no avião na noite desta quinta-feira (5).

A carga avaliada em R$ 1 milhão seria levada pelo homem até Recife, capital do Pernambuco, após uma escala no Aeroporto de Congonhas, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo.

Segundo o chefe da Divisão de combate ao Contrabando do Paraná e Santa Catarina, André Ferreira, cada comprimido de ecstasy chega a ser vendido por R$ 50.

O suspeito e a droga foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil em São José dos Pinhais, sendo que o crime de tráfico de drogas tem pena prevista de três a 15 anos.

imposto de renda, imposto de renda pessoa física, irpf, receita federal, rfb, paraná, declaração do imposto de renda, ir

Imposto de Renda 2020: em quatro dias, 79 mil paranaenses já fizeram a declaração

79 mil paranaenses fizeram a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física até a tarde desta quinta-feira (5). Segunda a Receita Federal, o Paraná é o quinto estado com o maior número de documentos entregues. São Paulo lidera (452 mil), seguido por Rio de Janeiro (146 mil), Minas Gerais (132 mil) e DF (80 mil).

Conforme a Receita Federal, em todo o Brasil, 30 mil documentos têm sido entregues por hora. De acordo com a estimativa do órgão, 32 milhões de brasileiros devem fazer a declaração — número 5% maior do que no ano passado.

O prazo para a apresentar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física foi aberto na segunda-feira (2). Os contribuintes têm até o dia 30 de abril.

De acordo com a Receita, a declaração é obrigatória para todos que tiveram rendimentos tributáveis maiores do que R$ 28.559,70 em 2019.

Neste ano a Receita Federal vai antecipar a liberação das restituições. Assim, o primeiro lote será depositado no dia 29 de maio. No entanto, em 2020, serão cinco lotes ao todo, e não mais sete como em anos anteriores.

Quanto antes a declaração do Imposto de Renda for entregue à Receita Federal, maior é a chance de ser contemplado nos primeiros lotes.

curitiba paraná golpe

Dupla suspeita de aplicar golpe no Paraná é presa com R$ 4 mil em notas falsas

Dois homens, um de 63 anos e outro de 50, foram presos em flagrante nesta terça-feira (3) suspeitos de aplicar o “golpe da Receita Federal” em Curitiba. Segundo a PCPR (Polícia Civil do Paraná), foram encontrados R$ 4 mil em notas falsas de R$ 100 durante a abordagem feita aos carros da dupla. Além disso, também foram apreendidos documentos falsos e carteiras de juízes de Direito.

De acordo com o delegado Emmanoel David, ambos são de Santa Catarina e lucraram R$ 15 mil de empresários da Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba, na semana passada.

Eles só foram detidos hoje após uma vítima desconfiar do golpe e acionar a polícia. O empresário, que também iria perder R$ 15 mil, estava reunido com os dois na Rua 24 Horas, no Centro da capital paranaense.

“Eles se passavam por auditores da Receita Federal, passando os documentos falsos por e-mail. Eles falavam que tinham o produto que o empresário busca e que conseguiriam vender de forma mais barata”, conta o delegado.

Segundo a polícia, a dupla se entra em contato com empresários por meio de grupos no WhatsApp ou por mensagens em outras redes sociais. A partir daí, ofereciam produtos específicos dos empreendimentos, como por exemplo pneus ou barris de chopp. Ao decorrer do processo, eles enviavam diversos documentos e mostravam o dinheiro falso durante o encontro para passar confiança, mas fugiam após fecharem o negócio.

POLÍCIA INVESTIGA NOVAS VÍTIMAS

Apesar das prisões, a polícia segue investigando o caso para tentar identificar outras vítimas, tanto no Paraná quanto em Santa Catarina. Por enquanto, o alerta é que os proprietários de estabelecimentos desconfiem de qualquer contato vindo das redes sociais.

“Um auditor da Receita não entra em contato, existem os procedimentos corretos e legais para vender os produtos apreendidos”, finaliza David.

Os dois estão detidos e vão responder pelos crimes de estelionato, associação criminosa e falsificação de documento particular.

Receita começa a receber nesta segunda declarações do Imposto de Renda

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2020 começa nesta segunda-feira (2), às 8h, e termina às 23h59min59s de 30 de abril. As pessoas que entregam a declaração no início do prazo têm prioridade para receber a restituição, caso não a preencham com erros ou omissões. Na mesma situação, estão incluídas pessoas com mais de 60 anos, portadoras de moléstia grave ou com deficiência física ou mental.

Este ano, cerca de 32 milhões de contribuintes devem prestar contas ao Fisco. A multa por atraso de entrega é estipulada em 1% ao mês-calendário até 20%. O valor mínimo é R$ 165,74. As novidades para a entrega da declaração neste ano estão disponíveis na página da Receita.

Entre as principais mudanças, estão a antecipação no cronograma de restituição, cujo pagamento começará no fim de maio e terminará no fim de setembro e o fim da dedução da contribuição para a Previdência Social dos trabalhadores domésticos.

Pela primeira vez, os contribuintes com certificação digital receberão a declaração pré-preenchida no programa gerador. Até agora, eles tinham de entrar no Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC), salvar o formulário pré-preenchido no computador e importar o arquivo preencher a declaração. Neste ano, também está disponível a doação, diretamente na declaração, de até 3% do imposto devido para fundos de direito dos idosos.

PROGRAMA GERADOR

O programa gerador da declaração do Imposto de Renda no computador está disponível para download desde o dia 20 na página da Receita na internet. Quem optar por dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, poderá baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda nas lojas Google Play, para o sistema operacional Android, e App Store, para o sistema operacional iOS.

Entre os obrigados a declarar estão os contribuintes que receberam, em 2019, rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70, rendimentos de atividades rurais acima de R$ 142.798,50 ou rendimentos isentos – não tributáveis ou tributados somente na fonte –, cuja soma seja superior a R$ 40 mil.

Também deve declarar quem recebeu, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência de imposto, realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e futuros e tem patrimônio de mais de R$ 300 mil.

Receita Federal apreende 103 kg de cocaína porto de paranaguá

Receita federal apreende mais de 100 kg de cocaína no Porto de Paranaguá

Mais de 100 kg de cocaína foram apreendidos por agentes da Receita Federal, no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, na tarde deste  sábado (29).

A droga estava escondida dentro de quatro malas em um contêiner carregado de açúcar ensacado.

As malas foram encontradas após o contêiner ser reescaneado antes da carga embarcar no navio, conforme informação da Receita Federal.

Ao todo foram apreendidos 103 kg da droga, que tinha como destino o porto de Roterdã, na Holanda.

imposto de renda, pessoa física, irpf, paraná, paranaenses, declaração, declarações, receita federal

Imposto de Renda 2020: mais de 2 milhões de paranaenses devem fazer a declaração

Mais de dois milhões de paranaenses devem fazer a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) neste ano. O número representa quase 4% de declarações a mais em comparação com 2019, conforme a Receita Federal em Curitiba.

As declarações devem ser feitas entre 2 de março e 30 de abril. Assim, todas pessoas que tiveram rendimento mensal acima de R$ 1.903,99, devem declarar.

Em 2020, algumas mudanças foram anunciadas para quem vai fazer a declaração. Neste ano, a Receita Federal também vai antecipar o pagamento das restituições do Imposto de Renda. O primeiro lote está programado para o dia 29 de maio, com o último lote previsto para 30 de setembro.

Conforme a Receita Federal em Curitiba, mesmo com o número menor de restituições, os contribuintes que precisarem pagar um valor a mais sobre o imposto poderão continuar parcelando o pagamento em até oito vezes.

Em todo o país, a Receita espera receber, aproximadamente, 32 milhões de declarações. Em 2019, foram pouco mais de 30 milhões de contribuintes que prestaram contas ao leão.

Quem não entregar a declaração dentro do prazo ou não fizer a declaração pode pagar multa a partir de R$ 165,70, sendo o valor máximo de 20% do imposto devido.

cocaína - Porto de Paranaguá

294 quilos de cocaína são apreendidos em contêineres no Porto de Paranaguá

Alguns contêineres no Porto de Paranaguá abrigava 294 quilos de cocaína que foram apreendidos em operação da Receita Federal e da Polícia Federal (PF).

Segundo informações da Receita, a droga foi encontrada em dez bolsas dentro dos contêineres em um dos terminais do porto.

Foi por meio de um operador de máquina do terminal que notificou os agentes da Receita e da PF. O profissional do porto verificou uma movimentação suspeita nos contêineres.

Além dos papelotes de cocaína, os agentes também encontraram equipamentos que seria utilizados pelos traficantes, como um bastão e um corta-vergalhão.

A cocaína e os objetos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal, que dará prosseguimento às investigações.