Homem é preso com carga avaliada em R$ 80 mil

Um homem, de 48 anos, foi preso em flagrante nesta terça-feira (2), suspeito pelo crime de receptação. De acordo com a Polícia Civil, ele é proprietário de um barracão em Campo Magro, onde uma carga roubada de acessórios para caminhões foi encontrada. O material é avaliado em R$ 80 mil.

Conforme a polícia, o caminhão que transportava a mercadoria teria sido roubado em Curitiba no dia 13 de setembro. O motorista do caminhão teria sido abordado por três suspeitos portando arma de fogo. Após uso de violência e ameaças eles teriam roubado o veículo e subtraído a carga. A vítima foi mantida em cárcere por cerca de duas horas.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Tito Livio Barichello, o caminhão também foi recuperado posteriormente e a equipe continua com as buscas para prender os outros suspeitos. “Após diligências investigativas, encontramos ontem as mercadorias roubadas em um barracão, em Campo Magro. Agora mantemos os trabalhos policiais a fim de identificar os autores do roubo”, disse.

O proprietário do local foi preso em flagrante, mas não foi reconhecido pela vítima como autor do roubo. Ele responderá pelo crime de receptação.

Homem é preso por receptação de veículo furtado

Um veículo da marca Fiat Argo foi recuperado pela Polícia Civil, na última quarta-feira (25), em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. O carro estava com registro de furto do dia 29 de junho. Durante a ação, a equipe da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DRFV) prendeu um homem, de 24 anos, pelo crime de receptação e porte de drogas.

Os policiais chegaram até o veículo após uma denúncia anônima. Conforme a polícia, o carro estava no quintal da casa do suspeito com placas falsas. Ele só foi reconhecido como o automóvel furtado pelo número do chassi. Durante a ação, os policiais também encontraram dentro da residência um tablete de maconha.

“Quando a equipe chegou ao local o portão estava fechado. Pouco depois um casal saiu da casa em um veículo Polo. Eles foram abordados e para a polícia, o homem revelou que havia em seu quintal um veículo Argo, de cor branca”, esclareceu o delegado responsável pelo caso, Herculano Augusto de Abreu.

O Polo em que o casal foi abordado pela polícia também foi verificado, mas não apresentou irregularidades. A mulher, de 28 anos, que acompanhava o suspeito foi ouvida na delegacia e em seguida liberada.

O suspeito foi encaminhado para a DFRV e responderá pelos crimes de receptação e porte de drogas. Ele permanece à disposição da Justiça.

**Com informações da Polícia Civil**

Polícia identifica suspeito de desviar celulares e prende quatro por receptação

A Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba identificou e prendeu cinco pessoas envolvidas com furto e receptação de aparelhos celulares, nesta quinta-feira (17). O suspeito de praticar os furtos era funcionário da loja de um shopping de Curitiba e teria gerado um prejuízo de R$ 130 mil

O delegado-adjunto da DFR, Emmanoel David, que coordenou os serviços de investigação que culminaram na identificação do ex-funcionário revela que o suspeito foi conduzido para a delegacia, onde admitiu ter subtraído os aparelhos. “Ele afirmou que agia sozinho e que teria lucrado aproximadamente R$ 50 mil com a venda dos aparelhos”, afirma David.

As investigações iniciaram há dois meses quando o gerente da loja notou a falta de aparelhos no estoque, foi onde formalizou o boletim de ocorrência. Ao iniciarem as investigações, os policiais logo perceberam que a pessoa que cometeu os furtos tinha amplo conhecimento da rotina do local, como também do sistema de monitoramento por câmeras e alarmes. “Foi possível concluir que o suspeito seria um funcionário, pois também sabia utilizar as chaves de acesso dos produtos. Assim, chegamos até o nome de um funcionário que acabou demitido em março deste ano”.

O ex-funcionário foi autuado pelo crime de furto qualificado, pois tinha fácil acesso aos produtos. Foi apurado ainda que ele tinha um salário mensal de R$ 1,4 mil.

Principal receptador

Ainda no curso das investigações, a polícia identificou um homem para o qual o ex-funcionário teria repassado a maior parte dos celulares furtados, ele também prestou depoimento e vai responder por receptação qualificada. Durante seu depoimento, o suspeito afirmou que conheceu o ex-funcionário através de um aplicativo de compra e venda onde ele ofertou um telefone a preço muito baixo. A partir dali o receptador comprou mais de 60 celulares.

Outros receptadores

Dentre os quatro suspeitos presos por receptação, estão a esposa e o cunhado do ex-funcionário da loja. Os dois foram flagrados utilizando aparelhos furtados. Um advogado e um policial militar também foram identificados utilizando aparelhos furtados, porém assinaram um Termo Circunstanciado por receptação culposa e foram liberados.

“Essas prisões servem de alerta à população, para que não sejam adquiridos telefones sem procedência ou origem comprovada. A orientação é para que o consumidor exija nota fiscal e fique atento quando produtos são anunciados por valores muito abaixo do praticado no mercado”, alerta o delegado.

David afirma que as investigações seguem para localizar os demais aparelhos e identificar os eventuais compradores. De acordo com as investigações, alguns telefones foram habilitados fora do Paraná. “Inúmeros aparelhos estão sendo utilizados no estado de São Paulo, no Distrito Federal e até em alguns estados do Nordeste do País”, revela.

Gerente de churrascaria é preso com tonelada de carne roubada em Curitiba

Andreza Rossini e Narley Resende

Três pessoas foram presas em flagrante nesta quarta-feira (25), em uma operação da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), com 1,2 tonelada de carne de roubada. Os presos são o gerente da Churrascaria La Ventura, na Avenida das Torres, no Jardim das Américas, de 47 anos, e outras duas pessoas, de 42 e 20 anos, que descarregavam o produto de uma van. O dono e o gerente da churrascaria são irmãos e o proprietário foi chamado para depor, mas não compareceu à delegacia.

Segundo a polícia, a carne que estava sem refrigeração seria servida na churrascaria. A carga teria sido roubada por outras pessoas na quinta-feira da semana passada, no bairro Boqueirão. Na ocasião, foram roubadas 3,7 toneladas de carne.

O delegado Ademari da Cruz Braga Jr afirma que os presos hoje (25), na operação chamada “Bom Apetite”, eram receptadores e responsáveis pela distribuição no mercado em Curitiba. A polícia ainda procura os responsáveis pelo roubo. “Esse roubo ocorreu no momento em que seria feita a descarga em um açougue. Duas pessoas renderam o motorista e mantiveram ele em cativeiro na parte da manhã [de quinta] até eles terem certeza de que essa carne estava acondicionada para não ser recuperada, pelo menos não de forma imediata”, afirma o delegado.

Apesar dos indícios de receptação a churrascaria não foi fechada. “Nós temos que comprovar não só a participação do proprietário, mas isso é objeto da investigação, será repassada à vigilância sanitária para que ela adote as medidas cabíveis. Existem leis estaduais que permitem o fechamento. Isso será objeto das próximas diligências da polícia”, afirma o delegado.

O gerente deve ficar detido e responder pelo crime de receptação qualificada. Os outros dois, para sair da cadeia, devem pagar fiança de R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente.

A defesa dos suspeitos preferiu não se manifestar.  Segundo a Polícia, esta é a segunda vez que a churrascaria é flagrada recebendo produtos roubados. Uma carga de frango já havia sido interceptada no mesmo local. A churrascaria La Ventura foi procurada pela reportagem e um funcionário informou que repassaria o recado ao proprietário.

 

Polícia recupera carros de luxo avaliados em R$ 300 mil

Um homem foi preso, na última segunda-feira (13), em Curitiba, por receptar carros de luxo. O rapaz foi abordado pela polícia enquanto conduzia um dos veículos.

A equipe, da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), iniciou as investigações após receber informações de que automóveis de luxo clonados estavam circulando pela capital. Os policiais começaram o monitoramento e chegaram até o suspeito.

O veículo que ele conduzia, um Honda/HRV, foi roubado no último dia 18 de fevereiro, em Curitiba. O carro estava com as placas adulteradas e documentação falsa.

Na residência do receptador, outros dois carros foram localizados. Um em fase de adulteração, roubado no dia 24 de fevereiro, em Porto Alegre-RS. E outro levado em assalto no dia 22 de novembro, em Curitiba. Este não possuía placa, pois era zero-quilômetro. Além disso, os policiais encontraram um revólver calibre 38.

No total, os veículos recuperados estão avaliados em cerca de R$ 300 mil. O homem foi autuado por receptação e posse de arma de fogo.