edison brittes, prisão preventiva, tornozeleira eletrônica, justiça, caso daniel, claudio dalledone júnior, juninho riqueza

Acusado pela morte do jogador Daniel, Edison Brittes é condenado por receptação

O empresário Edison Brittes, que confessou ser o autor do assassinato do jogador Daniel Corrêa Freitas, foi condenado pela Justiça do Paraná por receptação de carro roubado. Ele foi sentenciado a um ano e quatro meses de prisão no regime semiaberto.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná, Edison Brittes foi flagrado no dia 6 de fevereiro de 2015 com o carro, que havia sido roubado quatro meses antes, em Porto Alegre.

Conforme a sentença da 12ª Vara Criminal de Curitiba, o empresário não apresentou provas de que o carro era dele. Além disso, os valores apresentados na versão do acusado não correspondiam com a realidade. Por isso, o réu foi considerado culpado pelo crime de receptação de carro roubado.

Neste caso, a pena é para ser cumprida regime inicialmente semiaberto, mas Edison Brittes está detido. Ele vai recorrer da decisão ainda preso, mas por causa do suposto assassinato do jogador Daniel Corrêa Freitas.

O QUE DIZ EDISON BRITTES

A defesa de Edison Brittes vai recorrer da decisão no Tribunal de Justiça do Paraná. Conforme nota dos advogados, a apelação já foi encaminhada.

A sentença que condenou o empresário também conhecido como Juninho Riqueza por receptação de carro roubado foi assinada pelo juiz José Daniel Toaldo no dia 25 de setembro.

CASO DANIEL

Em outra ação penal, Edison Brittes aguarda a decisão da Justiça do Paraná sobre o Caso Daniel. O empresário confessou ser o autor do assassinato do jogador Daniel Corrêa Freitas e está preso preventivamente desde novembro de 2018.

Depois de ouvir testemunhas de acusação e defesa, de interrogar os réus e receber as alegações finais, a Vara Criminal de São José dos Pinhais, na Grande Curitiba, precisa decidir se os sete réus vão, ou não, a júri popular.

daniel corrêa freitas, caso daniel, jogador
Divulgação/São Paulo

O corpo do Daniel Corrêa foi encontrado por moradores em uma área de mata na cidade de São José dos Pinhais no dia 27 de outubro de 2018. Ele estava nu, com diversos cortes, dois deles profundos na região do pescoço, e teve o pênis decepado. O órgão estava pendurado em uma árvore a 20 metros de onde o corpo foi encontrado.

O jogador foi revelado pelo Cruzeiro, mas teve passagens pelo Coritiba, São Paulo, Ponte Preta, Botafogo e São Bento.

Ele viajou para Curitiba comemorar o aniversário de Allana Brittes, no dia 26 de outubro de 2018. Ela celebrou o aniversário de 18 anos em uma casa noturna, no bairro Batel, mas a comemoração se estendeu na casa dos pais, Cristiana e Edison. Foi na residência da família Brittes que o jogador teve seu último contato com os amigos.

Edison acusou Daniel de estuprar sua mulher e o atleta acabou sendo espancado. Depois ele conduzido no porta-malas do carro de Edison até a Colônia Mergulhão, onde foi morto.

diesel, óleo disel, mandirituba, região metropolitana de curitiba, paraná, preso, assalto, receptação, polícia, polícia civil, caminhão, caminhão-taque

Homem é preso suspeito de roubar 30 mil litros de óleo diesel

Um homem de 23 anos foi preso em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba, suspeito de roubar um caminhão-tanque carregado com 30 mil litros de óleo diesel. O mandado de prisão contra ele foi cumprido pela PCPR (Polícia Civil do Paraná).

O crime, de acordo com as informações confirmadas pela polícia, ocorreu no dia 26 de outubro. A ordem judicial foi cumprida ontem (5). Uma câmera interna do caminhão-tanque filmou toda a ação. O suspeito foi identificado desta forma.

Conforme a PCPR, o assalto aconteceu na Rodovia do Xisto, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba. Os suspeitos estavam divididos em duas caminhonetes. De acordo com a polícia, um dos assaltantes teria entrado no caminhão pela janela.

Assim, com o motorista do caminhão-tanque rendido, os assaltantes obrigaram a vítima a dirigir por mais três horas. Depois disso, roubaram o conteúdo do tanque (30 mil litros de óleo diesel) e abandonaram o motorista e o caminhão, ambos em Araucária.

Apesar do suspeito preso em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba, a Polícia Civil do Paraná mantém as investigações. O objetivo é identificar todos os envolvidos no assalto. Além disso, a PCPR ainda precisa identificar os suspeitos de receptar o diesel roubado.

Depois de fazer motorista dirigir por cerca de três horas, um dos assaltantes assumiu a direção do caminhão-tanque carregado com diesel. (Divulgação/PCPR)

Homem é preso com carga avaliada em R$ 80 mil

Um homem, de 48 anos, foi preso em flagrante nesta terça-feira (2), suspeito pelo crime de receptação. De acordo com a Polícia Civil, ele é proprietário de um barracão em Campo Magro, onde uma carga roubada de acessórios para caminhões foi encontrada. O material é avaliado em R$ 80 mil.

Conforme a polícia, o caminhão que transportava a mercadoria teria sido roubado em Curitiba no dia 13 de setembro. O motorista do caminhão teria sido abordado por três suspeitos portando arma de fogo. Após uso de violência e ameaças eles teriam roubado o veículo e subtraído a carga. A vítima foi mantida em cárcere por cerca de duas horas.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Tito Livio Barichello, o caminhão também foi recuperado posteriormente e a equipe continua com as buscas para prender os outros suspeitos. “Após diligências investigativas, encontramos ontem as mercadorias roubadas em um barracão, em Campo Magro. Agora mantemos os trabalhos policiais a fim de identificar os autores do roubo”, disse.

O proprietário do local foi preso em flagrante, mas não foi reconhecido pela vítima como autor do roubo. Ele responderá pelo crime de receptação.

Homem é preso por receptação de veículo furtado

Um veículo da marca Fiat Argo foi recuperado pela Polícia Civil, na última quarta-feira (25), em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. O carro estava com registro de furto do dia 29 de junho. Durante a ação, a equipe da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DRFV) prendeu um homem, de 24 anos, pelo crime de receptação e porte de drogas.

Os policiais chegaram até o veículo após uma denúncia anônima. Conforme a polícia, o carro estava no quintal da casa do suspeito com placas falsas. Ele só foi reconhecido como o automóvel furtado pelo número do chassi. Durante a ação, os policiais também encontraram dentro da residência um tablete de maconha.

“Quando a equipe chegou ao local o portão estava fechado. Pouco depois um casal saiu da casa em um veículo Polo. Eles foram abordados e para a polícia, o homem revelou que havia em seu quintal um veículo Argo, de cor branca”, esclareceu o delegado responsável pelo caso, Herculano Augusto de Abreu.

O Polo em que o casal foi abordado pela polícia também foi verificado, mas não apresentou irregularidades. A mulher, de 28 anos, que acompanhava o suspeito foi ouvida na delegacia e em seguida liberada.

O suspeito foi encaminhado para a DFRV e responderá pelos crimes de receptação e porte de drogas. Ele permanece à disposição da Justiça.

**Com informações da Polícia Civil**

Polícia identifica suspeito de desviar celulares e prende quatro por receptação

A Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba identificou e prendeu cinco pessoas envolvidas com furto e receptação de aparelhos celulares, nesta quinta-feira (17). O suspeito de praticar os furtos era funcionário da loja de um shopping de Curitiba e teria gerado um prejuízo de R$ 130 mil

O delegado-adjunto da DFR, Emmanoel David, que coordenou os serviços de investigação que culminaram na identificação do ex-funcionário revela que o suspeito foi conduzido para a delegacia, onde admitiu ter subtraído os aparelhos. “Ele afirmou que agia sozinho e que teria lucrado aproximadamente R$ 50 mil com a venda dos aparelhos”, afirma David.

As investigações iniciaram há dois meses quando o gerente da loja notou a falta de aparelhos no estoque, foi onde formalizou o boletim de ocorrência. Ao iniciarem as investigações, os policiais logo perceberam que a pessoa que cometeu os furtos tinha amplo conhecimento da rotina do local, como também do sistema de monitoramento por câmeras e alarmes. “Foi possível concluir que o suspeito seria um funcionário, pois também sabia utilizar as chaves de acesso dos produtos. Assim, chegamos até o nome de um funcionário que acabou demitido em março deste ano”.

O ex-funcionário foi autuado pelo crime de furto qualificado, pois tinha fácil acesso aos produtos. Foi apurado ainda que ele tinha um salário mensal de R$ 1,4 mil.

Principal receptador

Ainda no curso das investigações, a polícia identificou um homem para o qual o ex-funcionário teria repassado a maior parte dos celulares furtados, ele também prestou depoimento e vai responder por receptação qualificada. Durante seu depoimento, o suspeito afirmou que conheceu o ex-funcionário através de um aplicativo de compra e venda onde ele ofertou um telefone a preço muito baixo. A partir dali o receptador comprou mais de 60 celulares.

Outros receptadores

Dentre os quatro suspeitos presos por receptação, estão a esposa e o cunhado do ex-funcionário da loja. Os dois foram flagrados utilizando aparelhos furtados. Um advogado e um policial militar também foram identificados utilizando aparelhos furtados, porém assinaram um Termo Circunstanciado por receptação culposa e foram liberados.

“Essas prisões servem de alerta à população, para que não sejam adquiridos telefones sem procedência ou origem comprovada. A orientação é para que o consumidor exija nota fiscal e fique atento quando produtos são anunciados por valores muito abaixo do praticado no mercado”, alerta o delegado.

David afirma que as investigações seguem para localizar os demais aparelhos e identificar os eventuais compradores. De acordo com as investigações, alguns telefones foram habilitados fora do Paraná. “Inúmeros aparelhos estão sendo utilizados no estado de São Paulo, no Distrito Federal e até em alguns estados do Nordeste do País”, revela.

Gerente de churrascaria é preso com tonelada de carne roubada em Curitiba

Andreza Rossini e Narley Resende

Três pessoas foram presas em flagrante nesta quarta-feira (25), em uma operação da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), com 1,2 tonelada de carne de roubada. Os presos são o gerente da Churrascaria La Ventura, na Avenida das Torres, no Jardim das Américas, de 47 anos, e outras duas pessoas, de 42 e 20 anos, que descarregavam o produto de uma van. O dono e o gerente da churrascaria são irmãos e o proprietário foi chamado para depor, mas não compareceu à delegacia.

Segundo a polícia, a carne que estava sem refrigeração seria servida na churrascaria. A carga teria sido roubada por outras pessoas na quinta-feira da semana passada, no bairro Boqueirão. Na ocasião, foram roubadas 3,7 toneladas de carne.

O delegado Ademari da Cruz Braga Jr afirma que os presos hoje (25), na operação chamada “Bom Apetite”, eram receptadores e responsáveis pela distribuição no mercado em Curitiba. A polícia ainda procura os responsáveis pelo roubo. “Esse roubo ocorreu no momento em que seria feita a descarga em um açougue. Duas pessoas renderam o motorista e mantiveram ele em cativeiro na parte da manhã [de quinta] até eles terem certeza de que essa carne estava acondicionada para não ser recuperada, pelo menos não de forma imediata”, afirma o delegado.

Apesar dos indícios de receptação a churrascaria não foi fechada. “Nós temos que comprovar não só a participação do proprietário, mas isso é objeto da investigação, será repassada à vigilância sanitária para que ela adote as medidas cabíveis. Existem leis estaduais que permitem o fechamento. Isso será objeto das próximas diligências da polícia”, afirma o delegado.

O gerente deve ficar detido e responder pelo crime de receptação qualificada. Os outros dois, para sair da cadeia, devem pagar fiança de R$ 10 mil e R$ 5 mil, respectivamente.

A defesa dos suspeitos preferiu não se manifestar.  Segundo a Polícia, esta é a segunda vez que a churrascaria é flagrada recebendo produtos roubados. Uma carga de frango já havia sido interceptada no mesmo local. A churrascaria La Ventura foi procurada pela reportagem e um funcionário informou que repassaria o recado ao proprietário.

 

Polícia recupera carros de luxo avaliados em R$ 300 mil

Um homem foi preso, na última segunda-feira (13), em Curitiba, por receptar carros de luxo. O rapaz foi abordado pela polícia enquanto conduzia um dos veículos.

A equipe, da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), iniciou as investigações após receber informações de que automóveis de luxo clonados estavam circulando pela capital. Os policiais começaram o monitoramento e chegaram até o suspeito.

O veículo que ele conduzia, um Honda/HRV, foi roubado no último dia 18 de fevereiro, em Curitiba. O carro estava com as placas adulteradas e documentação falsa.

Na residência do receptador, outros dois carros foram localizados. Um em fase de adulteração, roubado no dia 24 de fevereiro, em Porto Alegre-RS. E outro levado em assalto no dia 22 de novembro, em Curitiba. Este não possuía placa, pois era zero-quilômetro. Além disso, os policiais encontraram um revólver calibre 38.

No total, os veículos recuperados estão avaliados em cerca de R$ 300 mil. O homem foi autuado por receptação e posse de arma de fogo.