serviços

Setor de serviços recua 0,2% de julho para agosto

O volume do setor de serviços no país caiu 0,2% na passagem de julho para agosto, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje (11), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A queda veio depois de uma alta de 0,7% na passagem de junho para julho.

Na comparação com agosto do ano passado, o recuo foi ainda maior (-1,4%). No acumulado do ano, o setor teve alta de 0,5%. Já em 12 meses, os serviços acumulam crescimento de 0,6% em seu volume.

Na passagem de julho para agosto, três segmentos tiveram queda, entre eles, os serviços prestados às famílias (-1,7%). Também anotaram redução as atividades de transportes, serviços auxiliares de transporte e correios (-0,9%) e outros serviços (-2,7%).

Apresentaram altas os segmentos de serviços de informação e comunicação (0,4%) e os serviços profissionais, administrativos e complementares (0,5%).

Desempenho de serviços e indústria em maio apontam para estagnação

Dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (12) sobre o desempenho do setor de serviços e da indústria apontam para um quadro de estagnação da economia brasileira em maio.

Os serviços registraram estabilidade em relação a abril deste ano e um avanço de 4,8% quando comparado com maio do ano passado -quando a economia sofreu efeitos da paralisação de caminhoneiros.

No mesmo mês, de acordo com dados do instituto, a indústria registrou queda de 0,2%.

Na quinta-feira (11), , o instituto havia apontado que o varejo caiu 0,1%, na comparação com abril. No varejo ampliado, que inclui veículos e motos, partes e peças e também material de construção, o comércio avançou 0,2% entre abril e maio.

Nos primeiros cinco meses de 2019, os serviços acumularam uma alta de  1,4%. Porém, no primeiro bimestre do ano a expansão era de 2,9%.

De janeiro a maio, a indústria acumula queda de 0,7%. Em sentido oposto, o comércio avançou 0,7% no período.
Nos serviços, o único segmento que registrou queda em maio foi o de transportes.

As atividades de transporte terrestre recuaram 0,6%, na comparação com abril.

“Isso está muito relacionado com queda da receita das empresas de transporte de carga, que está relacionado com o fluxo de mercadorias nas rodovias e que está relacionado com o o ritmo da produção industrial”, disse o economista do IBGE, Rodrigo Lobo.

Em  maio, a produção industrial caiu em 8 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE

Houve crescimento no Pará (59,1%, impulsionado pela retomada da produção de uma indústria do setor extrativa)), Rio (8,8%), Goiás (1,6%), Amazonas (1,2%), Bahia (1,1%), Paraná (0,7%) e São Paulo (0,1%).

Em análise sobre o resultado, o Iedi (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial) afirmou que houve uma acomodação do crescimento dos serviços que vinha ocorrendo no início do ano e a expectativa de uma reação mais satisfatória deu lugar à realidade de um crescimento modesto.

Para o Iedi, a falta de crescimento no setor dificulta a redução da alta taxa de desemprego no país, devido ao forte potencial empregador do setor.

Segundo o IBGE, no trimestre encerrado em maio, a taxa de desemprego foi de 12,3%. A população desocupada era de 13 milhões.

A expectativa menor em relação ao avanço da economia neste ano foi confirmada também pelo governo, que reduziu a previsão oficial de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) para 2019 de 1,6% para 0,81%.

A projeção é próxima a observada pelo Banco Central em pesquisa do Boletim Focus. Na segunda-feira (8), a expectativa do mercado era de um crescimento do PIB de 0,82% neste ano.

No primeiro trimestre deste ano a economia brasileira encolheu 0,2%.

Confiança do empresário de serviços cai 3,1 pontos em maio

O Índice de Confiança de Serviços, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 3,1 pontos de abril para maio. Essa foi a quarta queda consecutiva do indicador, que acumula perdas de 9,2 pontos. Com isso, o índice chegou a 89 pontos, em uma escala de zero a 200.

A queda da confiança do empresário foi observada em 12 das 13 atividades pesquisadas pela FGV. O Índice de Expectativas, que registra a confiança dos empresários no futuro, recuou 5,1 pontos, para 92 pontos.

O Índice da Situação Atual, que mede a confiança no momento presente, também caiu, mas de forma mais moderada (0,9 ponto), recuando para 86,3 pontos.

Segundo o pesquisador da FGV Rodolpho Tobler, os empresários de serviços estão desconfortáveis com a situação do setor e se tornam cada vez menos otimista com a evolução dos negócios nos próximos meses.

Volume de serviços no país cai 0,3% de dezembro para janeiro, diz IBGE

O volume do setor de serviços no país recuou 0,3% em janeiro deste ano, na comparação com dezembro do ano passado. A queda veio depois de uma alta de 1% na passagem de novembro para dezembro. O dado, da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), foi divulgado hoje (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar da queda de dezembro para janeiro, o volume de serviços avançou 2,1% na comparação com janeiro do ano passado e 0,3% no acumulado de 12 meses. A receita nominal caiu 0,3% na comparação com dezembro e avançou 5,6% na comparação com janeiro de 2018 e 3,1% no acumulado de 12 meses.

A queda no volume de dezembro para janeiro foi provocada por recuos nos serviços de transportes e correios (-0,6%) e pelos serviços de informação e comunicação (-0,2%).

Apesar da queda média dos serviços, três dos cinco setores tiveram alta: serviços prestados às famílias (1,1%), serviços profissionais, administrativos e complementares (1,7%) e outros serviços (4,8%).

Feriado: Veja os serviços que abrem e fecham em Curitiba nesta sexta-feira

Por causa do feriado da Proclamação da República, vários serviços de Curitiba fecharam nesta quinta-feira (15). A prefeitura, os Núcleos de Administração Regional, Urbs e serviços das Ruas da Cidadania, por exemplo, não abrem também nesta sexta-feira (16).

Os ônibus seguem tabela de domingo, mas circulam normalmente, como em dias úteis, nesta sexta-feira. As Arcadas de São Francisco, fechado nesta quinta-feira, e as Arcadas do Pelourinho também abrem normalmente após o feriado.

Confira outros diversos serviços da capital paranaense:

SETRAN

A sede da Setran e os núcleos nas regionais voltam a atender na segunda-feira (19/11). Pelo feriado, não haverá fiscalização do Estacionamento Regulamentado (EstaR) na quinta (15/11). Porém, os trabalhos ocorrem normalmente na sexta (16/11), das 9h às 19h, e no sábado (17), das 9h às 13h.

Com o feriado, há novos prazos para regularização dos avisos de infração das vagas de EstaR. Confira:

Emissão do aviso de infração Data limite para regularização
8/11 19/11
9/11 19/11
10/11 20/11
12/11 20/11
13/11 21/11
14/11 22/11
16/11 23/11
17/11 23/11

Shopping Popular/Capão Raso – Abre na quinta-feira (15/11), das 10h às 19h; na sexta-feira (16/11), das 9h às 21h; e sábado (17/11), das 9h às 21h. Fecha no domingo (18/11).

Rua da Cidadania da Matriz/Mercado Central – Fechados na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11).

Arcadas de São Francisco – Fechado na quinta-feira (15/11). Funcionamento facultativo na sexta-feira (16/11), das 9h às 18h. Abre no sábado (17/11), das 9h às 18h; e no domingo (18/11), das 9h às 13h.

Arcadas do Pelourinho – Abre todos os dias, das 9h às 18h.

Espaço Empreendedor – Retorna na segunda-feira (19/11), das 8h às 17h.

IMAP

Central de Estágios, Central de Seguro e Worktiba Barigui – Voltam na segunda-feira (19/11).


EDUCAÇÃO

Escolas e creches municipais – Escolas, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado (CMAEEs) não funcionam na quinta-feira (15/11), feriado da Proclamação da República,  e na sexta-feira (16/11), recesso escolar. Também não haverá atendimento nos Núcleos Regionais de Ensino. Voltam ao funcionamento na segunda-feira (19/11).

Comunidade Escola – Não haverá programação de atividades no sábado (17/11). A próxima edição acontecerá em 24 de novembro, das 13h às 17h, em 19 escolas participantes do programa. As unidades, horários e atividades podem ser consultados no site comunidadeescola.org.br

Faróis do Saber – Fechados de quinta-feira (15/11) a domingo (18/11), voltando a funcionar na segunda-feira (19/11).


PONTOS TURÍSTICOS

Museu de História Natural do Capão da Imbuia – Fechado na quinta (15/11) e sexta-feira (16/11), em razão do feriado. Reabre no sábado (17/11) e domingo (18/11), das 9h às 17h. Continua com a exposição sobre a origem dos cães.

Jardim Botânico – Aberto todos os dias das 6h às 19h30. O Jardim das Sensações funciona das 9h às 17h, com último acesso às 16h30. O Salão de Exposições fica aberto com a exposição de orquídeas, que pode ser visitada das 9h às 16h30.

Passeio Público – Aberto todos os dias, das 6h às 20h.

Zoológico de Curitiba – Aberto todos os dias das 10h às 16h.

Memorial Árabe – Fechado todos os dias.

Bosque João Paulo II e Memorial Polonês – Aberto todos os dias das 9h às 18h.

Bosque Alemão e Casa Encantada – O bosque estará aberto normalmente, incluindo quinta-feira (15/11), dia de feriado.  A Casa Encantada, funcionará das 9h às 17h, com contação de história às 11h, 14h e 16h.

Bosque Zaninelli/Unilivre – Aberto todos os dias.

Parque São Lourenço – Aberto todos os dias.

Ópera de Arame e Parque das Pedreiras – Aberto todos os dias. Pode ocorrer o fechamento sem aviso prévio.

Parque Tanguá – Aberto todos os dias.

Parque Tingui e Memorial Ucraniano – O parque estará aberto todos os dias e o Memorial Ucraniano funciona das 10h às 18h.

Parque Barigui – Aberto todos os dias.

Torre Panorâmica – Aberta de quinta-feira (15/11) a domingo (18/11), das 10h às 20h. A venda de ingressos ocorre até 18h30. Na segunda (19/11), fica fechada.

Atendimento ao Turista – O Instituto Municipal de Turismo de Curitiba, no Centro Histórico, estará fechado na quinta-feira (15/11), sexta-feira (16/11) e sábado (17/11). Abre no domingo (18/11), das 9h às 14h.

Horário de atendimento dos pontos de atendimento ao turista:

Centro de Atendimento ao Turista do Jardim Botânico – Todos os dias, das 9h às 18h.

Rodoferroviária – Todos os dias, das 9h às 18h.

Aeroporto Afonso Pena – Aberto na quinta-feira (15/11), das 8h às 17h e na sexta-feira (16/11), das 7h às 23h. No sábado (17/11) e no domingo (18/11), abre das 7h às 18h.

Linha Turismo – O serviço vai operar de quinta-feira (15/11) a domingo (18/11) com a frota extra de domingo.


SAÚDE

Unidades Básicas de Saúde – Fecham na quinta-feira (15/11) e sexta-feira (16/11).

Caps
Na quinta-feira (15/11) funcionam apenas os Caps III para pacientes acolhidos nos leitos.
Na sexta-feira (16/11) o funcionamento dos Caps é normal, com exceção do Caps Centro Vida, que estará fechado.

Hospital do Idoso Zilda Arns – Aberto 24 horas.

Maternidade Bairro Novo – Aberta 24 horas.

Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) – Abertas 24 horas.

  • UPA Sítio Cercado: Rua Levi Buquera, 158, Sítio Cercado.
  • UPA Boa Vista: Avenida Paraná, 3.654, Boa Vista.
  • UPA Cajuru: Rua Engenheiro Benedito Mário da Silva, 555, Cajuru.
  • UPA Fazendinha: Rua Carlos Klemtz, 1.883, Fazendinha.
  • UPA Pinheirinho: Rua Leon Nicolas, 1.995, Pinheirinho.
  • UPA Boqueirão: Rua Professora Maria de Assumpção, 2,590, Boqueirão.
  • UPA Campo Comprido: Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3.495, Campo Comprido.
  • UPA Tatuquara: Rua Jornalista Emílio Zolá Florenzano, 835, Tatuquara.
  • UPA CIC: Rua Senador Accioly Filho, 3370, Cidade Industrial.

UNIDADES DO ABASTECIMENTO

Mercado Municipal – Quinta-feira (15/11), das 7h às 13h. Sexta-feira (16/11), das 7h às 18h. Sábado (17/11), das 7h às 18h. Domingo (18/11), das 7h às 13h. Na segunda-feira (19/11), abre das 7h às 14h.
Armazéns da Família – Fechados na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Na sexta-feira (16/11) e no sábado (17/11), têm atendimento normal.
Varejão Capão Raso – Na quinta-feira (15/11), abre das 10h às 18h. Sexta-feira (16/11) e sábado (17/11) funciona das 9h às 18h, e no domingo (4/11) estará fechado.
Mercado Regional Cajuru – Quinta-feira (15/11) e sexta-feira (16/11), das 8h às 19h. No sábado (17/11), das 7h às 18h, e no domingo (18/11), das 7h às 12h.
Restaurante Popular – Fechado de quinta-feira (15/11) a domingo (18/11).
Feiras livres diurnas – Atendimento facultativo na quinta-feira (15/11). De sexta-feira (16/11) a domingo (18/11), atendimento é normal.
Feiras livres noturnas – Atendimento normal na quinta-feira (15/11) e na sexta-feira (16/11). Sábado (17/11) e domingo (18/11) não funcionam.
Feiras gastronômicas – Atendimento normal na quinta-feira (15/11) e no sábado (17/11). Na sexta-feira (16/11) e no domingo (18/11) não funcionam.
Feiras orgânicas – O atendimento é facultativo na quinta-feira (15/11). Na sexta-feira (16/11) e no domingo (18/11) não funcionam, mas no sábado (17/11), o atendimento é normal.
Programa Nossa Feira – Não há atendimento de quinta-feira (15/11) a domingo (18/11).
Sacolão da Família
Monteiro Lobato – Fechado de quinta-feira (15/11) a segunda (19/11).
Boqueirão – Fechado na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Sexta-feira (16/11), tem atendimento das 8h30 às 20h. No sábado (17/11), abre das 8h30 às 18h e segunda-feira (19/11), das 9h às 20h.
Carmo – Atendimento das 8h30 às 13h na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Funciona das 9h às 19h30 na sexta-feira (16/11), no sábado (17/11) e na segunda-feira (19/11).
Fazendinha – Fechado na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Atende na sexta-feira (16/11) e no sábado (17/11), das 9h às 19h15; e na segunda-feira (19/11), das 9h às 20h15.
Jardim Paranaense – Atendimento das 8h30 às 13h na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Funciona das 8h30 às 18h na sexta-feira (16/11), no sábado (17/11) e na segunda-feira (19/11).
Pinheirinho – Fechado na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Na sexta-feira (16/11) e no sábado (17/11), atende das 9h às 20h e na segunda-feira (19/11), das 9h às 20h30.
Santa Cândida – Fechado na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Sábado (3/11), atende das 8h às 14h. Na sexta-feira (16/11) e na segunda-feira (19/11), das 8h às 20h30.
Santa Felicidade – Atendimento das 8h30 às 13h na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Funciona das 9h às 19h na sexta-feira (16/11), sábado (17/11) e na segunda-feira (19/11).
Boa Vista – Atende na quinta-feira (15/11), das 8h às 13h. Na sexta-feira (16/11) e na segunda-feira (19/11), das 8h às 19h. No sábado (17/11), funciona das 8h às 17h e no domingo (18/11), fica fechado.
Vila Sandra – Fechado na quinta-feira (15/11) e no domingo (18/11). Atende na sexta-feira (16/11) e na segunda-feira (19/11), das 8h às 20h. No sábado (17/11), das 8h às 19h; e no domingo permanece fechado.
Santa Efigênia – Fechado na quinta-feira (15/11), domingo (18/11) e segunda-feira (19/11). Funciona na sexta-feira (16/11), das 9h às 17h e no sábado (17/11), das 9h às 13h.
Bairro Novo – Fechado na quinta-feira (15/11), domingo (18/11) e segunda-feira (19/11). Abre na sexta-feira (16/11), das 8h às 18h e no sábado (17/11), das 8h às 14h.
Caiuá – Fechado na quinta-feira (15/11), domingo (18/11) e segunda-feira (19/11). Abre na sexta-feira (16/11), das 9h às 17h e no sábado (17/11), das 9h às 13h.
Osternack – Fechado na quinta-feira (15/11), domingo (18/11) e segunda-feira (19/11). Abre na sexta-feira (16/11), das 8h às 18h e no sábado (17/11), das 8h às 14h.
Vila Oficinas – Fechado na quinta-feira (15/11), domingo (18/11) e segunda-feira (19/11). Abre na sexta-feira (16/11), das 9h às 17h e no sábado (17/11), das 9h às 13h.


ADOÇÃO DE ANIMAIS

Centro de Referência para Animais em Situação de Risco – Funciona em regime de plantão de quinta-feira (15/11) a domingo (18/11), das 9h às 12h e das 13h30 às 15h30.


LIMPEZA PÚBLICA – Na quinta-feira (15/11), não haverá coleta domiciliar. A seletiva (Lixo Que Não É Lixo) funciona onde a frequência de recolhimento é de uma vez por semana, apenas às quintas-feiras. Varrição manual trabalha em esquema reduzido de domingo. A limpeza de feiras livres acontece normalmente onde elas funcionem. Não haverá recolhimento de lixo tóxico e nem troca do Câmbio Verde. Sexta-feira (16/11) não há alteração nos serviços de limpeza pública.

SERVIÇO FUNERÁRIO – Atendimento ao público ininterrupto. Cemitérios funcionam das 9h às 18h.

PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO – DÍVIDA ATIVA – Reabre na segunda-feira (19/11).

ESPAÇOS CULTURAIS – As Casas de Leitura Augusto Stresser, Hilda Hilst, Miguel de Cervantes, Paulo Leminski e Wilson Bueno abrem no sábado (17).

Saiba o que abre e o que fecha em Curitiba neste feriado de Finados

Por causa do feriado de Finados nesta sexta-feira (2), vários serviços da Prefeitura de Curitiba não abrem, como por exemplo os Núcleos de Administração Regional, a Urbs, o Mercado Central e as Ruas da Cidadania. Por outro lado, cemitérios tem horários diferenciados e os ônibus rodam com horário de domingo.

O Shopping Popular/Capão Raso, por exemplo, funcionará apenas no sábado (3), das 9h às 21h. Além disso, a Prefeitura  estará fechada até o domingo (4). Já as Arcadas do Pelourinho abrem normalmente no feriado.

Confira abaixos outros serviços da capital paranaense ao longo do feriado:


AGÊNCIA CURITIBA

Espaço Empreendedor – Unidades fechadas na sexta-feira (2/11). Normalmente já não há atendimento aos sábados e domingos. O serviço retorna na segunda-feira (5/11), das 8h às 17h.


IMAP

Central de Estágios, Central de Seguro e Worktiba Barigui – fechados de sexta-feira (2/11) a domingo (4/11). Voltam na segunda-feira (5/11).


EDUCAÇÃO

Escolas e creches municipais – Escolas, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado (CMAEEs) não funcionam na sexta-feira (2/11), feriado de Finados. Também não haverá atendimento nos Núcleos Regionais de Ensino. Voltam ao funcionamento na segunda-feira (5/11).

Comunidade Escola – Não haverá programação de atividades no sábado (3/11). A próxima edição acontecerá em 10 de novembro, das 13h às 17h, em 18 escolas participantes do programa. As unidades, horários e atividades podem ser consultados no site www.comunidadeescola.org.br.

Faróis do Saber – Fechados entre sexta-feira (2/1) a domingo (4/11), voltando a funcionar na segunda-feira (5/11).


ATRATIVOS E ATENDIMENTO TURÍSTICOS

Museu de História Natural do Capão da Imbuia – Fechado na sexta-feira (2/11), em razão do feriado de Finados. Reabre no sábado (3/11) e no domingo (4/11), das 9h às 17h. Continua com a exposição sobre a origem dos cães.

Jardim Botânico – Aberto todos os dias das 6h às 19h30. O Jardim das Sensações funciona das 9h às 17h, com último acesso às 16h30. O Salão de Exposições fica aberto com a exposição Pedra Viva, que pode ser visitada das 9h às 16h30.

Passeio Público – Aberto todos os dias, das 6h às 20h.

Zoológico de Curitiba – Aberto todos os dias das 10h às 16h.

Memorial Árabe – Fechado todos os dias.

Bosque João Paulo II e Memorial Polonês – Aberto todos os dias das 9h às 18h.

Bosque Alemão e Casa Encantada – O bosque estará aberto normalmente, incluindo sexta-feira (2/11), dia de feriado.  A Casa Encantada funcionará das 9h às 17h, com contação de história às 11h, 14h e 16h.

Bosque Zaninelli/Unilivre – Aberto todos os dias.

Parque São Lourenço – Aberto todos os dias.

Ópera de Arame e Parque das Pedreiras – Aberto todos os dias. Pode ocorrer o fechamento sem aviso prévio.

Parque Tanguá – Aberto todos os dias.

Parque Tingui e Memorial Ucraniano – O parque estará aberto todos os dias e o Memorial Ucraniano funciona das 10h às 18h.

Parque Barigui – Aberto todos os dias.

Torre Panorâmica – Aberta de sexta-feira (2/11) a domingo (4/11), das 10h às 20h. A venda de ingressos ocorre até 18h30. Na segunda (5/11), fica fechada.

Atendimento ao Turista – O Instituto Municipal de Turismo de Curitiba, no Centro Histórico, estará fechado na sexta-feira (2/11) e no sábado (3/11). Abre no domingo (4/11), das 9h às 14h.

Horário de atendimento dos pontos de atendimento ao turista:

Centro de Atendimento ao Turista do Jardim Botânico – aberto todos os dias, das 9h às 18h.

Rodoferroviária – aberto todos os dias, das 9h às 18h.

Aeroporto Afonso Pena – Aberto na sexta-feira (2/11), das 8h às 17h. No sábado (3/11) e domingo (4/11), das 7h às 18h.

Linha Turismo – O serviço vai operar de sexta-feira (2/11) a domingo (4/11) com a frota extra de domingo.


SAÚDE

Unidades Básicas de Saúde – Fecham na sexta-feira (2/11).

Centros de Atenção Psicossocial (Caps) – No dia 2/11 (sexta-feira), funcionam apenas os Caps III para pacientes acolhidos nos leitos.

Hospital do Idoso Zilda Arns – Aberto 24 horas.

Maternidade Bairro Novo – Aberta 24 horas.

Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) – abertas 24 horas:

  • UPA Sítio Cercado: Rua Levi Buquera, 158, Sítio Cercado.
  • UPA Boa Vista: Avenida Paraná, 3.654, Boa Vista.
  • UPA Cajuru: Rua Engenheiro Benedito Mário da Silva, 555, Cajuru.
  • UPA Fazendinha: Rua Carlos Klemtz, 1.883, Fazendinha.
  • UPA Pinheirinho: Rua Leon Nicolas, 1.995, Pinheirinho.
  • UPA Boqueirão: Rua Professora Maria de Assumpção, 2,590, Boqueirão.
  • UPA Campo Comprido: Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3.495, Campo Comprido.
  • UPA Tatuquara: Rua Jornalista Emílio Zolá Florenzano, 835, Tatuquara.
  • UPA CIC: Rua Senador Accioly Filho, 3370 – Cidade Industrial.

UNIDADES DO ABASTECIMENTO

Mercado Municipal – Sexta-feira (2/11), das 7h às 13h. Sábado (3/11), das 7h às 18h. Domingo (4/11), das 7h às 13h. Na segunda-feira (5/11), abre das 7h às 14h.
Armazéns da Família – Fechados na sexta-feira (2/11), domingo (4/11) e segunda-feira (5/11). No sábado (3/11), abrem das 8h30 às 13h.
Varejão Capão Raso – Na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11), permanece fechado. Funciona no sábado (3/11) e na segunda-feira (5/11), das 9h às 18h.
Mercado Regional Cajuru – Funciona na sexta-feira (2/11), das 8h às 19h, no sábado (3/11), das 7h às 18h, e no domingo (4/11), das 7h às 12h. Fechado na segunda-feira (5/11).
Restaurante Popular – Fechado de sexta-feira (2/11) a domingo (4/11). Atendimento é normal na segunda-feira (5/11).
Feiras livres diurnas – Atendimento facultativo de sexta-feira (2/11) a domingo (4/11). Na segunda-feira (5/11), não há atendimento.
Feiras livres noturnas – Na sexta-feira (2/11), o atendimento é facultativo. De sábado (3/11) a segunda (5/11), não há atendimento.
Feiras gastronômicas – Atendimento facultativo na sexta-feira (2/11) e no sábado (3/11). No domingo (4/11) e na segunda-feira (5/11) não há atendimento.
Feiras orgânicas – Na sexta-feira (2/11), domingo (4/11) e segunda-feira (5/11) não há atendimento. No sábado (3/11), o funcionamento é facultativo.
Programa Nossa Feira – Não há atendimento de sexta-feira (2/11) a segunda-feira (5/11).
Sacolão da Família
Bairro Novo, Caiuá, Monteiro Lobato, Osternack, Vila Oficinas – Fechados de sexta-feira (2/11) a segunda (5/11).
Boqueirão – Fechado na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Sábado (3/11), atende das 8h30 às 18h e segunda-feira (5/11), das 9h às 20h.
Carmo – Atendimento das 8h30 às 13h na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Funciona das 9h às 19h30 no sábado (3/11) e na segunda-feira (5/11).
Fazendinha – Fechado na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Atende no sábado (3/11), das 9h às 19h15; e na segunda-feira (5/11), das 9h às 20h15.
Jardim Paranaense – Atendimento das 8h30 às 13h na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Funciona das 8h30 às 18h no sábado (3/11) e na segunda-feira (5/11).
Pinheirinho – Fechado na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Sábado (3/11), atende das 9h às 20h e segunda-feira (5/11), das 9h às 20h30.
Santa Cândida – Fechado na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Sábado (3/11), atende das 8h às 14h e segunda-feira (5/11), das 8h às 20h30.
Santa Felicidade – Atendimento das 8h30 às 13h na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Funciona das 9h às 19h no sábado (3/11) e na segunda-feira (5/11).
Boa Vista – Fechado na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Atendimento no sábado (3/11), das 8h às 13h e na segunda (5/11), das 8h às 19h.
Vila Sandra – Fechado na sexta-feira (2/11) e no domingo (4/11). Atende no sábado (3/11), das 8h às 19h; e na segunda-feira (5/11), das 8h às 20h.
Santa Efigênia – Fechado na sexta-feira (2/11), domingo (4/11) e segunda-feira (5/11). Funciona no sábado (3/11), das 9h às 13h.


ADOÇÃO DE ANIMAIS

Centro de Referência para Animais em Situação de Risco – Funciona em regime de plantão de sexta-feira (2/11) a domingo (4/11), das 9h às 12h e das 13h30 às 15h30.


LIMPEZA PÚBLICA 

Nos setores em que a coleta Domiciliar (orgânicos) é alternada (ou seja, passa três vezes por semana), o serviço é normal neste feriado de sexta-feira (2/11). A coleta Seletiva (Lixo Que Não É Lixo), em locais que acontece uma vez por semana, tem atendimento nesta sexta (2/11), normalmente. A varrição manual segue esquema de domingo no dia do feriado.

Câmbio Verde e Lixo Tóxico não funcionam nesta sexta (2/11).


SERVIÇO FUNERÁRIO

Atendimento ao público ininterrupto. Cemitérios funcionam das 9h às 18h.


PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO – DÍVIDA ATIVA

Fechada de sexta-feira (2/11) a domingo (4/11). Reabre na segunda-feira (5/11).


SETRAN

A sede da Setran e os núcleos nas regionais fecham na sexta-feira (2/11), voltando a atender na segunda-feira (5/11). Em razão do feriado, não haverá fiscalização do Estacionamento Regulamentado (EstaR) na sexta (2/11). Porém, os trabalhos ocorrem normalmente no sábado (3/11), das 9h às 13h.

Com o feriado, há novos prazos para regularização dos avisos de infração das vagas de EstaR. Confira:

Emissão do aviso de infração Data limite para regularização
26/10 5/11
27/10 5/11
29/10 6/11
30/10 7/11
31/10 8/11
1/11 9/11
3/11 9/11 (normal)

 


 

COHAB

A sede da Cohab e as 10 agências nas Administrações Regionais estarão fechadas na sexta-feira (2/11). Funcionamento retorna ao normal na segunda-feira (5/11) às 8h30.


ESPAÇOS CULTURAIS

Alguns espaços gerenciados pela Fundação Cultural de Curitiba terão seus horários de atendimento alterados nesta sexta-feira (2/11), em razão do feriado de Finados. Os demais espaços seguem sua programação e horários habituais no feriado e também no fim de semana. A programação pode ser acessada em www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.

Fechados no dia 02/11:
Casa da Memória (Rua São Francisco, 319 – Setor Histórico)
Casa Hoffmann (Rua Claudino dos Santos, 58 – Setor Histórico). Fechada durante o dia. Abre às 18h para a Mostra Solar.
Casas da Leitura – Todas
Conservatório de MPB (Rua Mateus Leme, 66, Setor Histórico) fechado também no dia 04/11.
Teatro Antônio Carlos Kraide (Av. República Argentina – Portão Cultural). Fechado também no dia 04/11.
Museu de Arte Sacra (Largo da Ordem)
Capela Santa Maria (Rua Conselheiro Laurindo, 273)
Gibiteca de Curitiba (Rua Carlos Cavalcanti, 533)

Núcleos Regionais da FCC nas Ruas da Cidadania:
Bairro Novo
Boa Vista
Boqueirão
Cajuru
CIC
Fazendinha/Portão
Matriz
Pinheirinho
Santa Felicidade
Tatuquara

Fechados nos dias 02 e 03/11:
Centro de Criatividade de Curitiba (R. Mateus Leme, 4700 – São Lourenço)
Circo da Cidade Zé Priguiça (R. Benedicto S. Branco, s/n° – Alto Boqueirão)
Teatro Universitário de Curitiba – TUC (Galeria Júlio Moreira, Setor Histórico)

Propriedade rural poderá receber pagamento por serviços ambientais

O governo do Paraná publicou, no dia 22 de agosto, o edital para seleção de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) para o pagamento pelos serviços ambientais pelo período de um ano. O objetivo é promover a conservação e restauração de ecossistemas em áreas privadas e reconhecidas por meio de incentivos econômicos.

No total, R$ 1,19 milhão oriundos do Fundo Estadual de Meio Ambiente (Fema) foi disponibilizado. Os proprietários selecionados e que realizarem as ações de melhoria do serviço ambiental previstas receberão entre R$ 10 mil e R$ 50 mil por ano, de acordo com as características das RPPNs.

O prazo para inscrição das propriedades vai até 22 de setembro e somente será permitida a inscrição de até duas RPPNs por CNPJ ou CPF. “Esse é um importante e inovador instrumento de incentivo econômico, que visa compensar os proprietários de RPPN pelos serviços que são prestados a toda sociedade”, diz o secretário estadual de Meio Ambiente, Antonio Carlos Bonetti.

Inscrição

Podem se inscrever qualquer RPPN, reconhecida por órgãos ambientais federal, estadual ou municipais, que tenha seu plano de manejo aprovado. As propriedades inscritas serão avaliadas por uma comissão formada por técnicos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Instituto Ambiental do Paraná (IAP). As áreas serão vistoriadas e avaliadas quanto à sua importância ambiental e o trabalho realizado para sua manutenção e recuperação. Depois serão classificadas em um ranking estadual para o recebimento de recursos.

Leia a matéria completa aqui.

Setor de serviços tem crescimento de 1,3% entre maio e junho

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil

Em todo o país, o volume do setor de serviços cresceu 1,3% na passagem de maio para junho. O segmento já tinha apresentado altas de 0,5% em maio e 1,1% em abril. Já a receita nominal aumentou 1% em junho.

Os dados da Pesquisa Mensal de Serviços foram divulgados hoje (16), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos demais tipos de comparação, os serviços tiveram queda no volume: comparação com junho de 2016 (-3%), acumulado do ano (-4,1%) e acumulado de 12 meses (-4,7%). Já a receita nominal teve alta: comparação com junho de 2016 (3,2%), acumulado do ano (1,6%) e acumulado de 12 meses (0,6%).

Entre as seis atividades de serviços pesquisadas, cinco tiveram alta no volume na passagem de maio para junho deste ano, com destaque para as atividades turísticas (5,3%).

Também tiveram crescimento os segmentos de transportes e correio (1%), serviços prestados às famílias (1%), serviços profissionais, administrativos e complementares (0,8%) e outros serviços (0,7%).

Apenas a atividade de serviços de informação e comunicação teve queda entre maio e junho: -0,2%.

Paraná tem maior crescimento no setor de serviços do País

Da AEN

O setor de serviços do Paraná registrou crescimento de 2,4% em abril desse ano em relação a março, já com ajuste sazonal, mostra a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada nesta quarta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Foi o melhor resultado do País, à frente do Rio Grande do Sul (2,2%), e São Paulo (2%). O crescimento dos serviços do Paraná em abril foi mais que o dobro do registrado pelo Brasil, de 1%, na mesma base de comparação.

No acumulado de janeiro a abril, o volume de serviços no Paraná cresceu 1,5% em relação ao primeiro quadrimestre de 2016, enquanto em todo o Brasil houve queda de 4,9% na mesma comparação.

“O setor de serviços é conhecido por ser o último a entrar em recessão e também por ser o último a sair dela. Por isso, essa melhora consistente dos números do setor no Estado é tão importante. É um indicativo de que o pior da crise já passou” diz Julio Suzuki Júnior, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes).

De acordo com a pesquisa, na comparação com abril do ano passado, Paraná foi o único que não registrou queda na atividade. O volume de serviços prestados se manteve estável no Estado, enquanto no Brasil houve retração de 5,6%.

 

Participação

O setor de serviços responde, sozinho, por 40% do Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná. “É um setor que prepondera na maioria das economias desenvolvidas. Aqui, ele é intensivo em mão de obra, principalmente junto à nova classe C, que sofreu muito com a crise econômica nos últimos anos e que agora terá a chance de se recuperar”, diz Suzuki Júnior.

 

Emprego

O aumento da atividade de serviços já tem reflexo na geração de empregos. No primeiro quadrimestre, o setor foi o que mais criou empregos com carteira assinada no Estado, com a abertura de 11,2 mil vagas, já descontadas as demissões, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho.

 

Transporte

O grande destaque nos números do setor no Estado foram os serviços de transporte, principalmente de cargas. De janeiro a abril, os serviços de transporte, auxiliares e de correio registraram alta de 6,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Serviços prestados às famílias – como de pintor, encanador, eletricista, dentre outros – cresceram 5,3% na mesma base de comparação. Serviços profissionais, administrativos e complementares – como contadores, arquitetos – tiveram avanço de 2,4%. Já as atividades prestadas de informação e comunicação tiveram queda de 2,7%, juntamente com outros serviços, com retração de 0,7%.

Serviços caem 2,4% entre setembro e outubro

O volume de serviços no país teve uma queda de 2,4% na passagem de setembro para outubro deste ano. Esta é a terceira redução consecutiva do indicador neste tipo de comparação, segundo dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O setor de serviços já havia recuado 0,3% em setembro e 1,6% em agosto.

Na comparação com outubro de 2015, a queda do volume de serviços chega a 7,6%, o maior recuo mensal da série histórica, iniciada em janeiro de 2012. O setor de serviços também acumula quedas de 5% no ano e de 5,1% no período de 12 meses.

A queda de 2,4% na passagem de setembro para outubro de 2016 foi acompanhada por cinco dos seis setores dos serviços pesquisados pelo IBGE, com destaque para os transportes, serviços auxiliares de transportes e correios, que caíram 7%.

Outros setores em queda foram os serviços de informação e comunicação (-3,1%), serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,9%), atividades turísticas (-1,3%) e outros serviços (-0,5%).

Apenas os serviços prestados a famílias tiveram alta, ainda que pequena (0,1%), devido ao comportamento dos subsetores de alojamento e alimentação, que tiveram um crescimento de 0,5%.

Em relação à receita nominal, o setor de serviços apresentou quedas de 1,3% na comparação com setembro deste ano e de 3,1% na comparação com outubro de 2015. Nos acumulados do ano e de 12 meses, os serviços apresentam estabilidade.