Tecnologia e Inovação
Compartilhar

Qual a importância das imagens no Marketing Digital?

Você está se perguntando qual é a importância de imagens nas suas postagens em mídias sociais?  Você quer saber c..

Redação - 24 de fevereiro de 2018, 21:59

Qual a importância das imagens no Marketing Digital
Qual a importância das imagens no Marketing Digital

Você está se perguntando qual é a importância de imagens nas suas postagens em mídias sociais?  Você quer saber como outros profissionais abordam o marketing visual? Neste artigo, você descobrirá novas pesquisas que revelam por que você deve incluir imagens em seu marketing e informações sobre os tipos de conteúdo visual que os publicitários estão focados.

1. Imagens reforçam mensagens de Marketing

De acordo com a Brainrules.net, uma pessoa que ouve uma informação lembrará  de apenas 10% dela três dias depois, enquanto alguém que vê essa mesma informação em uma foto lembrará de 65% dela.

Por que isso acontece? Desde o início dos tempos, os seres humanos usaram a visão para consumir informações, seja para saber de uma ameaça que se aproximava ou apenas uma “leitura” de imagens deixadas nas paredes das cavernas. Quando alguém lê palavras, eles vêem os personagens como pequenas imagens, o que leva o cérebro mais tempo para compreender. Na verdade, de acordo com TapSnap, 65% das pessoas hoje são aprendizes visuais.

Webdam relata que nossa inteligência verbal está caindo enquanto nossa inteligência visual está aumentando. Eles continuam dizendo que só temos cerca de oito segundos antes de outra coisa chamar nossa atenção. (Para fins de comparação, o peixinho dourado perde o interesse após nove segundos). Isso significa que os profissionais que trabalham com redes sociais devem fazer esses segundos contar.

O que isso significa:

A mensagem sobre a importância do marketing visual é clara e os comerciantes de redes sociais não podem dar ao luxo de vê-lo como um tipo de conteúdo opcional.

O estudo Venngage de dezembro de 2016 com 300 publicitários on-line descobriu que, em 2015, 41% dos profissionais de marketing disseram que mais de 90% do conteúdo continham componentes visuais. Em 2016, esse número cresceu para 53%. Esse aumento de 12% em apenas um ano ilustra o fato de que mais comerciantes estão reconhecendo a importância de incluir imagens em suas postagens.

O Relatório de Indústria de Marketing de Meios de Comunicação Social de 2017 da Social Media Examiner descobriu que 85% dos 5.000 comerciantes on-line pesquisados utilizam imagens, contra 74% em 2016.

Social Media Examiner asked marketers to identify the types of content they use in their social media marketing.

O Social Media Examiner pediu aos profissionais de marketing que identifiquem os tipos de conteúdo que eles usam no marketing de suas redes sociais.

O relatório também revelou que 41% dos entrevistados disseram que as imagens são o tipo mais importante de conteúdo, superando blogs para o primeiro lugar.

For the first time, visual content surpassed blogging as the most important type of content for marketers who took part in the survey.

Pela primeira vez, o conteúdo visual ultrapassou o blog como o tipo de conteúdo mais importante para os profissionais que participaram da pesquisa

Os consumidores costumam ter seus feeds de rede social preenchidos com posts das várias marcas que eles seguem. Eles estão acostumados a ignorar anúncios na borda da tela ou intercalados com postagens típicas. A conseqüência infeliz disso é tornar-se cada vez mais difícil para os publicitários fazer com que as suas mensagens se destaquem. O marketing visual é uma forma aparecer no meio desse ruído.

Most marketers say visual content is absolutely necessary for 2017 marketing strategies.

A maioria dos comerciantes diz que o conteúdo visual é absolutamente necessário para as estratégias de marketing em 2017.

2. Publicitários lutam para produzir imagens envolventes

Os dados mostram claramente que o conteúdo visual é melhor do que outros tipos, e os profissionais que trabalham com redes sociais tomaram nota. Quase 61% das pessoas pesquisadas no estudo Venngage relataram que o uso de imagens em seu conteúdo era “absolutamente necessário”, e quase 32% responderam que era “muito importante”.

Só porque eles concordam com esse uso de imagens não significa que eles já tenham entendido exatamente quais tipos de conteúdo visual que melhor funcionam. De acordo com o estudo de Venngage, as imagens originais, como a infografia, obtiveram o maior envolvimento em 41,5%, enquanto as visualizações de dados receberam participação de 25,7%. O restante de um terço do conteúdo foi dividido entre vídeos e apresentações (20,2%), fotos de banco de imagens (7,6%) e memes (5,0%).

Visual content generates the highest percentage of social media engagement.

O conteúdo visual gera a maior porcentagem de envolvimento das redes sociais.

Entretanto, os hábitos de uso dos entrevistados não refletem esses dados. Na verdade, 35% usaram fotos em suas postagens visuais e 30,4% usavam imagens originais, como infografia. Os vídeos representaram apenas 15,2%, gráficos e visualizações de dados 14%, e os GIFs e memes mais leves foram usados 5,4% do tempo.

Marketers' recent use of visuals shows a past reliance on stock photos and original graphics.

O que isso significa:

Existem várias razões pelas quais o conteúdo produzido não reflete o que funciona melhor. O estudo de Venngage determinou que quase dois terços dos entrevistados descobriram que, consistentemente, produzindo visuais atraentes (36,7%) e produzindo imagens visuais bem projetadas (29,1%) foram os aspectos mais desafiadores da inclusão de imagens em seus esforços de marketing em redes sociais.

Os publicitários podem fazer algumas coisas para combater esses desafios, sendo uma produzir o seu material. Por exemplo, em seu discurso de abertura na conferência do World Media Marketing World de 2017, o fundador e CEO do Social Media Examiner, Michael Stelzner, falou sobre como tiraram fotos de seus eventos e as sobrepor em estatísticas ou citações interessantes.

3. Vídeo: maior aposta de 2017

O Periscope afirma que todos os dias, os usuários assistem 110 anos de vídeo ao vivo no aplicativo. No primeiro ano, o aplicativo apresentou 200 milhões de transmissões. O Livestream informa que 78% do público online assiste a transmissões de vídeo no Facebook Live e 80% preferem assistir a um vídeo ao vivo de uma marca do que ler uma postagem de blog. Em maio de 2017, a Edison Research informou que, dos 1.571 usuários de smartphones de 18 a 54 anos pesquisados, 30% vêem vídeos diariamente no Facebook Live e 23% transmitiram a vida em si mesmos.

A Webdam informou que 79% do tráfego da Internet será conteúdo de vídeo em 2018 e as postagens com vídeos obterão 3x o número de links de entrada do que as mensagens de texto simples. Esse mesmo estudo descobriu que, quando se trata de anúncios de vídeo, a receita de vídeo on-line cresce em 110% ao ano, o que é mais do que qualquer outro tipo de publicidade.

Essas estatísticas são interessantes, considerando que as informações apresentadas pelo estudo Venngage mostraram que apenas 15% dos profissionais s incorporavam o vídeo em suas postagens. A razão para isso poderia ser o fato de ser uma fronteira um pouco nova no marketing de redes sociais e os comerciantes podem ainda não ter certeza dos tipos de vídeos a serem produzidos.

Outra razão para a hesitação pode ser devido ao custo associado à produção de vídeos. Os departamentos de marketing orgulham-se de apresentar qualidade, conteúdo bem pensado, o que é importante, é claro. No que diz respeito ao vídeo, no entanto, a alta qualidade é freqüentemente equiparada a ser caro, devido aos custos de produção e mão-de-obra.

Quaisquer que sejam as razões para a hesitação, os comerciantes experientes sabem que está se tornando cada vez mais importante para eles entregar mensagens de marketing para o público através de um vídeo.

The 2017 Social Media Marketing Industry Report found that video is the content marketers most want to learn about.

O Relatório de Indústria de Marketing de Mídia Social 2017 descobriu que o vídeo é o conteúdo que os profissionais mais querem aprender sobre.

O que isso significa:

É um equívoco comum pensar que o vídeo deve ser profissional para ser eficaz nas mídias sociais. Isso nem sempre é o caso. Enquanto o conteúdo do vídeo deve ser interessante e útil, com o vídeo ao vivo não há expectativa de perfeição. Inclusive, os espectadores são mais receptivos ao vídeo ao vivo porque sabem que qualquer coisa pode acontecer quando a câmera está rodando ao vivo.

É importante notar, no entanto, que o público não é tão indulgente quando se trata de imagens preparadas. Existe uma expectativa de maior qualidade quando os telespectadores sabem que a empresa tem tempo para colocar esforços na criação de conteúdo de alta qualidade.

Se for apropriado para sua audiência, os publicitários devem “mergulhar” e dar uma tentativa ao vídeo ao vivo. Tal como acontece com qualquer outro tipo de conteúdo, a taxa de engajamento é o melhor indicador de sucesso.

Conclusão

Além de ter uma atenção mais curta, o público on-line de hoje é bombardeado com mensagens de marketing em todos os canais de mídia social. Como é o caso do marketing off-line tradicional, eles rapidamente se tornam dessensibilizados para as mensagens colocadas na frente deles. Cabe à equipe de marketing de redes sociais criar consistentemente um conteúdo atraente.

O que você acha? Quais os tipos de imagens que você usa no seu marketing de redes sociais? Quais os aspectos visuais mais eficazes com seu público-alvo? Compartilhe as suas experiências e opiniões nos comentários.

Publicação de conteúdo semanal com muito marketing digital feito pela equipe Mercado Binário,

Gostou desse conteúdo? Saiba tudo sobre Marketing Digital, no Canal MB!

E você já vendeu hoje? Confira nossos projetos de criação de site e vendas.