Campeões olímpicos são surpreendidos na final do vôlei de praia em Curitiba. Ágatha é bronze

Roger Pereira


Até o sol apareceu e o tempo esquento (um pouco) para as finais da etapa de Curitiba do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, a quarta do ranking nacional. E quem foi à arena montada no Parque Barigiui, neste domingo, acompanhou quatro grandes jogos que definiram o pódio da etapa paranaense.

No feminino, a etapa consagrou a experiente Juliana, oito vezes campeã do circuito mundial, que, desta vez ao lado de Taiana, venceu na capital paranaense pela quinta vez na carreira, consolidando a dupla na vice-liderança do circuito. Na decisão, elas venceram Elize e Rebecca, terceiras colocadas do ranking, por 2 sets a 0 (21/15, 21/16).

[insertmedia ID=64oK3jcmpvw]

Mas a torcida vibrou mesmo foi com a disputa do terceiro lugar do torneio feminino. Isso porque tinha uma curitibana em quadra, a vice-campeã olímpica Ágatha que, ao lado de Carol, tentava o primeiro pódio da nova parceria (formada exclusivamente para a disputa das etapas deste ano do circuito nacional). E o apoio da arena foi fundamental para levar a dupla a essa conquista inédita, derrotando as líderes do circuito, Larissa e Talita, por 2 sets a 0 (21/17, 21/16).

[insertmedia ID=EhQzs3xtxLg]

Ao Paraná Portal, Ágatha avaliou como extremamente positiva a parceria com Carol. “Estamos numa crescente, caímos nas quartas-de-final da primeira etapa que disputamos, ficamos em quarto na última e conquistamos o terceiro hoje. Eu queria muito conquistar essa medalha em casa, jogando na frente da minha família, da minha torcida, tendo na arquibancada gente que me viu começar a jogar vôlei”, disse. A jogadora curitibana também disse estar bastante empolgada para o início da dupla com Bárbara, a partir do início de 2017. “Será um trabalho muito lega e bem planejado visando todo o ciclo olímpicos. Teremos que ir com calam, dando um passo de cada vez, sem esperar resultados imediatos, até porque tem uma diferença bem grande de idade entre a gente, eu com 32 e ela com 18, que vamos adaptar neste período. O objetivo é chegar a 2020 em condições de ir aos jogos de Tóquio, mas tem muito vôlei para jogar até lá”, afirmou.

O jogo mais disputado do dia foi a decisão do torneio masculino. Em quadra, ninguém menos que os campeões olímpicos, Alísson e Bruno Schimdt. Do outro lado, no entanto, a dupla que lidera o ranking nacional, Álvaro Filho e Saymon. Com sets indo a pontos de desempate e uma série de viradas no placar, Alvaro e Saymon conquistaram a etapa por 2 sets a 1, (22/20, 19/21, 15/13), em 1h11 de partida. Saymon ainda teve que superar uma contusão no cotovelo, sofrida no final do segundo set, ao trombar com Bruno embaixo da rede.

[insertmedia ID=A470lDM7QZI]

A medalha de bronze ficou com os paraibanos Jô e Vitor Felipe, com vitória por 2 sets a 0 (21/17, 21/15) sobre Léo Gomes e Ferramenta (RJ).

WhatsApp Image 2016-11-20 at 15.23.15 WhatsApp Image 2016-11-20 at 15.23.00 WhatsApp Image 2016-11-20 at 15.24.07 WhatsApp Image 2016-11-20 at 15.24.07 (1)

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="398309" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]