Caio Blat surpreende o público lendo texto pela primeira vez na peça Blank

Francielly Azevedo


O texto é o mesmo, mas cada espetáculo reserva histórias diferentes. A peça Blank propõe que toda noite as lacunas nos papéis sejam completadas por um novo ator diante de um novo público. O escolhido para este domingo (02) foi Caio Blat, que arrancou risos da plateia.

A ideia nasceu da aclamada peça “Coelho Branco Coelho Vermelho”, do iraniano Nassim Soleimanpour. O ator recebe o texto lacrado em cima do palco, sem ter a chance de construir um personagem ou ler qualquer frase antes do espetáculo. “A premissa é que o ator ou a atriz não tenha contato com o texto previamente e nem converse sobre o assunto com alguém que já fez a peça”, conta a produtora Patricia Ceschi.

“O pesadelo de todo ator é chegar no palco e ter um branco. Então, nada melhor que interpretar uma peça com espaços em branco”, destacou Caio Blat.

A interação com o público ficou nítida logo nos primeiros minutos. As palavras gritadas pela plateia eram incluídas nos espaços em branco do texto e aos poucos a narrativa ia tomando corpo. Além disso, sempre que inseria algo que não estava escrito nos papéis o ator precisava dizer: “isso fui eu que acrescentei”.

Blat no início parecia nervoso, as mãos tremiam, mas logo se soltou e entrou na magia da construção de histórias. “Vamos nos divertir um pouco, apesar do pânico”, disse.

A justificativa de Nassim é que na vida não existe ensaios. Para ele as pessoas carregam histórias que qualquer dramaturgo sonharia em criar ou morreria para escrever. O espetáculo convida a pensar sobre a importância de prestar atenção nos detalhes da rotina diária e não esquecer que o tempo passa e a vida é um sopro.

Na próxima semana, estão previstas apresentações com os atores Camila Pitanga, Julia Lemmertz e Gregorio Duvivier.

 

[insertmedia id=bpmBBMmTYCI]

 

 

Previous ArticleNext Article
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.
[post_explorer post_id="422685" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]