Festival de Curitiba: Carmem Miranda é tema de peça sobre o amor

A peça ‘LovLovLov’ retorna a Curitiba a partir de amanhã para oito apresentações gratuitas dentro do projeto ‘Ações LovL..

Narley Resende - 28 de março de 2017, 10:54

A peça ‘LovLovLov’ retorna a Curitiba a partir de amanhã para oito apresentações gratuitas dentro do projeto ‘Ações LovLovLov’, que integra a edição atual do Festival de Teatro de Curitiba 2017.

A peça é construída em cima de um estudo minucioso da vida e das cartas de amor de Carmem Miranda, ícone da cultura brasileira.

Uma figura emblemática é exposta em uma espécie de vitrine, a partir de uma encenação de dois atores que dividem um espaço bipartido, onde se apresentam simultaneamente. O fato inusitado fica por conta da escolha que o espectador deve fazer: se fica do lado A ou do lado B.

O ator Fernando Proença explica como diversos aspectos de Carmem Miranda são colocados em cena. “Não existe a figura dela na peça, nos queremos transmitir isso de forma muito sutil e mostrar o lado de Carmem Miranda que ninguém explora muito”.

O tema central do espetáculo é justamente o amor, que é colocado em cena como um personagem. “O ponto central é falar sobre o amor desfacelado, da forma como é tratado nas cartas dela”.

No palco, os atores escrevem e narram essas cartas. “O drama e o terror ficam por conta dessa tentativa de amar que resulta em falência”, explica Proença.

Tanto o lado A quanto o lado B possuem suas especificidades, apesar de compartilharem o mesmo roteiro. “Ainda que o texto seja o mesmo, cada ator tem o seu jeito de interpretar. Por isso podemos dizer que o público irá assistir duas peças diferentes”, explica o ator.

Além da peça, o projeto oferece 4 oficinas sobre o processo de criação a cena. Beto Bruel, Edith de Camargo, Isabel Teixeira, Fernando de Proença, Diego Marchioro e Cindy Napoli realizarão, entre prática e teoria, encontros que pensam a cena e sua construção a partir da experiência vivida na criação do trabalho, além de um diálogo com a equipe sobre processo de criação.

As apresentações e oficinas, uma realização do Sesi-PR, acontecerão no Centro Cultural Sesi Heitor Stockler de França, com entrada franca.