O Poder do Aplauso marca o início do Festival de Teatro de Curitiba nesta terça

Após um ano de planejamento e alguns contratempos por conta de patrocínio, a 26ª edição do Festival de Teatro de Curitib..

Guilherme Grandi - 28 de março de 2017, 16:08

Após um ano de planejamento e alguns contratempos por conta de patrocínio, a 26ª edição do Festival de Teatro de Curitiba começa nesta terça (28) com a abertura das cortinas do grande auditório do Teatro Guaíra, logo mais a noite. Ao todo, são cerca de 350 espetáculos em cartaz até o dia 9 de abril em mais de 70 espaços da cidade, para todas as idades, horários e bolsos. É um motivo e tanto para ninguém poder dizer que não tem dinheiro para ir ao teatro, já que algumas das peças são de graça.

Segundo Leandro Knopholz, diretor do Festival, a maratona de espetáculos não é apenas de teatro. Ele conta que "cada vez é mais sutil a fronteira entre as linguagens dentro das artes cênicas, o que é circo, a ópera, o teatro, e o que o Festival faz é trazer todas estas performances". "Qualquer atração que seja entre público e palco faz parte da programação, em que os artistas precisam da plateia para mostrar seu trabalho", completa, em entrevista na manhã desta terça.

A limitação de patrocínios, como a saída da Prefeitura de Curitiba, e a polêmica com a Lei Rouanet não impediram que o Festival continuasse grande e crescesse ainda mais em 2017. Pelo segundo ano consecutivo, a curadoria do evento é feita pelo ator e diretor Guilherme Weber e pelo diretor Marcio Abreu, que usaram a frase "Só me interessa o que não é meu" como mote desta edição. O manifesto antropofágico de Oswald de Andrade sugere o convívio entre as diferenças, o que explica também a longevidade do Festival. "Manter um evento deste porte por 26 anos é um ato de resistência que sobreviveu a diferentes governos e gestões municipais", salienta Weber, um curitibano que tem o teatro correndo nas veias.

", "O Campeonato Interdrag de Gaymada" e "Involuntários da Pátria". Esta mistura de atrações e linguagens é "uma forma de aproximar as pessoas, os estilos, juntando artistas e público para se entreterem e descobrirem novidades", explica Leandro.

Para a abertura desta terça-feira (28), as cortinas do grande auditório do Teatro Guaíra vão se abrir para Fernanda Montenegro, que fará a apresentação solo de "Nelson Rodrigues por Ele Mesmo". A grande atriz do teatro brasileiro vai ler textos do autor e conversar sobre os sete anos de convívência que ela teve com o dramaturgo. O trabalho é baseado no livro homônimo da filha de Nelson, Sônia Rodrigues, e reúne crônicas não publicadas.

Além de Fernanda, vários nomes fortes das artes cênicas brasileiras estarão em Curitiba ao longo do Festival, entre eles Fernanda Torres, Andrea Beltrão, Grupo Galpão, Camila Pitanga, Caio Blat, Débora Bloch, Eduardo Moscovis, Júlia Lemmertz, Marcelo Serrado, Zé Celso Martinez e Renato Borghi.

Estreias nacionais

A Mostra principal do Festival de Teatro conta com oito estreias nacionais: ‘Blank’, ‘Eu Sou’, show de Gaby Amarantos, ‘Louca Pelo Cheiro do Mar’ e os cinco espetáculos que integram a II Curitiba. Destaque para a peça ‘Blank’, do aclamado dramaturgo iraniano Nassim Soleimanpour com texto traduzido por Maurício Ayer. A montagem terá Eduardo Moscovis, Débora Bloch, Caio Blat, Camila Pitanga, Julia Lemmertz e Gregório Duvivier no elenco.

Atribuindo ao público a responsabilidade de decidir sobre os caminhos do enredo, ‘Blank’ se transforma em uma máquina geradora de histórias em que é compartilhada a trajetória do dramaturgo, do performer e de um membro aleatório da plateia.

Fringe

A mostra paralela reúne 303 atrações em 53 espaços de Curitiba. Os espetáculos de rua totalizam 45: 12 em praças, 2 em terminais de ônibus e 3 em ruas da cidadania. São 11 mostras especiais (uma portuguesa, uma do Rio de Janeiro, uma de Minas Gerais e seis mostras locais). No total, são 66 atrações gratuitas, e 41 com a política ‘pague quanto vale’. Mais informações da programação podem ser obtidas pelo site.

Público infantil tem programação garantida

O Guritiba, com espetáculos voltados ao público infanto-juvenil, chega a sua 9ª edição no Festival de Curitiba 2017, com três peças apresentadas no Museu Oscar Niemeyer e Park Shopping Barigüi. A programação conta também com a XPerience, uma feira de ciências divertida e educativa e outros três eventos gratuitos e itinerantes.

Entretenimento para crianças e adultos

Mágica, malabarismo, comédia, teatro e muito mais fazem parte do MishMash, a atração de variedades para a famí- lia do Festival de Curitiba, programada para os dias 8 e 9 de abril no ParkCultural do Park Shopping Barigüi. Este ano, serão 20 artistas, que têm como objetivo divertir adultos e crianças.

Comédia quebra clima do festival com estilo

Um dos eventos paralelos mais disputados do Festival de Teatro, o Risorama, reúne em sua 14ª edição mais de 30 comediantes para garantir a diversão do público. Com a curadoria de Diogo Portugal, o Risorama reúne estão nomes como Rafael Portugal (Porta dos Fundos), Sérgio Mallandro, Evandro Santo (o Christian Pior) e Rafael Cortez (ex-CQC).

Festival também tem espaço para sabores

A 9.ª edição do Gastronomix – primeiro evento de gastronomia ao ar livre do país, que desde 2008 reúne no Festival de Curitiba profissionais da cozinha de distintas regiões do Brasil – ocorre nos dias 08 e 09 de abril, no MON (Museu Oscar Niemeyer), em Curitiba. O Gastronomix tem a curadoria do chef Celso Freire.

Iniciativa une público à arte

Através de ‘Interlocuções’, a Mostra do Festival de Teatro de Curitiba 2017 pretende promover a formação cultural e estreitar a relação dos espetáculos com um novo público.

A iniciativa realizará encontros, palestras, bate-papos, encontros de curadoria, crítica e dança, debates e oficinas gratuitas a partir desta quinta-feira, até o dia 9 de abril, no Paço da Liberdade.

O objetivo é promover todos os tipos de arte, em todas as suas formas, para que o público possa ter um real contato com o teatro e a cidade.

As atividades são dirigidas para os mais variados públicos, desde atores amadores a estudantes, escritores, bailarinos e performers, e muito mais.

Em evento especial, o dramaturgo Zé Celso Martinez, o ator Renato Borghi, o diretor Amir Haddad, Noilton Nunes e Elcio Nogueira, estarão presentes para apresentação do filme ‘O Rei da Vela’, seguido de debates, sob a mediação de Lúcia Camargo, dia 4 de abril. Será exibido o filme na íntegra, com duração de 3 horas.

Nessa data serão comemorados os 80 anos de Zé Celso e Borghi. As inscrições para as oficinas devem ser feitas pelo e-mail oficinas@festivaldecuritiba.com.br

Comida também vira arte

O evento mais saboroso do Festival de Teatro reú- ne grandes nomes da gastronomia nacional em paralelo aos palcos para uma verdadeira ‘mostra’ dos melhores pratos e quitutes de chefs renomados.

Nesta edição, serão ofertados 25 versões distintas de quitutes – com delícias para todos os paladares.

Entre os paranaenses, a dupla de chefs Giovanna Smaka e Guilherme Ceschim, proprietários de um restaurante, dão um toque jovem à culinária alemã e trazem para o Gastronomix o prato Spätzle com joelho de porco, farofa à pururuca e crispe de repolho roxo.

Para adoçar o paladar, cinco barracas com profissionais da cozinha da capital paranaense criaram versões para lá de açucaradas.

Polyana Batista apresenta o ‘Paris Brest’, que leva chocolate, sorvete de café, caramelo e avelãs laminadas.

Carolina Garofani vem com a torta assada de frutas vermelhas mais especiarias. Já Karyne Lankoski, traz as barrinhas de chocolate branco com maracujá e framboesa.

O evento conta com muitos outros pratos especiais, e acontece nos dias 08 e 09 de abril, das 12h às 20h. A entrada custa R$ 12.

Serviço:

26º Festival de Teatro de Curitiba

De 28 de março a 9 de abril em cerca de 70 espaços

Programação completa e ingressos estão disponíveis no site oficial do evento.