Paraná poderá produzir 42 milhões de toneladas de grãos

Lucian Pichetti - CBN Curitiba

Mudanças no zoneamento de risco do milho segunda safra

A safra de grãos 2020/2021 do Paraná poderá somar 42 milhões de toneladas, volume 3% superior ao do ciclo passado. A área total, de 10,2 milhões de hectares, é 2% maior. As informações são do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

O relatório mensal, divulgado nessa semana, inclui a primeira estimativa da safra de inverno, cuja produção deve ser de 4,5 milhões de toneladas em 1,4 milhão de hectares. Do total, 3,8 milhões de toneladas correspondem à cultura do trigo, volume 21% maior do que na safra passada.

Entre os dados divulgados neste mês, também destacam-se a evolução da colheita da soja (75%) e do milho da primeira safra (74%), culturas impactadas pela seca no início da safra e, posteriormente, pelo excesso de chuvas.

O chefe do Deral, Salatiel Turra, disse que apesar das dificuldades devido aos fatores climáticos, os produtores de soja estão bem remunerados.

“Apesar de toda diversidade climática, como escassez de chuva, a soja ainda está apresentando uma produtividade interessante e também uma produção bastante considerável. Atualmente estamos com 75% da área do Paraná já colhida e a expectativa é acelerar cada vez mais.”

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="753963" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]