Ligeirinho derruba postes e bloqueia avenida Marechal Floriano

Veículo da linha Boqueirão/Centro Cívico tentou desviar de um carro e provocou o acidente. Dois carros também foram atingidos, mas ninguém ficou ferido.

Redação - 27 de abril de 2022, 13:04

(Foto: Divulgação/Setran)
(Foto: Divulgação/Setran)

Um ônibus ligeirinho derrubou postes na manhã desta quarta-feira (27) na avenida Marechal Floriano Peixoto, no bairro Parolin, em Curitiba. O veículo da linha Boqueirão/Centro Cívico tentou desviar de um carro e atingiu um poste, que derrubou outros dois em sequência, e bloqueou a via nos sentidos Centro e bairro

No acidente, dois carros também foram atingidos com a queda dos postes. Ninguém ficou ferido, nem os cerca de 60 passageiros e passageiras do ônibus, nem os ocupantes dos outros automóveis.

Toda a região ficou sem energia, entre os cruzamentos da avenida com as ruas Chanceler Lauro Müller e Professor Plácido e Silva, além da rua Aluízo FInzetto. Agentes da Setran (Superintendência de Trânsito) fizeram a orientação sobre o trânsito no local aos motoristas que passam pela região. A via foi totalmente liberada por volta das 15h30.

COMO ACONTECEU O ACIDENTE COM O LIGEIRINHO 

O ligeirinho Boqueirão/Centro Cívico passava pela avenida Marechal Floriano Peixoto, próximo ao TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) e a uma concessionária de veículos da Renault.

"O ônibus foi desviar de um veículo que veio na direção dele e enroscou o retrovisor num dos postes. Nisso, um pouco das fiações desse poste entrou em contato com o ônibus. Como teve uma atração da fiação, junto com uma quebra de tensão, houve uma ruptura do poste, juntamente com outros dois", explica o tenente Fogaça, do Corpo de Bombeiros, que fez o atendimento no local.

O acidente foi visto por moradores e pessoas que trabalham na região, como no caso de Washington Correa Junior. "Eu tinha acabado de abrir o portão [do trabalho]. O ônibus, um pouco mais pra frente, passou e derrubou os postes, um atrás do outro, e em cima dos carros. Quando eu vi, já tinha acontecido, fez uma explosão", afirmou em entrevista à BandNews FM Curitiba.