Unidades de Saúde exclusivas para sintomas respiratórios não abrem neste sábado (5)

Decisão foi tomada pela Secretaria Municipal da Saúde após verificar queda de quase 80% na procura por atendimento nos últimos sábados.

Redação - 05 de fevereiro de 2022, 08:02

Foto: Hully Paiva/SMCS
Foto: Hully Paiva/SMCS

As 12 Unidades de Saúde exclusivas para atendimento de pessoas com sintomas respiratórios não abrirão neste sábado (5) em Curitiba. A decisão foi tomada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) após verificar queda de quase 80% na procura por atendimento nos últimos sábados, em comparação com a média nos dias de semana.

Com a estabilidade nos indicadores da pandemia, as unidades voltam a atender na segunda-feira (7), das 7h às 19h.

Tendência de queda nos indicadores Covid

Além da queda na procura por atendimento nas unidades de saúde especializadas no atendimento de sintomáticos respiratórios, a análise dos indicadores da pandemia (semana 27 de janeiro a 2 de fevereiro) apontam tendência de queda em Curitiba.

A taxa de retransmissão do vírus, que indica o número de novos contaminados para cada pessoa que estiver na fase ativa da doença, está em 0,77 – menor que há sete dias, quando o número estava em 1,07. O indicador abaixo de 1 demonstra desaceleração da pandemia.

Teleatendimento funciona aos sábados e domingos

Também está em queda a média móvel de casos confirmados por data da coleta do exame, que está em 2.263, redução de 30,6% com relação a semana anterior que estava em 3.262.

A SMS orienta, ainda, para que as pessoas com sintomas leves deem preferência para o atendimento pela Central 3350-9000 antes de se deslocar para um serviço de saúde. Por telefone, o usuário poderá ter seu caso avaliado por profissionais da Saúde, com os encaminhamentos necessários e agendamento de coleta de exame no período certo.

A Central funciona das 8h às 20h, inclusive aos sábados e domingos. Nesse canal, quem suspeitar ter sido contaminado por covid-19 ou gripe será atendido por profissionais de saúde sem sair de casa e sem o risco de contaminar ou ser contaminado pelos vírus ao buscar atendimento presencial.

A pessoa também poderá ter a indicação e o agendamento de exame para data mais adequada, que deve ser feito entre o terceiro e o quinto dia do início dos sintomas. A coleta não deve ser imediata, pois aumentam as chances de falso negativo devido à baixa carga viral.

Pela Central é possível receber orientação profissional, prescrição de medicamento para tratar os sintomas e também receber o termo de isolamento, tudo isso sem a necessidade de sair do conforto de casa.

Já as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), destinadas ao atendimento de casos de urgência e emergência em saúde e que acarretam em risco à vida do paciente ou agravamento do quadro de saúde, abrem normalmente durante o final de semana.

Apesar disso, a SMS reforça para a que a população evite se deslocar para as UPAs em casos de sintomas leves, nessas situações deve-se sempre optar pelo teleatendimento.