Violência doméstica: estudantes criam campanha para ajudar mulheres durante pandemia

Amanda Koiv

violência doméstica, violência contra a mulher, paraná, estudantes, curitiba, projeto, campanha, você nunca estará sozinha,denuncia

Diante do aumento de casos de violência doméstica durante a pandemia da Covid-19, uma campanha de combate à esse tipo de violência ganhou espaço nos prédios, comércios e outdoors de Curitiba e região. O projeto “Você Nunca Estará Sozinha” foi idealizado por dois estudantes curitibanos com o objetivo de divulgar as formas de denúncia de violência contra a mulher, sendo a principal delas o telefone 180.

A jovem Paola Nogaroli, 17 anos, conta que tudo começou como um trabalho escolar. Ela e o amigo Artur Cintra, 16 anos, criaram a campanha para uma disciplina que, de acordo com a estudante, fala bastante sobre sociedade e procura fazer com que os jovens estejam engajados em encontrar soluções que amenizem os problemas da comunidade.

“Nós percebemos que durante o período de isolamento social a quantidade de denúncias de violência contra a mulher aumentou muito, por isso decidimos criar esse projeto”, disse a estudante.

Em abril, quando se iniciou o isolamento social necessário para a contenção do avanço do novo coronavírus, as denúncias de violência contra a mulher recebidas no canal 180 deu um salto: cresceu quase 40% em comparação com o mesmo período do ano passado, conforme os dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMDH).

No Paraná, 26.228 casos de violência doméstica foram notificados, de janeiro a junho – um aumento de 24,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

“O que mais me preocupa não são os números gritantes de notificações, mas as pessoas que não conseguem denunciar”, explicou Artur.

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: “VOCÊ NUNCA ESTARÁ SOZINHA”

A campanha começou apenas com a construção dos cartazes para serem espalhados pela cidade, nos prédios de familiares, amigos e professores, mas foi crescendo e ganhou também uma landing page onde é possível encontrar informações completas sobre o tema: entrevistas, depoimentos, dados estatísticos e números de denúncia que oferecem apoio às vítimas.

A mais recente novidade, contudo, veio de uma parceria com um colega de Paola. O campeão de taekwondo Matheus Thomé, em conjunto com a academia do professor Caio Andrade, gravou vídeos ensinando técnicas de defesa pessoal em situações específicas para mulheres, que agora estão disponíveis na landing page do projeto.

Outras parcerias também ajudaram a dar maior visibilidade à campanha: a rede de supermercados Cidade Canção, em Maringá, espalhou os cartazes em mais de 60 sedes da rede, enquanto a empresa Outdoor Mídia possibilitou a exposição em diferentes pontos de Curitiba.

“Cabe a nós enquanto sociedade proteger essas mulheres que estão sendo vítimas de diferentes formas de agressão. Espero conseguir ajudar alguém”, concluiu Paola.

estudantes, campanha, curitiba, violência doméstica, violência contra a mulher
Cartaz da campanha “Você Nunca Estará Sozinha” exposto em elevador de edifício em Curitiba

*** Amanda Koiv é estagiária de Jornalismo e escreve sob a supervisão da Jornalista Ana Cláudia Freire

Previous ArticleNext Article