Vacinação contra covid-19 deve ser adiada para o dia 21 em todo país

Redação

vacinação covid-19 adiada curitiba brasil

O início da vacinação contra a covid-19 em todo o Brasil deverá ser adiada do dia 20 para o dia 21 de janeiro. A informação foi divulgada pelo presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette (PSB), que esteve na reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na manhã desta quinta-feira (14). Após a reunião, diversos prefeitos, incluindo Rafael Greca (DEM), de Curitiba, confirmou que a vacinação começaria dia 20.

“O ministro da Saúde deu a data de 20 de janeiro para início da vacinação, mas condicionado à aprovação das vacinas AstraZeneca e CoronaVac, além da questão de logística do voo. Quando terminou a reunião, fui informado sobre o atraso no voo que sairia hoje. [Por isso], a data para início da vacinação deve ir do dia 20 para o dia 21 em todo o Brasil”, afirmou Donizette em entrevista à GloboNews.

O governo federal vai distribuir as doses das vacinas de acordo com a proporção populacional e determinou que todos os municípios do país comecem a aplicar os imunizantes no mesmo dia. A expectativa é que cerca de 5 milhões de brasileiros devem ser vacinados nessa primeira fase.

ADIAMENTO DO AVIÃO RESULTA NO ATRASO DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19

O avião da companhia Azul, responsável por buscar dois milhões de vacinas contra a covid-19, estava previsto para decolar rumo à Índia nesta quinta-feira (14). No entanto, o Ministério da Saúde divulgou no início da tarde que o voo foi adiado por algumas horas devido a questões logísticas internacionais.

Dessa forma, a aeronave deve partir de Viracopos, em Campinas, para o Recife nesta tarde e ficará na capital de Pernambuco até às 23h desta sexta (15), quando está programa a decolagem para Mumbai, na Índia. Além disso, não há definição sobre a data de volta. A data, que pode atrasar ainda mais o plano de imunização, está sendo debatido pelo governo federal em conjunto com a Azul.

A expectativa é que a carga tenha um peso de 15 toneladas. Além da chegada das vacinas ao Brasil, vale lembrar que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) precisa aprovar o uso emergencial dos imunizantes. Uma reunião dos diretores da agência está prevista para esse domingo (17) para que as vacinas sejam aprovadas.

Previous ArticleNext Article