City vence o PSG e vai disputar a final da Champions pela 1ª vez na história

Vinicius Cordeiro

manchester city psg champions neymar

O Manchester City está na final da Champions League pela primeira vez na história. Com propriedade, o time comandado por Pep Guardiola venceu o PSG por 2 a 0. Com Neymar apagado e sem Mbappé, os franceses viram Mahrez brilhar. O argelino anotou os dois gols dos ingleses, que já haviam triunfado por 2 a 1 no jogo de ida. Ou seja, o placar agregado ficou 4 a 1.

O duelo desta terça-feira (4) foi realizado no Ettihad Stadium, na Inglaterra, e ainda ficou marcado pela neve no gramado durante o primeiro tempo.

O City espera agora pelo confronto decisivo entre Chelsea e Real Madrid para conhecer o adversário na decisão. A final da Champions está marcada para o dia 29 de maio, no Estádio Olímpico Atatürk, em Istanbul, na Turquia.

Além disso, o Manchester City ainda pode se sagrar campeão da Premier League no próximo sábado (8), às 13h30 (horário de Brasília). Líder isolado com 80 pontos, 13 de vantagem sobre o rival Manchester United, o City encara o Chelsea.

Do outro lado, o PSG tenta salvar a temporada com o título do Campeonato Francês. O time estrelado por Neymar é o vice-líder da Ligue 1 com 75 pontos, um a menos que o Lille. No próximo domingo (9), às 16h, a equipe de Mauricio Pochettino visita o Rennes.

NEYMAR JOGA MAL E CITY DÁ AULA DE CONTRA-ATAQUE

Neymar não teve bom desempenho contra o City. (Divulgação/PSG)

O PSG até demonstrou força no início do duelo. Logo aos quatro minutos, a arbitragem teve que usar o VAR para desmarcar um pênalti inexistente de Zinchenko.

Contudo, o Manchester abriu o placar logo aos 11 minutos. O goleiro Ederson lançou Zinchenko, que passou para De Bruyne. O belga chutou travado, mas a bola sobrou para Mahrez concluir de perna direita e abrir o placar.

Depois disso, o zagueiro Marquinhos aproveitou o cruzamento de Di Maria e testou firme para carimbar o travessão. A partir daí, o jogo ficou muito mais disputado fisicamente, com faltas duras para os dois lados.

Já no segundo tempo, o segundo gol foi uma aula de contra-ataque. Zinchenko desarmou já armando a saída rápida e Foden tabelou com De Bruyne. O jovem inglês ganhou do marcador na corrida e cruzou rasteiro para Mahrez garantir o City na final da Champions.

O descontrole bateu nos parisienses, que ainda tiveram Di Maria expulso após o argentino ter dado um pisão em Fernandinho.

Com um homem a mais, os ingleses controlaram a partida e só passaram um susto quando Neymar arrancou. Contudo, o camisa 10 não tocou para Icardi e acabou bloqueado por Zinchenko. Por fim, Phil Foden ficou trave com um chute rasteiro, quase ampliando o placar.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="762047" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]