Gustavo Morínigo analisa empate do Coritiba em campo ruim: “Não havia outra forma de jogar”

Pedro Melo

morínigo-coritiba-paranaense

O técnico Gustavo Morínigo afirmou que “não havia outra forma de jogar” no gramado prejudicado da Estradinha, em Paranaguá. O Coritiba empatou com o Cianorte em 1 a 1, caiu para a sexta colocação e ainda não se classificou para as quartas de final do Campeonato Paranaense.

“Não havia outra forma de jogar com as condições que tínhamos. Tivemos que sacrificar muitos jogadores e o nosso futebol. O que treinamos no dia a dia é totalmente diferente”, disse o treinador, em entrevista coletiva após a partida em Paranaguá.

Morínigo ainda comemorou o fato de nenhum jogador ter se machucado. “Hoje foi um jogo muito difícil e complicado. Não estava nas melhores condições climáticas e o campo sofreu. Vamos analisar a partida agora, ver o que foi positivo, que nossos jogadores saíram bem, sem lesões maiores, que poderiam impedir para o próximo jogo”, comentou.

Próxima partida do Coritiba novamente em Paranaguá

A última partida do Coritiba na fase de classificação do Paranaense é de novo na Estradinha. O Coxa joga como visitante contra o Rio Branco, no sábado (15), às 11h30. Sem saber a condição do gramado, Morínigo evita projetar como será o jogo.
“Muito difícil de jogar e falar também no que pode acontecer na última partida. Repito, é se adaptar as condições e se forem boas, procurar fazer o nosso futebol. E se continuar igual, não vai ser muito difícil do que foi hoje. Temos a responsabilidade de sair com os pontos”, falou o treinador.
Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="763641" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]