Jornalistas analisam sobre o que esperar do Athletico em 2022

O Athletico teve um dos seus melhores anos na história com a conquista do bicampeonato da Sul-Americana e o vice da Copa..

Pedro Melo - 01 de janeiro de 2022, 12:30

(Geraldo Bubniak/AGB)
(Geraldo Bubniak/AGB)

O Athletico teve um dos seus melhores anos na história com a conquista do bicampeonato da Sul-Americana e o vice da Copa do Brasil. A expectativa agora aumenta em mais um ano com participação na Libertadores. Por isso, a reportagem do Paraná Portal ouviu a opinião de jornalistas paranaenses para saber o que esperar do Furacão para a temporada de 2022.

Os jornalistas convidados são Ayrton Baptista Júnior, apresentador e produtor da rádio CBN Curitiba; Gabriel Carriconde, narrador da rádio Cidade; Elísio Júnior, narrador da rádio Banda B; Rafael Morientes, repórter da rádio CBN Londrina e da CBF TV; e Cesinha Oliveira, repórter da rádio Norte FM e da CBF TV.

CONFIRA AS OPINIÕES DOS JORNALISTAS SOBRE O QUE ESPERAR DO ATHLETICO EM 2022

GABRIEL CARRICONDE - NARRADOR DA RÁDIO CIDADE

A expectativa é cada vez melhor com o decorrer do tempo no Athletico. O clube vem se organizando a décadas para chegar nas grandes decisões, mas apesar da boa campanha deste ano na Copa do Brasil e na Sul-Americana, no Campeonato Brasileiro acabou passando sufoco porque faltou elenco. Furacão precisa contratar mais se quer almejar o que o seu presidente, uma Libertadores, um bicampeonato nacional ou até o mundial. Para ser grande precisa pensar grande, e isso o Athletico faz bem, mas também precisa pagar o preço que não é barato para ter um time vitorioso.

AYRTON BAPTISTA JUNIOR – APRESENTADOR E PRODUTOR DA RÁDIO CBN CURITIBA

­O primeiro desafio do Athletico para 2022 é encontrar um substituto à altura de Nikão.

Com a saída de Nikão, Terans passa a ser o único titular incontestável entre meias e atacantes.

E a vinda deste substituto vai indicar como o Athletico pretende usar em 2022 o dinheiro das premiações de 2021.

Nas duas últimas participações em Libertadores, o rubro-negro chegou às oitavas-de-final, sendo eliminado pelas potências Boca Juniors (2019) e River Plate (2020).

Acredito que a meta para 2022 seja subir, pelo menos, um degrau na escala da Libertadores.

ELÍSIO JÚNIOR – NARRADOR DA RÁDIO BANDA B

Expectativa de um ano bom para o Athletico. Campeão da Sul-Americana, vice da Copa do Brasil, acredito que o Athletico vem fortalecido para 2022, participando da Libertadores. É claro que precisa se reforçar. Athletico mostrou que tem um bom time titular, porém, falta conjunto. Tem que ir ao mercado buscar novas peças para ter a mesma força no banco de reservas. O ano de 2021 foi muito positivo, apesar da derrota na final da Copa do Brasil. Fez uma boa campanha na Sul-Americana e na Copa do Brasil. Em 2022, vai ter que priorizar também o Brasileiro. Se deixar para trás, pode se complicar na reta final. Foi o que quase aconteceu em 2021.

Espero um ano de 2022 bom para o Athletico. Fazendo contratações, tem tudo para fazer um bom ano na Libertadores, no Brasileiro e na Copa do Brasil. A expectativa é de uma boa participação nas competições, exceto no Paranaense, onde não dá valor há muito tempo.

RAFAEL MORIENTES – REPÓRTER DA RÁDIO CBN LONDRINA E DA CBF TV

O Athletico é um time consolidado no cenário internacional, disputando e vencendo a Sul-Americana por duas vezes. É um elenco muito bem, que vai brigar, e muito, pela Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, pode brigar por uma vaga na Libertadores. A organização do Athletico é algo que a gente tem que invejar. Tem que olhar, admirar e tentar copiar.

CESINHA OLIVEIRA – REPÓRTER DA RÁDIO NORTE FM E DA CBF TV

Athletico mostrou sua força em 2021. É um time que tem uma administração invejável, conquistas importantes e acertou na manutenção do Alberto Valentim na comissão técnica. Tem tudo pra chegar ainda mais longe na Libertadores e quem sabe até beliscar um título.