Londrina repudia caso de racismo contra Celsinho e nota do Brusque

Redação

Londrina Brusque nota oficial caso racismo Celsinho

O Londrina publicou uma nota oficial para manifestar o repúdio pelo terceiro caso de racismo sofrido pelo meia Celsinho durante a partida contra o Brusque, no último sábado (28). O time paranaense ainda criticou a primeira nota oficial do time catarinense que acusou o jogador de mentir sobre o assunto.

“BASTA! Até quando conviveremos com estes insultos criminosos?! Não dá para tolerar ou aceitar que ainda haja pessoas que pratiquem atos de racismo!! Continuaremos com a nossa luta diária, rechaçando e adotando as diligências cabíveis a cada atitude criminosa perpetrada neste sentido”, criticou o Londrina, em trecho da nota oficial.

Essa é a terceira vez, em menos de dois meses, que Celsinho é alvo de ataques racistas. No jogo contra o Goiás, no dia 17 de julho, o narrador e um comentarista da Rádio Bandeirantes Goiânia usaram termos como “cabelo pesado”, “bandeira de feijão” e “um negócio imundo” para comentar a atuação do meia. Os dois pediram desculpas nas redes sociais, mas foram afastados.

Já no duelo entre Remo e Londrina, o narrador Cláudio Guimarães, da Rádio Clube do Pará, falou que Celsinho estava com “cabelo meio ninho de cupim”. Assim como os colegas de Goiânia, o locutor foi afastado e pediu desculpas.

CONFIRA A NOTA OFICIAL DO LONDRINA

O LONDRINA ESPORTE CLUBE vem a público manifestar o seu repleto repúdio e consternação quanto aos atos de racismo que vêm sendo reiteradamente praticados em face do nosso atleta Celsinho.

Infelizmente, novamente o atleta fora alvo deste odioso crime, o qual se deu na partida realizada entre Brusque Futebol Clube x Londrina Esporte Clube, realizada em 28/08/2021, ocasião em que uma pessoa que estava na arquibancada do Estádio Augusto Bauer, devidamente autorizada pelo Brusque Futebol Clube, – pois pelo protocolo é o que tem autonomia para tanto, – proferiu as seguintes palavras em face do nosso meia: “vai cortar esse cabelo, essa cachopa de abelha”. Na súmula da partida consta que o ato foi praticado por Júlio Antônio Petermann, o qual fazia parte do staff da equipe de Brusque.

BASTA! Até quando conviveremos com estes insultos criminosos?! Não dá para tolerar ou aceitar que ainda haja pessoas que pratiquem atos de racismo!! Continuaremos com a nossa luta diária, rechaçando e adotando as diligências cabíveis a cada atitude criminosa perpetrada neste sentido.

Não nos calaremos e, jamais aceitaremos!! Repisamos: RACISMO NÃO! Nosso incondicional apoio ao atleta Celsinho, um pai de família que uma vez mais está profundamente abalado com este ataque gratuito e deveras ofensivo!

Essa luta é do Londrina Esporte Clube, bem como de toda a sociedade e não iremos nos intimidar diante destes atos criminosos e covardes!

Referente a nota oficial do Brusque Futebol Clube

Na noite do domingo (29), fomos surpreendidos com a nota oficial do Brusque Futebol Clube, a qual relativiza a injúria racial praticada por pessoas ligadas ao clube catarinense e ainda suscita a hipótese de que a vítima, Celso Honorato Junior, teria criado uma falsa imputação como “artifício esportivo”.

É lamentável, inadmissível, a postura do Brusque Futebol Clube diante desta situação!! O fato ocorreu, é certo! Há diversas testemunhas que presenciaram a injúria racial citada! É absurdo que a referida entidade de prática desportiva desvirtue a gravidade dos fatos, tentando ainda terceirizar a responsabilidade para a vítima.

Inclusive, atletas do próprio clube catarinense, após a divulgação da nota oficial, publicaram em suas redes sociais manifestações contra o racismo, aderindo à luta, mostrando assim, o quão desrespeitoso e repugnante foi o posicionamento do Brusque Futebol Clube.

O racismo é assunto sério e jamais seria utilizado como artifício esportivo pelo atleta, o qual vem sofrendo ataques racistas nessa competição e está envolvido sim neste tipo de episódio, como citado pelo Brusque em sua nota, pois infelizmente ainda há no mundo pessoas irracionais, racistas, que querem atacar e desconstruir essa luta.

Nossos ídolos do futebol são negros! Nosso país é miscigenado tendo a população negra como maioria! Somos todos brasileiros! Somos todos iguais! Essa luta jamais será desconstruída, ao contrário, ela será combatida diariamente!

O Londrina Esporte Clube após reunião realizada com o atleta nesta tarde, colocou, novamente, todo o seu departamento jurídico à disposição do mesmo e também tomará as medidas cabíveis contra a equipe catarinense e o responsável pelo ato, principalmente, nas esferas criminal, cível e desportiva, tendo em vista que há o amparo legal perante o Judiciário Brasileiro e a Justiça Desportiva para punir atos repugnantes como este, a fim de não serem mais praticados!

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="786864" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]