República Tcheca se aproveita de expulsão e elimina a Holanda da Eurocopa

Folhapress

República Tcheca Holanda Eurocopa

A República Tcheca surpreendeu a Holanda e se classificou às quartas de final da Eurocopa. Neste domingo (27), os tchecos se aproveitaram de uma expulsão holandesa e venceram por 2 a 0, em Budapeste.

Tomas Holes e Patrik Schick anotaram os gols da seleção do leste europeu, que repete sua campanha de 2012 e busca a primeira semifinal do país desde 2004, quando perderam para a Grécia, que terminaria campeã naquela edição do torneio.

Mas o grande sonho de todos os tchecos é reviver a Euro de 1976, quando conquistaram o título sobre a Alemanha, ainda como Tchecoslováquia. O meia-atacante Antonín Panenka entrou para a eternidade ao cobrar o pênalti decisivo com uma cavadinha.

O gesto ousado daria nome a esse estilo de penalidade, que até hoje é chamado de “Panenka” no futebol europeu.
Nas quartas de final, a República Tcheca enfrenta a Dinamarca, no próximo sábado (3), em Baku, no Azerbaijão.

Já a Holanda se despede da Eurocopa e soma essa eliminação às seguidas frustrações dos últimos anos. A seleção, que não foi à Copa do Mundo de 2018, também nao havia se classificado à Euro de 2016. Em 2012, na sua última participação no torneio europeu, foi eliminada ainda na fase de grupos.

Neste domingo, a Holanda encontrou dificuldades para jogar e esbarrou nas linhas compactas da equipe tcheca, que não permitiram aos holandeses os espaços no campo de ataque.

O time comandado por Frank De Boer teve a oportunidade de enfim furar esse bloqueio com Malen, no início do segundo tempo, mas cara a cara com o goleiro adversário, o atacante não conseguiu completar o drible em Vaclík, que saiu bem e ficou com a bola.

Na sequência, a vida dos holandeses ficou ainda mais complicada. O zagueiro De Ligt desviou a bola com a mão na altura da meia-lua e, após checagem do lance no VAR, o árbitro Sergei Karasev trocou o cartão amarelo pelo vermelho e expulsou o defensor da Juventus.

A expulsão mudou o jogo de cara e não demorou para que a República Tcheca abrisse o placar. Aos 23 minutos do segundo tempo, Barák cobrou falta na segunda trave, o goleiro Stekelenburg ficou no meio do caminho e Kalas cabeceou para o meio da pequena área. Holes, livre de marcação, testou para colocar os tchecos em vantagem.

O homem que abriu o placar ainda ajudou a seleção tcheca a chegar ao segundo gol e definir a partida. Aos 35, Holes aproveitou uma bola perdida no meio de campo, arrancou até a área holandesa e tocou para trás. Patrik Schick acompanhou a jogada e bateu no canto de Stekelenburg para anotar seu quarto na Euro e colocar a República Tcheca na próxima fase.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="772334" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]