Laboratório completa 30 anos e fecha 2020 com crescimento

Redação

laboratório Lanac completa 30 anos

O Lanac – Laboratório de Análises Clínicas chega aos 30 anos com 62 unidades de coleta e  mais de 500 funcionários. O trabalho começou há 30 anos, em uma pequena sala dentro do Hospital das Nações. Ali, os bioquímicos Marcos Kozlowski e Elisete Sabedotti estruturaram um posto de coleta para atender as demandas do hospital. No primeiro ano de funcionamento, a empresa já realizava 1,5 mil  exames por mês.

Num primeiro momento, pandemia da Covid-19 impactou fortemente a empresa. Entre março e julho, o Lanac teve uma queda de 70% nos exames realizados. “As pessoas estavam com medo de sair de casa e, por consequência, deixaram os exames de lado. E nós empregamos mais de 500 colaboradores, que nessa época, mais do que nunca, precisavam trabalhar”, lembra Kozlowski.

No começo da pandemia, o laboratório passou a oferecer o teste rápido. Mas a chance de erro de 75% nos resultados negativos e 14% nos positivos ainda não era a ideal. Em junho, adquiriu um novo teste, fabricado pela farmacêutica Roche e aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Esse novo teste tem resultado previsto para o mesmo dia da coleta de sangue, e com 99,8% de sensibilidade para anticorpos contra o Sars-CoV-2 e especificidade maior que 99,8%, o que diminui a probabilidade de falsos positivos e negativos.

10 mil testes no laboratório em dezembro

“Entre junho e setembro, fizemos em média 6.600 testes mensais para coronavírus. De outubro a dezembro, registramos aumento de 50% no número de exames, chegando a 10 mil testes realizados em dezembro, entre sorológicos e RT-PCR. O último, é realizado em parceria com o Genoprimer, laboratório especialista em diagnóstico molecular.”

A empresa adquiriu em junho o Cobas E 801, equipamento capaz de duplicar a capacidade de testes de imunologia sem aumentar a necessidade de espaço físico. Fabricado pela Roche e aprovado pela Anvisa, o equipamento realiza mais de 1.200 exames por hora, entre eles os testes sorológicos da Covid-19, exames de doenças infecciosas e hormônios. “A alta da demanda pela testagem da doença garantiu que passássemos pela pandemia sem diminuir o quadro de colaboradores. Fechamos 2021 com mais de 500 profissionais contratados”, conta.

O Lanac conta com 62 unidades de coleta em diversos bairros de Curitiba, além da Região Metropolitana, Ponta Grossa, Palmeira e Rio Branco do Sul, e é responsável pela demanda hospitalar e ambulatorial de sete hospitais do Estado: Hospital das Nações, Hospital Pilar, Instituto de Neurologia de Curitiba – Hospital INC, Hospital do Rocio, Santa Casa, Hospital Vita Curitiba e Hospital Vita Batel. Durante a pandemia, passou a oferecer seus serviços também para o Instituto de Medicina, reaberto em julho pela prefeitura de Curitiba com leitos exclusivos para pacientes com Covid-19.

Hoje, os serviços chegam a 650 mil exames mensais. São mais de 2 mil tipos de exames, além de coleta domiciliar e assessoria científica para médicos.

 

Leia também: Vacinação contra a Covid-19 começa nesta segunda-feira (18), diz Pazuello

 

Previous ArticleNext Article