Explosão de dinamite provocou tragédia em Curitiba no ano de 1976

 

Em setembro de 1976, o estrondo de uma explosão foi ouvido em toda a cidade. Um caminhão, que transportava uma tonelada e meia de dinamite,  pegou fogo e explodiu, deixando dois mortos e dezenas de feridos no bairro Cabral.

 

Vídeo produzido para a TV Band Paraná sobre o caso.

 

O jornalista Ney Hamilton foi um dos primeiros a chegar. Ele trabalhava no Instituto de Biologia (Depois Tecpar) , que ficava na Rua dos Funcionários, a uma dez quadras.  Com o estrondo os vidros do laboratório cairam no chão.

Ele foi ver o que tinha acontecido, pensando ser uma queda de avião. Mais perto, pela coluna de fumaça, imaginou ser a explosão de um posto na Avenida Munhoz da Rocha. Ficou impressionado pelo numero pássaros mortos ao longo do caminho. E com os vidros de casas que quebraram, a quase um quilometro, em ondas de maior ou menor intensidade.

No local o caminhão em pedaços não era mais identificado, havia uma cratera e um pedestre morto, atingido por parte do motor do caminhão. Ao redor as casas de madeira estavam destruídas ou destelhadas, e os fios de luz estavam no chão.

Parte do motor do caminhão foi parar em cima da marquise da Fábrica de Biscoitos Lucinda, que ficava a mais de 100 metros do local da explosão. A tragédia só não teve mais vítimas porque o motorista e o ajudante do caminhão viram o fogo,  e sairam gritando para alertar os moradores. Veja mais detalhes no vídeo abaixo.

.

Clique aqui  para encontrar outras publicações desta coluna.

 

Clique aqui para encontrar o grupo Memória de Curitiba, criado por esta coluna no Facebook.

 

Contato com José Wille.

.

.

.

jose.wille

Cinco bairros tiveram alterações de trânsito para eventos esportivos

Da SMCS

Ruas dos bairros Tarumã, Jardim Social, Rebouças, Centro e Batel terão alterações de trânsito na manhã de domingo (27) em razão de eventos esportivos. Na região do Tarumã será disputada a Corrida Cavalaria PMPR – Coronel Dulcídio.

A largada será às 7h30 em frente ao Regimento de Cavalaria Montada da Polícia Militar, na Rua Konrad Adenauer. A chegada está prevista para as 9h, no mesmo local.

O percurso vai passar pelas ruas Konrad Adenauer, Avenida Victor Ferreira do Amaral, Rua Monte Castelo, Arcésio Guimarães, Nagib Daher, Affonso Penna, Bandeirantes Dias Cortês, Avenida República do Líbano, Comendador Alfredo Munhoz, Avenida Edgard Stelfeld, Alexandre de Gusmão e Raphael Papa.

No retorno os atletas passam novamente pela Victor Ferreira do Amaral e acessam a Konrad Adenauer. A corrida terá apoio dos agentes do BPTran, da Polícia Militar.

corrida rua pm

Mercado Municipal

Na manhã de domingo também será feito o 2º Passeio Ciclístico do Mercado Municipal de Curitiba. A largada será às 9h30, na Avenida Sete de Setembro, em frente à entrada do Mercado Municipal. O evento faz parte das comemorações dos 59 anos do tradicional espaço gastronômico de Curitiba.

As inscrições serão feitas no local a partir das 8h35. Para garantir a segurança dos participantes, funcionários da Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) e da Setran farão a escolta e o bloqueio das ruas durante todo o percurso. A saída dos ciclistas será às 9h30.

rua bloqueada trânsito

Um caminhão da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab) também acompanhará os ciclistas e irá levar as bicicletas que estraguem até o ponto de chegada. Após o passeio, que deverá durar cerca de uma hora, haverá sorteio de brindes aos participantes.

O percurso terá 6,4 quilômetros e passará pela Avenida Sete de Setembro, Rua da Paz, Avenida Visconde de Guarapuava (pista da esquerda), Rua Ângelo Sampaio e Avenida Sete de Setembro até chegar novamente no calçadão em frente ao Mercado Municipal.