rodoferroviária de curitiba, rodoviária, raquel genofre, raquel maria lobo oliveira genofre, mudança de nome, moção, câmara municipal de curitiba, câmara municipal

Câmara de Curitiba indica mudança do nome da Rodoferroviária para Rachel Genofre

A sessão plenária da Câmara Municipal de Curitiba recebeu nesta terça-feira (5) a moção que pede a mudança do nome da Rodoferroviária de Curitiba para Rachel Genofre. A alteração tem o objetivo de homenagear a menina, morta aos 9 anos de idade, em 2008. O corpo dela foi encontrado da Rodoferroviária de Curitiba.

Além disso, a mudança de nome da rodoviária também visa chamar a atenção para a violência contra a mulher, a criança e o adolescente. A entrega da moção contou com a participação da mãe de Rachel, Maria Cristina Lobo Oliveira, e de integrantes da Frente Feminista de Curitiba e Região Metropolitana.

Maria Cristina Lobo Oliveira, mãe da Rachel, participou do ato na Câmara Municipal de Curitiba. (Rodrigo Fonseca/CMC)
Maria Cristina Lobo Oliveira, mãe da Rachel, participou do ato na Câmara Municipal de Curitiba. (Rodrigo Fonseca/CMC)

RODOFERROVIÁRIA DE CURITIBA: RAQUEL GENOFRE

O pedido formal de alteração do nome da Rodoferroviária de Curitiba para Rachel Maria Lobo Oliveira Genofre foi entregue para a vereadora Julieta Reis (DEM), que também atua como Procuradora da Mulher na CMC (Câmara Municipal de Curitiba).

“Vamos acatar a indicação. O crime nos abala profundamente. Vamos discutir [a alteração do nome da rodoviária] e o que for do interesse de todos será aprovado com certeza”, adiantou a vereadora.

O CRIME, O NOME E A LUTA

Em Plenário, a mãe de Rachel Genofre, Maria Cristina Lobo Oliveira, lembrou que a data e hoje (5) marca os 11 anos do dia em que o corpo da filha foi encontrado dentro de uma mala na Rodoferroviária de Curitiba.

No mês passado (19 de outubro), a proposta de alteração de nome do principal terminal viário da capital paranaense foi aprovada durante a II Conferência Extraordinária Municipal de Políticas para Mulheres de Curitiba. Na ocasião, o documento recebeu o apoio de 70 entidades ligadas ao direito das mulheres. Além disso, uma petição pública online recolheu a assinatura digital de 8.282 pessoas.

“Mais do que Justiça, nós precisamos da prevenção contra a violência, contra as atrocidades cometidas com as nossas crianças. Por isso foi entregue o nosso pedido de alteração de nome da rodoviária, para que nenhuma outra criança sofra, nem próximo, o que aconteceu com a minha filha”, defendeu Maria Cristina Lobo Oliveira.

rodoferroviária de curitiba, rodoviária, raquel genofre, raquel maria lobo oliveira genofre, mudança de nome, moção, câmara municipal de curitiba, câmara municipal
Arquivo Pessoal

O CRIME E O MACHISMO

A moção entregue à Câmara Municipal de Curitiba denuncia que Rachel Genofre “foi violada e morta pelo modelo de masculinidade que o machismo e o patriarcado construíram nesta sociedade”. Além disso, o documento aponta para a omissão do Estado e os possíveis erros cometidos ao longo da investigação.

Uma das justificativas para a mudança de nome da Rodoferroviária de Curitiba é para que crimes como esse jamais sejam esquecidos ou se repitam na capital paranaense.

“Como Justiça para este caso não basta apenas seu responsável estar preso. Queremos que a Prefeitura de Curitiba dê o nome de Rachel Lobo Genofre à Rodoferroviária de Curitiba numa forma de reconhecer os erros havidos no processo para a solução do crime, como lembrete de que o Estado precisa estar atento e em memória desta inocente que teve sua vida ceifada”, completa o texto.

URBS reassume estacionamento da Rodoviária; preços não mudam

A URBS (Urbanização de Curitiba) reassumiu, desde o início de outubro, os estacionamentos da rodoferroviária e da Praça Rui Barbosa, que eram administrados pelo consórcio ETM desde 2013.

Para o usuário, nada muda e os preços praticados permanecem os mesmos.

A Urbs e o ETM encerraram o contrato. O consórcio ETM  foi vencedor de uma licitação de 2012 para operação e manutenção dos estacionamentos de superfície da Rodoviária e a construção e operação de um estacionamento subterrâneo ligando a Rodoviária ao Mercado Municipal.

Essa última obra, prevista para ser entregue em 2014, no entanto, esbarrou  em inviabilidade técnica, o que culminou com a extinção do contrato, que iria até 2032.

Movimento na rodoviária de Curitiba deve ser 60% maior no feriado de Corpus Christi

Cerca de 25 mil passageiros vão deixar Curitiba neste feriado de Corpus Christi de ônibus. A previsão de movimento na Rodoviária da capital é 60% maior em relação a dias normais e começa hoje (19), com o embarque previsto de 14 mil pessoas.

Na quinta-feira (20), outras 11 mil pessoas devem passar pelo terminal tendo as cidades do interior paranaense como principal destino. O litoral do estado é o segundo roteiro mais procurado pelos passageiros – cerca de 25% dos embarques são paras as cidades litorâneas. Em terceiro lugar aparecem as cidades catarinenses, com 20% da demanda e em seguida vêm os destinos dos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Com o aumento da movimentação, o gestor da Área Comercia da Urbs, Pedro Romanel, orienta os passageiros a chegarem ao terminal com antecedência para evitar transtornos. Para atender os passageiros, as empresas de transporte rodoviário contam com 200 veículos extras. Nos dois dias, 900 ônibus devem sair de Curitiba partindo da Rodoviária. O gestor lembra aos passageiros sobre os documentos necessários para embarque – especialmente para menores de 16 anos.

Por conta do grande número de pessoas que circula na Rodoferroviária e no entorno, a Urbanização de Curitiba S/A vai intensificar a fiscalização nos pontos de embarque.

24 mil passageiros devem embarcar na rodoviária de Curitiba durante o feriado

De acordo com a Urbanização de Curitiba (Urbs), cerca de 24 mil passageiros devem deixar Curitiba durante o feriado da Proclamação da República. No total, serão 760 ônibus utilizados para o transporte dos viajantes.

O maior movimento deve ser nesta quarta-feira (14), quando devem partir do local 420 ônibus, com 14 mil passageiros. Na quinta-feira (15), está prevista a saída de 340 ônibus, com 10 mil passageiros.

Segundo a Urbs, o movimento é 50% maior que no ano passado, quando o feriado caiu no meio da semana, em uma quarta-feira.

A maior parte dos ônibus segue para o interior do Paraná, seguifo pelo Litoral do Estado. Outros destinos mais buscados são Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul.

**Com informações da SMCS**

29 mil passageiros devem embarcar na rodoviária de Curitiba durante o feriado

Cerca de 29 mil passageiros devem passar pela Rodoviária de Curitiba neste feriado da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida. De acordo com a Prefeitura de Curitiba, são esperadas 18 mil pessoas nesta quinta-feira (11), véspera do feriado, e 11 mil na sexta-feira (12).

960 veículos farão o transporte dos passageiros. As empresas colocaram alguns ônibus extras para atender a demanda. “É um aumento de 30% na frota normal”, disse Élcio dos Anjos, gerente da Rodoviária.

Dos 29 mil passageiros, 35% seguem rumo às cidades do Interior do Estado e 25% para o Litoral do Paraná. Santa Catarina, com 20%, é o terceiro destino preferido e 12% do fluxo segue para São Paulo.

**Com informações da SMCS**

Rodoviária terá 42 mil embarques durante feriado da Independência

O movimento na Rodoviária de Curitiba para o feriado da Independência do Brasil, celebrado na próxima sexta-feira (7) será de 42 mil passageiros, de acordo com a prefeitura de Curitiba.

A estimativa é para os embarques da quinta (6) e sexta-feira (7).

A maior movimentação deve ser registrada na quinta, quando aproximadamente de 23.500 passageiros deixam a capital paranaense de ônibus rumo a outros destinos. Na sexta, são esperados 18.500 embarques.

Nos dois dias, sairá da Rodoviária uma frota de 1.370 ônibus, sendo 45% deles com rumo às cidades do Interior do estado. Os demais destinos são Santa Catarina, Litoral Paranaense e São Paulo.

Os horários de maior movimento na Rodoviária serão na noite de quinta-feira e na sexta pela manhã.

Em Curitiba, o feriado será prolongado. No sábado (8) é comemorado o dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Luz dos Pinhais.

Passagem de ônibus intermunicipal e de linhas metropolitanas do interior estão mais caras

Os preços das passagens de ônibus intermunicipais e metropolitanos do interior do estado estão mais altos a partir desta sexta-feira  (1°). Os reajustes tinham sido autorizados pela Agência Reguladora do Paraná (Agepar) e publicados no Diário Oficial no dia 2 de maio. Para as linhas de ônibus que atendem cidades das regiões metropolitanas do estado, com exceção de Curitiba, o reajuste pode chegar a até 4,08%.

Para os ônibus que fazem viagens entre municípios o aumento é de até 5,13%. Conforme o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), o índice de aumento levou em consideração as altas nos preços de chassi, carroceria de veículos e pneus, e também os aumentos de salário previstos na convenção trabalhista da categoria. Os cálculos foram feitos considerando o período de maio de 2017 a abril de 2018.

A tarifa mínima para o sistema rodoviário, para percursos até 15 quilômetros de extensão, passa a ser de R$ 4,32. O percentual de reajuste tarifário das linhas metropolitanas tem variação em função do arredondamento, que pode oscilar cinco centavos para mais ou para menos.

Clique  AQUI  e confira o reajuste das principais linhas metropolitanas.

Clique AQUI  e confira o reajuste das principais linhas rodoviárias intermunicipais.

Movimento na rodoviária de Curitiba volta a crescer nesta terça-feira (13)

Por SMCS

Nesta terça-feira (13) a rodoviária de Curitiba volta a ficar movimentada por causa do feriado de carnaval. Desta vez para o retorno dos foliões à cidade, vindos, em grande parte, do litoral do Paraná e Santa Catarina.

Cerca de 40% dos desembarques feitos entre hoje e amanhã vai ser de passageiros vindos das praias paranaenses e 25%, vindos do litoral catarinense.

Os horários de maior movimento estão previstos para a noite desta terça-feira entre 20h e 23h, e na quarta pela manhã, entre 6h e 9h.

Para esses horários de maior movimentação na rodoviária e de tráfego mais intenso nos arredores, a Setran fará ajustes em semáforos e haverá agentes nos principais acessos, facilitando o trânsito na região.

Nesta terça-feira, 750 ônibus devem chegar à rodoviária, trazendo 25 mil passageiros; na quarta-feira, a previsão é de outros 750 ônibus chegando à rodoviária, com mais 25 mil passageiros desembarcando.

Movimento Rodoviária no retorno do feriado de Carnaval

13/2 – Terça-feria  – 750 ônibus – 25 mil passageiros

14/2 – quarta-feira – 750 ônibuos – 25 mil passageiros

Rodoviária terá 51,5 mil embarques neste feriado, mais da metade para as praias

SMCS

A previsão de sol e tempo firme para o feriado de Carnaval vai movimentar a Rodoviária de Curitiba. Mais de 50 mil pessoas devem embarcar entre sexta-feira (9/2) e domingo (11/2) para diferentes destinos.

Dos 51.500 embarques previstos, 65% são em ônibus que vão para o Litoral do Paraná e para Santa Catarina. Os demais são para destinos como o Interior do Estado, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

A sexta-feira será o dia de maior movimento na Rodoviária. Quase 800 ônibus deixam a capital, levando 23.500 passageiros. No sábado, o movimento continua e 20 mil pessoas deixam Curitiba.


Movimento na Rodoviária no feriado do Carnaval               

09/02 – Sexta – 780 ônibus – 23.500 passageiros

10/02 – Sábado – 650 ônibus – 20.000 passageiros

11/02 – Domingo – 370 ônibus – 8.000 passageiros


Destinos

Litoral do Paraná – 40%

Santa Catarina – 25%

Interior do Paraná – 17%

São Paulo – 12%

Rio de Janeiro – 2%

Rio Grande do Sul – 2%

Outros – 2%

Movimento na Rodoviária já começou e deve triplicar até o natal

SMCS

A Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), empresa da Prefeitura que administra a Rodoviária de Curitiba, estima que 108.500 passageiros deixarão a cidade em ônibus no feriado de Natal. O movimento dobra em relação a uma semana sem feriados, chegando a triplicar no caso dos dias de maior movimento, como previsto para a sexta-feira (22).

Nos terminais de embarque, o movimento começa a se intensificar já nesta a segunda-feira (18/12), e aumenta até sábado (23/12). Em dezembro, a média de embarques por dia na Rodoviária é de dez mil passageiros. Na sexta-feira (22/12), o movimento será de 27.500 pessoas. “Com todo esse volume de passageiros, é importante um planejamento antecipado para garantir o embarque e não perder o ônibus”, diz o gerente da Rodoviária, Vanderlei Gimenes.

As empresas de transporte rodoviário têm programado a saída de 3.420 ônibus entre segunda-feira e sábado. A maior parte (42%) segue para o Interior do Paraná. O segundo roteiro mais procurado é Santa Catarina, com 20% das viagens. A seguir, vêm Litoral paranaense (18%), São Paulo (12%), Rio Grande do Sul (3%) e Rio de Janeiro (2%).

O movimento maior exige atenção redobrada dos viajantes e dos motoristas que circulam pela região da rodoviária, na avenida Affonso Camargo, no ponto de encontro dos bairros Jardim Botânico, Rebouças e Centro.

A Superintendência de Trânsito (Setran) fará operações especiais de orientação e fiscalização nestas regiões. Fiscais da Urbs também darão apoio nesse período, organizando táxis e orientando passageiros que circulam pela Rodoviária.


Previsão de embarques na Rodoviária de Curitiba (Natal)

18/12 – 2ª Feira                    390                                        12.000

19/12 – 3ª Feira                    410                                        13.000

20/12 – 4ª Feira                    430                                        14.000

21/12 – 5ª Feira                    530                                        16.500

22/12 – 6ª Feira                    860                                        27.500

23/12 – Sábado                    800                                        25.500