Santos e Palmeiras fazem a terceira final brasileira da Libertadores

Vinicius Cordeiro

santos palmeiras libertadores final

Santos e Palmeiras estão na final da Libertadores 2020. O Peixe passeou sobre o Boca Juniors nesta quarta (13), um dia depois do Porco eliminar, com sufoco, pelo River Plate. A decisão está marcada para o dia 30 de janeiro, sábado, às 17h.

Essa será a terceira vez que dois clubes brasileiros disputam o título. Em 2005, o São Paulo derrotou o Athletico-PR e ficou com a taça. No ano seguinte, o Tricolor perdeu para o Internacional.

Tricampeão da Libertadores, o Santos vai disputar sua quinta final. Relembre:

  • 2011: Santos x Peñarol (Santos campeão);
  • 2003: Boca Juniors x Santos (Boca campeão);
  • 1963: Santos x Boca Juniors (Santos campeão);
  • 1962: Santos x Peñarol (Santos campeão);

Do outro lado, o Palmeiras conquistou apenas um título e também já disputou quatro decisões.

  • 2000: Boca Juniors x Palmeiras (Boca campeão);
  • 1999: Palmeiras x Deportivo Cali (Palmeiras campeão);
  • 1968: Estudiantes x Palmeiras (Estudiantes campeão);
  • 1961: Peñarol x Palmeiras (Peñarol campeão).

Por fim, vale lembrar que essa será a quarta final entre clubes do mesmo país. Em 2018, Boca e River protagonizaram a decisão após a Conmebol ter proibido decisões nacionais entre 2007 e 2017.

SEM TORCIDA, LIBERTADORES 2020 SE TORNA ÉPICA PARA BRASILEIROS

Não é preciso falar muito o impacto do coronavírus no futebol sul-americano. A final, no Maracanã, também não terá plateia. Mesmo assim, não significa que terá menor prestígio.

A expectativa é que a final seja um jogaço. Não só por ser um clássico, mas pelos bons jogadores em campo.

De um lado, teremos Rony e Luiz Adriano. O primeiro se transformou na peça mais fundamental da equipe: dos 32 gols marcados pela equipe, 12 (cinco gols e sete assistências) tiveram participação dele. Para mim, é o grande nome da Libertadores. Já Luiz Adriano é um centroavante subvalorizado no futebol brasileiro.

Do outro, temos Soteldo e Marinho. A dupla de baixinhos é infernal. Marinho é o melhor jogador do futebol brasileiro. No Natal, ele foi elogiado pelo aposentado Zé Roberto pela dedicação aos treinos físicos. O resultado é fruto do trabalho. Soteldo, que quase foi embora, tem qualidade de gente grande, visto o golaço que marcou contra o Boca.

Fora de campo, os dois técnicos também são destaques. Cuca pode se tornar o quarto técnico brasileiro a conquistar dois títulos de Libertadores. Felipão (Grêmio em 1996 e Palmeiras em 99), Telê Santana (São Paulo em 1992 e 93) e Luís Alonso Pérez (Santos em 1962 e 63) são os únicos com duas taças continentais.

Enquanto isso, o técnico Abel Ferreira pode ser o segundo português e o terceiro europeu a se sagrar campeão na América do Sul. Jorge Jesus, ano passado pelo Flamengo, e o croata Mirko Jozić, vitorioso com o Colo-Colo em 1991, são os antecessores.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="739026" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]