Curitiba terá ato pela paz e apoio à Ucrânia nesta sexta (25)

Organizada por igrejas e entidades de representação e cultura ucraniana, a manifestação pela paz acontece a partir das 18h no Memorial Ucraniano, localizado no Parque Tingui.

Rafael Nascimento - 25 de fevereiro de 2022, 13:42

Novo 0
Novo 0

Curitiba será palco de um ato em apoio à Ucrânia nesta sexta-feira (25). O país do Leste Europeu teve suas fronteiras invadidas pela vizinha Rússia e, desde então, sua população sofre com ataques militares na capital Kiev e nas demais regiões ucranianas.

A manifestação pela paz acontece a partir das 18h no Memorial Ucraniano, localizado no Parque Tingui.

A iniciativa é das igrejas ucranianas de Curitiba, em conjunto com as sociedades de cultura ucraniana (SUBRAS e Clube Poltava) e a Representação Central Ucraniano Brasileira (RCUB).

"Venham com suas camisas bordadas, camisetas com dizeres ucranianos, bandeiras e velas, para que rezemos e intercedamos pela paz aos nossos irmãos ucranianos. Vamos realizar uma corrente de boas energias e orações pela nossa amada Ucrânia", diz a organização.

De acordo com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, os ataques russos vitimaram, ao menos, 137 civis pelo país no primeiro dia de conflito, nesta quinta-feira (24).

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), pelo menos cinco milhões de pessoas podem deixar o país nos próximos dias, e buscar refúgio nos países próximos. Milhares de ucranianos já cruzaram a fronteira com a Moldávia, a Romênia e a Polônia.

Curitiba possui uma das maiores concentrações de ucranianos e descendentes no Brasil, atrás apenas de Prudentópolis, na região Centro-Sul do Paraná. Em todo o país, são aproximadamente 600.000 descendentes de ucranianos, de acordo com a Representação Central Ucraniano-Brasileira.

"A agressão russa à Nação ucraniana não é uma agressão somente ao povo ucraniano, ela atinge os fundamentos da Carta das Nações Unidas que é a busca da paz e da não agressão, da convivência pacífica dos povos e a solução pacífica dos conflitos. A agressão militar russa à Ucrânia atinge toda a humanidade. A agressão é militar, política e cultural. Forças militares atacam a Ucrânia em seu todo o seu território, politicamente busca negar a existência do próprio estado nação ucraniano e culturalmente é a negação de nossa língua, religiosidade, tradições e modo de ser. A agressão russa é a agressão ao sistema democrático da Ucrânia", afirma Vitorio Sorotiuk, presidente da entidade.